O Comunicador

Grande Natal, Mossoró e Vale do Açu lideram número de casos de covid-19 no RN

Os dados da Vigilância Sanitária da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) registram que o maior número de casos de Covid-19 no RN ocorreu nos municípios da Região Metropolitana de Natal, Mossoró e no Vale do Açu. A subcoordenadora de Vigilância Epidemiológica da Sesap, Alessandra Lucchesi, explicou, em entrevista coletiva desta sexta-feira, 05, que o monitoramento do órgão permite o acompanhamento do comportamento da pandemia e a tomada de decisões pela administração estadual e autoridades da saúde pública.

Este monitoramento ganhou reforço com a operação de um novo sistema de dados criado em uma parceria do Governo do Estado com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), através do Instituto Metrópole Digital (IMD). O sistema unifica as informações para diminuir as divergências e também visa dar mais agilidade na obtenção de dados dos casos confirmados e descartados, facilitando assim o acompanhamento dos municípios a respeito da investigação dos casos e evolução dos pacientes. Os municípios continuam alimentando o sistema de base nacional, mas esse monitoramento e investigação passa a ser de base local.

“Agora teremos mais agilidade e mais transparência ainda do que já temos. O nosso Estado já é o segundo colocado em todo o país na divulgação das ações de combate ao coronavírus”, afirmou Alessandra Lucchesi, na entrevista coletiva de prestação de contas e atualização dos dados epidemiológicos.

No período de 8 a 10 de junho será feito o treinamento dos municípios para utilização do novo sistema que começará a ser implantado no dia 9, em Natal, e dia 11 para os demais municípios da Região Metropolitana da capital e Mossoró. No dia 15 deste mês, ele será disponibilizado para os demais municípios.

O diretor do Parque Tecnológico do IMD-UFRN, professor Anderson Paiva Cruz, explicou que o novo sistema desenvolvido por 11 pesquisadores vai assegurar melhor gerência e validação das informações oriundas de várias fontes e permitir o acompanhamento e investigação de cada caso de Covid-19 no Estado. “A Sesap, as secretarias municipais e as regionais de saúde passam a contar com um sistema mais ágil e eficiente. Permite a investigação de cada caso, todos os registros de migração de pacientes e oferece um panorama da situação em cada região, em cada município e do Estado”, afirmou Anderson Paiva.

Inicialmente o sistema vai ser utilizado no acompanhamento dos casos de Covid-19 e outras doenças virais, como Dengue e Chickungunya. Mas poderá ser utilizado para outras áreas, permitindo o conhecimento do comportamento das epidemias e a definição de estratégias para prever e definir novos surtos de doenças.

A parceria do Governo do Estado com a UFRN também permitiu a criação de outros sistemas como o Recrutamento de Profissionais de Saúde, que recebeu mais de 17.600 mil cadastros em duas chamadas, e o Sistema de Leitos, que agiliza a disponibilização de vagas nas unidades públicas e privadas de saúde no RN. Atualmente, o sistema tem 966 leitos cadastrados em 61 unidades de saúde. Anderson Paiva ressaltou que estes sistemas têm o acompanhamento do Ministério Público.

O secretário adjunto da Saúde do Estado, Petrônio Spinelli, destacou que a parceria com a UFRN tem gerado ótimos resultados e o novo sistema permitirá números mais apurados, precisos e com maior rapidez.

A taxa de isolamento social continuou muito baixa nesta quinta-feira – 40%. Na manhã desta sexta-feira, 618 pessoas estavam internadas em UTIs, semi-UTI’s e leitos clínicos em hospitais das redes pública e privada – sendo 323 em situação crítica. A de fila de regulação tinha 44 pessoas com prioridade 1 e 2 para internação em leitos críticos exclusivos Covid-19.

A taxa de ocupação de leitos é de 100% na região Oeste, em Pau dos Ferros, Natal e Grande Natal, e de 63,6% no Seridó. Os casos confirmados são 9.440, óbitos 387 (dois nas últimas 24 horas) e 67 óbitos estão em investigação.
Petrônio Spinelli explicou que ainda há grande necessidade de a população ficar em casa para reduzir o contágio e as internações. “Todo esforço para abertura de leitos ainda é insuficiente se a população não se engajar. É preciso que as pessoas se conscientizem por que chegará o momento que não será mais possível abrir novos leitos”.

Ele citou os esforços conjuntos do Estado e dos municípios. Parnamirim abriu um Hospital de Campanha com leitos para estabilização, mas não para casos críticos. Em Santa Cruz, o Hospital Municipal, em parceria com Estado, dispõe de leitos Covid-19. Em Guamaré novos leitos estão em implantação. No Hospital Rafael Fernandes, em Mossoró, as vagas são de retaguarda para os Hospitais Tarcísio Maia e São Luiz. O Governo trabalha para criar mais 15 leitos no São Luiz e abrir outros nos hospitais regionais de Assú e Santo Antônio. Em Pau dos Ferros, dois novos leitos completos foram instalados.

*BG

Postado em 5 de junho de 2020 - 18:54h

0 comentário

Lote da vacina de Oxford já chegou ao Brasil; saiba quem pode ser voluntário e como será o teste contra a Covid-19

Foto: CDC/Unsplash

O primeiro lote da vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford, que será testada em dois mil brasileiros já chegou ao Brasil. As doses serão aplicadas nas próximas três semanas em testes conduzidos no Rio de Janeiro e em São Paulo.

Antonio Carlos Moraes, um dos pesquisadores da equipe do Idor, responsável pelos testes no Rio, disse ao G1 que parte da imunização já chegou ao país e está armazenada em temperaturas negativas até que seja iniciado o estudo. O Brasil é o primeiro país fora do Reino Unido que vai começar a testar a eficácia da imunização contra o Sars-CoV-2.

“A vacina está congelada, ela já está chegando para a gente operacionalizar. Parte já chegou e fica em congelamento de onde a gente vai tirando, progressivamente, com a necessidade da demanda”, disse o pesquisador do grupo que testará a vacina ChAdOx1 no Rio de Janeiro.

No Rio de Janeiro, os testes em mil voluntários serão feitos pela Rede D’Or São Luiz, com custo de cerca de R$ 5 milhões bancados pela Rede e sob coordenação do Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino (Idor).

Em São Paulo, os testes em outros mil voluntários serão conduzidos pelo Centro de Referência para Imunológicos Especiais (Crie) da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), com financiamento da Fundação Lemann.

Três semanas de vacinação

Ele explicou que seu grupo se prepara para, a partir da semana que vem, em um esforço que deve ir até a última semana de junho, começar a triagem de voluntários para a pesquisa. Segundo ele, os escolhidos serão submetidos a testes para confirmar que não foram infectados pela Covid-19 para poder seguir com o experimento.

“Primeiro precisamos seguir as regras de segurança”, disse o especialista que espera receber muitos voluntários interessados em participar da pesquisa. Neste momento, são os profissionais da saúde –que estão em maior contato com pacientes infectados – que têm a prioridade para os testes.

A regra é a mesma para os dois centros de testagem, tanto no Rio como em São Paulo, poderão se inscrever como voluntários profissionais da saúde que atuam na linha de frente de combate à Covid-19, além de adultos entre 18 e 55 anos que também trabalhem em ambientes de alto risco para exposição ao vírus.

A Unifesp especificou por meio de um comunicado, que motoristas de ambulâncias, seguranças que trabalhem em hospitais e agentes de limpeza de hospitais também poderão se inscrever. Entretanto, a entidade esclareceu que ainda não foi iniciado o processo de recrutamento.

“A previsão é de que os procedimentos no Brasil comecem ainda em junho”, garantiu em nota.

Um ano de acompanhamento

O pesquisador explicou que após as primeiras três semanas, os voluntários serão acompanhados por sua equipe durante um ano. Neste período irão por cinco vezes ao centro de investigação onde passarão por consultas, terão o sangue coletado e serão examinados para possíveis efeitos colaterais.

“Depois de um ano vamos avaliar os resultados a partir de dois parâmetros: primeiro a eficácia, a partir da porcentagem de infectados e segundo a segurança, porque não se justifica usar uma vacina que apresente mais riscos do que a própria doença.” – Antonio Carlos Moraes, pesquisador do Idor

O chefe do serviço de clínica médica do Hospital Copa D’Or também explicou que o procedimento é seguro, já que a vacina usa apenas parte da proteína que reveste o material genético do vírus, e não o vírus em si, e por isso não há o risco da duplicação do Sars-Cov-2 no paciente.

Vacina e placebo

Para ser um estudo válido, Moraes explicou que há uma série de protocolos e regras que devem ser seguidos por todos os centros de investigação. Entre eles está o uso de placebo em parte dos voluntários, o que significa que nem todos receberão, num primeiro momento, essa dose da vacina contra a Covid-19.

“Dos mil participantes, 500 recebem a vacina ChAdOx1 e 500 recebem a vacina para meningite”, disse o pesquisador. “Isso porque esse é um estudo extremamente importante precisa de um alto índice ético. No final do estudo, os 500 que receberam a vacina para meningite receberão a vacina da Covid-19 caso ela tenha sido eficaz, como a gente acredita que será.”

No Rio de Janeiro, voluntários que façam parte do público-alvo da pesquisa devem procurar o Idor e perguntar sobre como participar do experimento. Em São Paulo, a seleção está a cargo do Crie, da Unifesp.

Aprovado pela Anvisa

Para ser conduzido no Brasil, o procedimento foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), com o apoio do Ministério da Saúde. Os voluntários serão pessoas na linha de frente do combate ao coronavírus, com uma chance maior de exposição ao Sars-CoV-2. Eles também não podem ter sido infectados em outra ocasião. Os resultados serão importantes para conhecer a segurança da vacina.

Testes já começaram no Reino Unido

Com a previsão otimista de ficar pronta ainda em 2020, a vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford ofereceu proteção em um estudo pequeno com seis macacos, resultado que levou ao início de testes em humanos no final de abril.

Em humanos, os testes têm apenas 50% de chance de sucesso. Adrian Hill, diretor do Jenner Institute de Oxford, que se associou à farmacêutica AstraZeneca para desenvolver a vacina, disse que os resultados da fase atual, envolvendo milhares de voluntários, podem não garantir que a imunização seja eficaz e pede cautela.

A vacina já está sendo aplicada em 10 mil voluntários no Reino Unido. A dificuldade para provar a possível eficácia está no fato de os cientistas dependerem da continuidade da circulação do vírus entre a população para que os voluntários sejam expostos ao coronavírus Sars-Cov-2.

A busca pela vacina

Para chegar a uma vacina efetiva, os pesquisadores precisam percorrer diversas etapas para testar segurança e resposta imune. Primeiro há uma fase exploratória, com pesquisa e identificação de moléculas promissoras (antígenos). O segundo momento é de fase pré-clínica, em que ocorre a validação da vacina em organismos vivos, usando animais (ratos, por exemplo). Só então é chegada à fase clínica, em humanos, em três fases de testes:

Fase 1: avaliação preliminar com poucos voluntários adultos monitorados de perto;

Fase 2: testes em centenas de participantes que indicam informações sobre doses e horários que serão usados na fase 3. Pacientes são escolhidos de forma randomizada (aleatória) e são bem controlados;

Fase 3: ensaio em larga escala (com milhares de indivíduos) que precisa fornecer uma avaliação definitiva da eficácia/segurança e prever eventos adversos; só então há um registro sanitário.

Depois disso, as agências reguladoras precisam aprovar o produto, liberar a produção e distribuição. Das dez vacinas em testes em fase clínica, algumas aparecem em estágio mais avançado, como a desenvolvida por Oxford, em fase 3.

A vacina do Reino Unido é produzida a partir de um vírus (ChAdOx1), que é uma versão enfraquecida de um adenovírus que causa resfriado em chimpanzés. A esse imunizante foi adicionado material genético usado para produzir a proteína Spike do SARS-Cov-2 (que ele usa para invadir as células), induzindo a criação de anticorpos.

A empresa AstraZeneca fechou com EUA e Reino Unido para cuidar da produção em escala mundial. O CEO da farmacêutica disse à rede britânica BBC, no domingo (31), que a população pode ter acesso a 100 milhões de doses da vacina já em setembro.

*G1

Postado em 5 de junho de 2020 - 10:45h

0 comentário

Coronavírus: Brasil registra 1.473 óbitos e 30.925 casos nas últimas 24h, total de mortes chega a 34.021 e infectados são 614.941


Foto: Andrea Rego Barros

O Ministério da Saúde divulgou nesta quinta-feira (4) seu mais recente balanço com as atualizações de casos e mortes por complicações do coronavírus Sars-Cov-2 no Brasil.

34.021 mortes, eram 32.548 na quarta (3);

Foram 1.473 registros de morte incluídos em 24 horas;

614.941 casos confirmados, eram 584.016 na quarta;

Foram incluídos 30.925 casos em 24 horas;

325.957 pacientes estão em acompanhamento (53 %);

259.963 pacientes estão recuperados (41,5 %);

O número de mortes por Covid-19 no Brasil superou o da Itália nesta e o país agora ocupa a terceira posição entre os que mais tiveram mortos durante a pandemia. O Brasil está atrás apenas do Reino Unido e dos Estados Unidos.

O balanço da quinta-feira registrou também 366 mortes que aconteceram nos últimos 3 dias. Além disso, segundo o Ministério da Saúde, há mais 4.159 suspeitas que estão sob investigação.

Imagem: reprodução/Ministério da Saúde

*G1

Postado em 4 de junho de 2020 - 22:23h

0 comentário

Brasil se aproxima da marca de 260 mil pacientes curados do coronavírus


Foto: reprodução

O número de brasileiros recuperados do coronavírus é de 259.963, conforme anunciado pelo Ministério da Saúde em boletim na noite desta quinta-feira (4), o que representa 41,5% dos infectados. Foram 21.346 novos registros de pacientes curados em relação ao número de ontem. Outros 325.957 casos estão em acompanhamento.

Segundo o Ministério da Saúde, integram o grupo de recuperados todos os diagnosticados que enfrentaram os 14 dias de quarentena preventiva e, também, aqueles que receberam alta dos leitos hospitalares.

*Via BG

Postado em 4 de junho de 2020 - 22:20h

0 comentário

Polícia Civil deflagrou operação para coibir roubos na região da Serra de Santana

Policiais civis da Delegacia Municipal de Currais Novos, com apoio de equipes da 3ª e 9ª Delegacia Regional de Polícia Civil (DRPC), da Diretoria de Polícia Civil da Grande Natal (DPGRAN), de outras unidades do interior e de duas equipes da Delegacia de Polícia Civil de Picuí (Paraíba), deflagraram na manhã desta quinta-feira (04), uma operação para coibir roubos que estavam sendo efetivados entre as cidades de Currais Novos, Lagoa Nova e Cerro Corá, na região da Serra de Santana. 


A operação foi efetivada por 40 policiais civis e resultou no cumprimento de 12 mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão. A maior parte dos mandados foi cumprida na cidade de Campo Redondo e outros mandados foram efetivados nas cidades de Currais Novos, Lajes Pintadas e na cidade de Picuí (Paraíba). 


A ação resultou na prisão de José Naedson de Aquino Lima, conhecido como “Naná”, que foi detido em cumprimento a um mandado de prisão temporária e depois encaminhado ao Presídio de Caicó. Durante a operação, foram apreendidos aparelhos celulares, uma espingarda e uma motosserra. A Polícia Civil pede para que a população continue enviando informações de forma anônima, através do disque denúncia 181.


*Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

Postado em 4 de junho de 2020 - 22:05h

0 comentário

Bolsonaro autoriza repasse de R$ 60 bilhões em ajuda a estados e municípios


Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro editou nesta quinta-feira (4) a medida provisória (MP) que autoriza o repasse de R$ 60,18 bilhões para estados e municípios, como uma ajuda financeira para reduzir os efeitos econômicos da pandemia do novo coronavírus.

O texto abre um crédito no Orçamento de 2020 para o repasse do valor, que deverá ser transferido aos governos locais em quatro parcelas.

Por ser uma medida provisória, o texto entra em vigor imediatamente e já permite que a operação de transferência seja efetuada pelo Ministério da Economia. Se não for aprovado pelo Congresso em 120 dias, a proposta perde validade.

O projeto de lei com as regras do auxílio financeiro foi aprovado pelo Congresso Nacional em 6 de maio, mas o presidente Jair Bolsonaro só publicou a sanção do texto no “Diário Oficial da União” em 28 de maio.

Além da medida provisória editada nesta quinta, o governo federal aponta como “gargalo” para a transferência dos recursos a retirada das ações judicias de prefeituras e governos estaduais contra a União, em temas ligados à Covid-19.

Segundo fontes do Tesouro Nacional, não é possível pagar fracionado, apenas a quem enviar a documentação. Todos precisarão enviar a declaração antes de a primeira parcela ser liberada. Além da baixa resposta das prefeituras, nenhum dos 27 governos estaduais e do Distrito Federal tinha comunicado a desistência das ações até esta terça.

O repasse direto, em quatro parcelas, será dividido da seguinte forma:

– R$ 50 bilhões em compensação pela queda de arrecadação (R$ 30 bilhões para estados e DF; R$ 20 bilhões para municípios);

– R$ 10 bilhões para ações de saúde e assistência social (R$ 7 bilhões para estados e DF; R$ 3 bilhões para municípios).

*G1

Postado em 4 de junho de 2020 - 22:02h

0 comentário

Boletim epidemiológico de Currais Novos

A Secretaria Municipal de Saúde, através da Vigilância Epidemiológica, confirma nesta quinta-feira (04), mais cinco novos casos de Covid 19, no município de Currais Novos. 
O 44º caso, trata-se de paciente do sexo feminino, na faixa etária entre 61 e 70 anos.
O 45º caso, trata-se de paciente do sexo masculino, na faixa etária entre 41 e 50 anos.
O 46º caso, trata-se de paciente do sexo feminino, na faixa etária entre 61 e 70 anos.
O 47º caso, trata-se de paciente do sexo masculino, na faixa etária entre 21 e 30 anos.
E o 48º caso, trata-se de paciente do sexo masculino, na faixa etária entre 21 e 30 anos.
Todos esses casos foram diagnosticados via teste rápido e todos encontram-se em isolamento domiciliar.

*Reporter Seridó

Postado em 4 de junho de 2020 - 21:43h

0 comentário

Cerro Corá: Confira o boletim epidemiológico

O boletim epidemiológico detalha a situação das notificações realizadas no município.
Vale salientar que o número de casos notificados será alterado mediante nova inserção de notificações ou quando algum
paciente for descartado por método laboratorial.

Para a segurança de todos, usem máscaras quando sairem
de casa e se puder “fique em casa”. A secretaria de saúde
de cerro corá agradece a colaboração e apoio de todos
os seus munícipes.

*ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO – PREFEITURA DE CERRO CORÁ/RN

Postado em 4 de junho de 2020 - 21:14h

0 comentário

Lagoa Nova/RN: Secretaria de Saúde confirma 6 casos de Covid-19

O boletim da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) desta quinta-feira (04) atualizou os dados referentes aos casos do Covid-19 em Lagoa Nova. Agora, são seis casos confirmados no município.

Dados atualizados de Lagoa Nova

Casos notificados 13

Casos suspeitos 0

Casos descartados 07

Casos confirmados 06

Pacientes recuperados 03

Pacientes em tratamento 03

Continuamos pedindo que a população reforce hábitos de higiene, evite sair de casa e, nos casos de necessidade, use máscara. Se você precisar sair de casa, use máscara.

Casos notificados 13

Casos suspeitos 0

Casos descartados 07

Casos confirmados 06

Pacientes recuperados 03

Pacientes em tratamento 03

Continuamos pedindo que a população reforce hábitos de higiene, evite sair de casa e, nos casos de necessidade, use máscara. Se você precisar sair de casa, use máscara.

*Lagoanovadestaque

Postado em 4 de junho de 2020 - 20:00h

0 comentário

Cerro Corá: Caern inicia trabalho de instalação do transformador nesta sexta (5)

A Caern Início do serviço de instalação do transformador de Cerro Corá previsto para esta sexta (5). Previsão de conclusão da instalação para o sábado dia 06/06. Entretanto a retomada da operação do sistema fica condicionada a liberação da Cosern após inspeção da subestação.

Vale salientar que essa foi a 4ª vez que um transformador de energia da Caern foi furtado de umas das estações no município de Cerro Corá. O referido furto ocorreu no último sábado (2).

Postado em 4 de junho de 2020 - 19:21h

0 comentário

Governadora sanciona lei que incentiva a adoção legal de crianças

Imagem reprodução ilustrativa

A governadora Fátima Bezerra sancionou a Lei Estadual Nº 10.725, publicada no Diário Oficial do dia 03 de junho de 2020, que trata da divulgação do fato de que entregar crianças para adoção não é crime. A lei estipula a obrigatoriedade de inserção de placas informativas com a frase: “Entregar crianças para adoção não é crime. Procure a Vara da Infância e Juventude da sua Comarca. Além de legal, o procedimento é sigiloso”. O objetivo é incentivar a adoção legal de crianças no Rio Grande do Norte, bem como proteger e defender as crianças que sofrem abandono ao mesmo tempo em que contribui para desestigmatizar o tema.

De autoria da deputada Cristiane Dantas, a medida deve ser cumprida em locais de fácil visualização, onde haja circulação de pessoas, nas unidades públicas e privadas de saúde, órgãos da administração direta e indireta, bem como órgãos do judiciário, Defensoria Pública e Ministério Público.

As placas informativas previstas devem conter, ainda, o endereço e telefone atualizados da Vara de Infância e Juventude da Comarca ou Foro Regional. As diretrizes, formato e dimensões das placas informativas a serem instaladas nos estabelecimentos públicos e privados e órgãos da administração direta e indireta serão estabelecidas por decreto, tendo como parâmetro os critérios dispostos nesta Lei.

*BG

Postado em 4 de junho de 2020 - 18:04h

0 comentário

Cloroquina: país negocia compra de 10 toneladas

Foto: Agência O GLOBO

O governo Bolsonaro insistirá no uso da cloroquina para combater o coronavírus e já programa com a Índia a compra de dez toneladas da matéria-prima para fazer o medicamento.

A informação foi confirmada à coluna por Carlos Wizard Martins, que será o número três do Ministério da Saúde, no comando da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos. O custo estimado na aquisição é de 6 milhões de dólares, o que hoje equivale a R$ 30,3 milhões.

– Vamos apostar 100%, seguir e defender a cloroquina. Esperamos que, nos próximos 30 dias, possamos receber essa carga no Brasil”, disse Wizard, empresário e ex-dono da rede de escolas de idiomas Wizard.

*BG com O Globo

Postado em 4 de junho de 2020 - 16:03h

0 comentário

Cantora gospel Fabiana Anastácio morre aos 45 anos por complicações de Covid-19

Foto Reprodução via Jair Sampaio

A cantora gospel Fabiana Anastácio morreu na manhã desta quinta-feira, 4 de junho, após lutar contra a covi-19. A notícia foi confirmada na página oficial da artista, que era conhecida por suas obras no gênero gospel.

Fabiana estava internada há uma semana na UTI de um hospital de São Paulo. Uma vaquinha online criada pela família chegou a arrecadar R$ 15 mil para ajudar no tratamento.

Anastácio nasceu em uma família religiosa em Santo André, região do ABC Paulista. Após passar a infância e adolescência cantando em corais nas igrejas onde o pai ministrava, ela foi filmada durante um culto e o vídeo ganhou projeção no YouTube.

Anastácio lançou o primeiro disco em 2012, intitulado “Adorador”. “Adorador – Alem da Canção” (2015) e “Adorador 3 – Além das Circunstâncias” (2017) se seguiram. No final de maio, antes de ser internada por causa do coronavírus, a cantora chegou a realizar uma transmissão ao vivo para os fãs. Anastácio era casada com o pastor Rubens Nascimento e tinha três filhos.

Postado em 4 de junho de 2020 - 15:12h

0 comentário

Forças de segurança do RN iniciam operação para fiscalizar cumprimento de decretos contra a Covid-19

A Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), por meio das Polícias Militar, Civil e o Corpo de Bombeiros, nesta quinta-feira (4), inicia a Operação Pacto pelo Vida que irá fiscalizar o cumprimento dos decretos estaduais relacionados às medidas previstas no combate ao coronavírus em vários municípios do estado.

Por meio de jornada extraordinária de serviço serão pagas diárias operacionais aos agentes de Segurança para realizarem ações de fiscalização nos bairros, áreas comerciais e orlas das cidades para aumentar o índice de isolamento social, que atualmente gira em torno de 40%, quando o recomendado seria 70%.

O isolamento social ainda é a medida considerada mais eficaz no combate à Covid-19. “O efetivo será empregado nas áreas apontadas pela Secretaria de Saúde baseadas nos dados dos casos de coronavírus.

A Segurança Pública do Estado em parceria com as Prefeituras auxiliará os municípios no aumento do isolamento social, colaborando para melhorar esse cenário tão difícil”, explicou o secretário de Segurança, Coronel Francisco Araújo.

Ao longo da semana, a governadora Fátima Bezerra dialogou com os prefeitos de várias cidades para colaboração no aumento do índice de isolamento social. Mesmo com a abertura de mais de 300 leitos pelo Governo do Estado, o percentual de ocupação da Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) chega diariamente aos 95%.

“Estamos destacando como é importante a participação municipal nessa hora. O Governo segue abrindo leitos nos hospitais, cedendo equipamentos, convocando profissionais, mas se as pessoas não ficarem em casa, esta batalha se tornará cada vez mais difícil. Por isso o engajamento das prefeituras nessa luta é decisiva, assim como a integração dos órgãos de fiscalização, sob pena de não termos eficácia. Só assim vamos conseguir vencer a pandemia, contando com o apoio também da sociedade”, disse a governadora.

*Via Jair Sampaio

Postado em 4 de junho de 2020 - 15:06h

0 comentário

Fátima defende rigidez no isolamento social como “pacto pela vida”

Foto reprodução

Um “pacto pela vida” é a essência das reuniões que a governadora Fátima Bezerra vem realizando, por videoconferência, com os prefeitos dos municípios potiguares. O movimento propõe maior envolvimento entre as gestões para o cumprimento e fiscalização das regras dos decretos estaduais e o aumento do isolamento social em todo o Rio Grande do Norte, principal medida para conter a propagação do novo coronavírus (Covid-19). Nesta quarta-feira, 03, em reuniões distintas, realizadas por videoconferência, a chefe do Executivo discutiu acerca das diretrizes do Pacto, que será editado no novo decreto estadual a ser publicado ainda nesta semana, com os gestores municipais da 2ª Regional da Saúde Pública (URSAP), que abrange cidades da região Oeste, e os chefes dos poderes do Estado.

As diretrizes endurecem as medidas de enfrentamento à pandemia com maior rigor no isolamento social. Entre as ações do pacto estão o fechamento de orlas, maior fiscalização de feiras livres, proibição de circulação em áreas públicas, controle de circulação com blitzen, entre outras medidas que estão todas sendo programadas.

“Estamos enfrentando o maior desafio das nossas vidas e a vida dos potiguares é o que mais importa. Agora é o momento de unir forças. Sozinhos não venceremos essa batalha. Temos que realizar um sacrifício em nome da vida e do amor ao próximo e respeitar o isolamento social. Juntos iremos superar esse momento difícil, o Governo do Estado está à disposição da população e de todos os municípios”, destacou a governadora Fátima Bezerra durante a reunião com os prefeitos.

Ela lembrou ainda que as próximas semanas serão decisivas e por isso a colaboração de todos se faz necessária, uma vez que no mês de maio o isolamento social teve uma queda e ficou abaixo dos 40%. “Precisamos reverter essa situação. O Governo vem fazendo um esforço incomensurável para lidar com a pandemia. Já foram convocados mais de 3 mil novos servidores, mas ainda temos o desafio de montar as escalas nos hospitais. Abrimos mais de 300 novos leitos em todo o estado, mas a velocidade da doença tem sido maior”, disse Fátima.

Os prefeitos apresentaram as medidas de combate ao vírus já adotadas, além dos decretos municipais, como a instalação de lavatórios nas cidades, distribuição de máscaras e álcool no comércio e em locais de maior movimento da população, criação de redes para denúncias, campanhas de conscientização das pessoas e barreiras sanitárias nas entradas e saídas dos municípios. Com a prorrogação do decreto de isolamento social trazendo medidas mais endurecidas, o Governo sugeriu aos municípios a antecipação dos feriados como mais uma medida para ampliar o isolamento social.

Participaram da reunião o vice-governador, Antenor Roberto, e secretários da administração direta e indireta do Estado, além de gestores e prefeitos: Rosalba Ciarlini (Mossoró), Lúcia Nascimento (Baraúnas), Shirley Targino (Messias Targino), chefe de Gabinete Álvaro (Governador Dix-Sept Rosado), Iraneide Rebouças (Areia Branca), secretário de Saúde Sabino Neto (Areia Branca), Haroldo Ferreira (Felipe Guerra), Juninho Alves (Caraúbas), secretário de Saúde Luís Sabino Neto (Apodi), Josivan Bibiano (Serra do Mel), secretária Márcia Cristina Alves (Tibau).

REUNIÃO COM OS PODERES

“Estamos diante de um novo momento da pandemia que exige medidas mais duras”, argumentou a governadora Fátima Bezerra ao apresentar aos chefes dos Poderes do Estado os principais pontos que serão editados no novo decreto de prorrogação da quarentena no RN. No sentido de colher sugestões e contribuições por parte destes, ela foi enfática ao dizer que não há como reduzir as filas de pessoas em busca de atendimento e que lotam os hospitais por causa da Covid-19 se a população não der sua contribuição para achatar a curva de crescimento do número de casos da doença causada pelo novo coronavírus.

Fátima enfatizou que o rigor na fiscalização para fazer valer o cumprimento do decreto nas ruas, onde as forças de segurança pública estarão articuladas com as prefeituras será vital para o combate à Covid-19. “Se nos próximos 15 dias continuar a velocidade de crescimento da curva não vamos ter como diminuir a pressão no sistema de saúde”, advertiu Fátima Bezerra. E reafirmou: “É por isso que optamos ao pacto pela vida”.

Todas as medidas governamentais como o atual decreto são tomadas depois de um amplo debate com autoridades de saúde pública, o Comitê Científico multissetorial que orienta o Governo na tomada de decisões que afetam a vida das pessoas e as resguarda de maiores danos à saúde pública.

De acordo com a governadora, as medidas de abertura gradual da atividade econômica vão acontecer e estão condicionadas, de forma planejada e com apoio do setor produtivo, ao êxito do achatamento da curva.

A reunião com os Poderes contou com a participação também de secretários de Estado e autoridades sanitárias. Participaram o vice-governador do Estado, Antenor Roberto; o presidente do Tribunal de Justiça do RN, desembargador João Rebouças; o Procurador-Geral de Justiça do RN, Eudo Leite; o diretor da Assembleia Legislativa do Estado, Augusto Carlos Viveiros; o presidente do TCE/RN, Poti Júnior; a procuradora da República (MPF) no RN, Caroline Maciel; o Defensor Público Geral do RN, Marcus Vinícius; além de Ricardo Valentim, coordenador do LAIS (Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde) da UFRN e do Comitê Científico do Estado no enfrentamento à pandemia; o secretário chefe do Gabinete Civil do Estado, Raimundo Alves; o secretário de Planejamento, Aldemir Freire; o secretário-adjunto Estadual de Saúde, Petrônio Spinelli; e o secretário Estadual de Tributação, Carlos Eduardo Xavier.

*BG

Postado em 4 de junho de 2020 - 14:56h

0 comentário

Novo decreto será mais rígido, diz secretário de Relações Institucionais do RN

Secretário Fernando Mineiro em entrevista ao Bom Dia RN, da Inter TV Cabugi — Foto: Reprodução

Secretário Fernando Mineiro em entrevista ao Bom Dia RN, da Inter TV Cabugi — Foto: Reprodução

“Ele será mais cuidadoso, mais rígido no sentido de fazer cumprir as medidas. Nós precisamos de um conjunto de ações para poder enfrentar o avanço da Covid-19”. A afirmação é do secretário de Relações Institucionais do Rio Grande do Norte, Fernando Mineiro, na manhã desta quinta-feira (4), ao falar sobre o novo decreto de isolamento social no combate ao coronavírus.

O novo texto deverá ser publicado nesta sexta-feira (5). Ao ser questionado sobre as novas regras, o secretário afirmou que o texto ainda está em formatação e deverá ser concluído no final do dia, após várias reuniões.

De acordo com ele, o texto também deverá apontar passos para uma futura reabertura. “Primeiro traz essa rigidez nas ações, buscando medidas para garantir a aplicação dos decretos. E segundo, apontando perspectivas de volta das atividades econômicas”, disse.

Na entrevista à Inter TV Cabugi, Mineiro ainda destacou o programa Pacto pela vida que começa fiscalizações conjuntas com os municípios nesta quinta (4).

Após reuniões entre o governo e prefeituras, os primeiros municípios com ações serão Parnamirim, Macaíba, São Gonçalo do Amarante e Extremoz, todos na região metropolitana de Natal. Inicialmente as áreas fiscalizadas serão apontadas pelos municípios e o foco deverá ser o comércio.

Também em entrevista ao Bom Dia RN, o secretário de Segurança, Francisco Araújo, afirmou que as fiscalizações vão focar as praias no fim de semana. O objetivo é aumentar o isolamento social, determinar o cumprimento dos decretos e orientar a população.

“Vamos fiscalizar o que está no decreto (o atual). As pessoas podem caminhar na praia. Não podem fazer aglomeração, não pode haver esporte coletivo, concentração de pessoas nem consumo de comida e bebida em barracas de praia e restaurantes da orla”, afirmou.

Até esta quarta-feira (3), o estado registrou 9.149 casos confirmados de Covid-19 e 367 óbitos registrados pela Covid-19. Outras 69 mortes estão em investigação para saber se ocorreram ou não pelo coronavírus.

*G1 RN

Postado em 4 de junho de 2020 - 14:49h

0 comentário

São Paulo do Potengi, RN, decreta ‘isolamento social rígido’ em combate ao coronavírus

São Paulo do Potengi — Foto: Canindé Soares

São Paulo do Potengi — Foto: Canindé Soares

A cidade de São Paulo do Potengi, no Agreste do Rio Grande do Norte, adotou uma “Política de Isolamento Social Rígido” por meio de um decreto municipal publicado em Diário Oficial, nesta quinta-feira (4). As medidas de distanciamento, já em vigor, foram determinadas para evitar a propagação da pandemia do novo coronavírus na cidade.

De acordo com o texto assinado pelo prefeito José Leonardo Cassimiro de Araújo, mais conhecido como Naldinho, ficam estabelecidos “deveres especiais” até o dia 20 de junho. Segundo a secretaria de saúde local a cidade tem 43 casos confirmados da doença e duas mortes causadas pela Covid-19.

Confira alguns pontos do decreto que estabelece “deveres especiais”:

  • Dever de confinamento: As pessoas, comprovadamente, infectadas ou com suspeita de contágio pela COVID-19 deverão permanecer em confinamento obrigatório no domicílio ou em outro lugar determinado pela autoridade de saúde. Em caso de descumprimento, força policial poderá ser empregada para restabelecimento do confinamento.
  • Dever de proteção por pessoas do grupo de risco: essas pessoas não deverão circular em espaços e vias públicas, ou em espaços e vias privadas equiparadas a vias públicas, exceto, com o uso obrigatório de máscaras, para alguns dos seguintes propósitos:
    I – Se não houver quem o substitua, em deslocamentos para aquisição de bens e serviços em farmácias, supermercados e outros estabelecimentos que forneçam itens essenciais à subsistência;
    II – Em deslocamentos por motivos de saúde, designadamente para obter assistência em hospitais, postos de saúde e outros estabelecimentos do mesmo gênero.
  • Dever especial de permanência domiciliar: à circulação de pessoas em espaços e vias públicas, ou em espaços e vias privadas equiparadas a vias públicas, exceto em casos de extrema necessidade que envolvam atendimento médico ou assistência veterinária, trabalho e serviços essenciais.

O decreto também prevê barreiras sanitárias de controle da entrada e saída de pessoas da cidade, assim como fiscalização de veículos particulares. Os serviços essenciais definidos pela prefeitura que deverão respeitar normas de higiene para funcionar são: supermercados, mercados e padarias; farmácias; estabelecimentos veterinários; lotéricas e estabelecimentos de vendas de alimentos.

Os estabelecimentos dos serviços essenciais deverão cumprir uma série de medidas para poder funcionar. As lojas terão que controlar o fluxo de pessoas para evitar aglomerações respeitando a distância mínima de 2 metros, além de disponibilizar álcool em gel para os clientes. As multas para quem descumprir as medidas pode chegar a R$ 1,2 mil.

*G1 RN

Postado em 4 de junho de 2020 - 14:44h

0 comentário

Justiça dá prazo de 15 dias para RN voltar a fornecer hidroxicloroquina a pessoas com lúpus

Foto mostra comprimidos de hidroxicloroquina, substância usada para tratar malária e algumas doenças autoimunes, como lúpus. — Foto: John Locher/AP

Foto mostra comprimidos de hidroxicloroquina, substância usada para tratar malária e algumas doenças autoimunes, como lúpus. — Foto: John Locher/AP

O Estado do Rio Grande do Norte deve voltar a fornecer, no prazo de 15 dias, o medicamento Hidroxicloroquina 400mg (Reuquinol) ou outro medicamento com a mesma composição aos pacientes de Lúpus Eritematoso Sistêmico, conforme apresentação de prescrição médica atualizada. A decisão judicial é da última terça-feira (2).

De acordo com a Associação das Pessoas Acometidas de Lúpus Eritematoso Sistêmico do Estado do Rio Grande do Norte, o medicamento faz parte da lista de remédios distribuídos pelo Sistema Único de Saúde, mas está em falta na Unidade Central de Agentes Terapêuticos (Unicat) do estado.

A decisão, que atende a pedido de tutela provisória de urgência de natureza antecipada, foi do juiz Bruno Montenegro Ribeiro Dantas, da 3ª Vara da Fazenda Pública de Natal. O estado deverá cumprir a determinação no prazo sob pena de bloqueio de bens e eventual fixação de multa. A Procuradoria Geral do Estado tem 30 dias para responder ao pedido inicial a partir da citação.

A hidroxicloroquina é um remédio usado na prevenção e tratamento de malária e, entre outras aplicações, pode ser usada no tratamento de artrite reumatoide, lúpus eritematoso, porfiria cutânea tarda, febre Q e doenças fotossensíveis. Mas o fármaco ganhou projeção mundial ao ser apontado como possível tratamento para a Covid-19, durante a pandemia do novo coronavírus. A eficácia para essa doença ainda não foi confirmada e alguns estudos científicos consideram que a hidroxicloroquina não apresentada resultados positivos no combate ao vírus.

Na manhã desta quinta-feira (4), o site da Unicat informava que o medicamento estava indisponível e não havia data para chegada. “Aguardando finalização do processo licitatório”, apontava a tabela. O G1 procurou a Secretaria Estadual de Saúde, que informou que vai falar sobre o assunto na coletiva de imprensa realizada diariamente durante a pandemia da Covid-19, marcada para o final da manhã.

A ação

A Associação das Pessoas Acometidas de Lúpus Eritematoso Sistêmico do Estado do Rio Grande do Norte entrou com uma ação na Justiça estadual afirmando que seus associados são pessoas portadoras de doença grave, que precisam fazer uso constante da Hidroxicloroquina (Reuquinol), para tratamento da doença.

A Associação alegou, entretanto, que o estado tem apresentado omissão na disponibilização do medicamento na rede pública de saúde, para distribuição entre os pacientes e pediu concessão de tutela de urgência para obrigado o fornecimento da medicação a todos os seus associados, mediante apresentação de prescrição médica atualizada.

No caso, o juiz verificou que foram anexados aos autos laudos médicos atestando a necessidade de uso do medicamento Hidroxicloroquina para pacientes portadores da doença “Lúpus Eritematoso Sistêmico”, o que para ele, foi prova suficiente acerca da necessidade do seu uso para tratamento terapêutico dos pacientes representados pela associação.

“Registro, ainda, a primazia que reveste a avaliação dos profissionais responsáveis pelo acompanhamento e pelo tratamento da doença, no que se refere ao medicamento prescrito, conforme acima vincado”, avaliou, ressaltando que o medicamento pretendido encontra-se previsto nas listas do SUS para disponibilização à população, estando em falta no órgão público para disponibilização aos pacientes, conforme a declaração fornecida pela Unidade Central de Agentes Terapêuticos (UNICAT) constante dos autos.

O mérito da ação ainda será julgado.

*G1 RN

Postado em 4 de junho de 2020 - 14:30h

0 comentário

Entidades representativas de praças da Polícia e Bombeiro Militar do RN publicam nota à sociedade

NOTA À SOCIEDADE

As entidades representativas de praças da Polícia e Bombeiro Militar do Rio Grande do Norte, por meio de suas diretorias, vêm a público externar posicionamento acerca do recebimento do auxílio emergencial do governo federal em face da pandemia da COVID-19.

Percebe-se que, quando o fato foi noticiado, surgiram algumas críticas aos futuros policiais militares, talvez, feita por aqueles que desconhecem a situação jurídica e pessoal desses alunos-praças, da qual passaremos a discorrer a seguir.

Inicialmente, cabe esclarecer que a Polícia Militar do RN é remunerada por subsídio, e que na tabela da Lei que instituiu essa remuneração NÃO existe a figura do Aluno Soldado, isso porque eles NÃO recebem subsídio, e sim, uma “bolsa” no valor de um salário mínimo, cuja finalidade é custear gastos com o referido curso, como alimentação, transporte, material escolar, dentre outros que NÃO são fornecidos pela instituição.

Lembramos também que os alunos-praças se enquadram nos requisitos de renda exigidos pelo Ministério da Cidadania no tocante ao recebimento do benefício, tanto no aspecto de renda per capita ou da renda familiar, tendo inclusive alunos-praças que receberam o benefício sem sequer requererem, haja vista que já eram cadastrados em programas assistenciais do Governo Federal.

Não podemos ignorar também o fato de que esses alunos-praças pediram demissão de seus empregos anteriores (os que possuíam emprego) e alguns, inclusive, vieram de outros estados, permanecendo quatro meses sem sequer receberem a referida bolsa de estudo.

As entidades representativas de praças, através desta nota, torna público que não vislumbra qualquer ato criminoso que macule a imagem da Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte, bem como que desabone a conduta de alguns alunos-praças que receberam o auxílio emergencial de R$ 600, com supedâneo no princípio da dignidade da pessoa humana.

Enquanto entidades representativas da categoria, e partindo do pressuposto de que os alunos não cometeram nenhum ato ilícito, imoral ou antiético, nos colocamos à disposição dos futuros policiais militares para mediar junto às autoridades e, se necessário, fornecer retaguarda jurídica, a fim de evitar qualquer tipo de sanção desproporcional com a situação narrada.

*ACSPMRN/APRAM/ASSPMBM/APBMS /APRORN/ASSPRA/ABM

Postado em 4 de junho de 2020 - 14:24h

0 comentário

Destacamento de policia militar de Lagoa Nova tem novo comandante

O Destacamento da Polícia Militar em Lagoa Nova tem um novo Comandante. O Sargento Alexandre assumiu o comando no último dia 29 de maio das mãos do seu antecessor, o sargento Leoflávio que estava à frente do comando desde agosto de 2019.

O sargento Alexandre é natural de Natal, atua na policia militar a cerca de 23 anos e atualmente reside na cidade de São Vicente/RN, .

Ele assume pela primeira vez o comando de um  destacamento de polícia militar.

*Lagoanovadestaque

Postado em 3 de junho de 2020 - 21:34h

0 comentário

Petrobras vai reajustar preços do gás de cozinha em 5,3% nesta quinta-feira

Foto: Marco Antônio Teixeira

A Petrobras vai reajustar os preços do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) a partir desta quinta-feira. O aumento médio será de 5,3% em suas bases e refinarias em todo o país, informaram fontes do setor de distribuição.

Esta é a segunda alta consecutiva nos preços do produto. No dia 23 de maio, o reajuste médio foi de 5%. Mesmo assim, o GLP acumula queda média de 12% em 2020, pois nos primeiros meses do ano os preços sofreram quatro reduções, provocadas pela desvalorização do barril de petróleo no mercado internacional.

Os reajustes variam de acordo com as bases e refinarias. Na cidade paranaense de São Matheus do Sul, por exemplo, o aumento será de 8,3%, enquanto na Reduc, em Duque de Caxias, na região metropolitana do Rio de Janeiro, o reajuste será de 4,7%.

O consumo residencial, com os tradicionais botijões de 13 quilos, responde por cerca de 70% do mercado nacional de GLP. Apesar da redução média acumulada de 12% nos preços cobrados nas refinarias, para o consumidor o botijão tem se mantido na faixa dos R$ 70.

Na última semana, de 24 a 30 de maio, o preço médio do botijão de GLP no país foi de R$ 69,45, segundo levantamento da Agência Nacional do Petróleo (ANP). A forte procura para estocagem por causa da pandemia é apontada como uma das explicações para as reduções não serem repassadas para o consumidor.

Os aumentos recentes seguem tendência de valorização do petróleo no mercado internacional. Após os preços do barril terem desabado com a redução na demanda por causa da pandemia e aumento da oferta por uma disputa entre Rússia e Arábia Saudita, a commodity vem se valorizando nas últimas semanas com a retomada das atividades econômicas na Europa e na Ásia e a solução do impasse entre dois dos maiores produtores mundiais.

Nesta quarta-feira, o barril do tipo Brent — referência internacional — está sendo cotado a US$ 39,38. Já o WTI, referência nos EUA que chegou a ter preços negativos, está custando US$ 36,94.

*O Globo

Postado em 3 de junho de 2020 - 21:14h

0 comentário

Pessoas deveriam fazer sexo de máscara durante a pandemia do coronavírus, diz especialista

Foto: ISABEL INFANTES / AFP

m estudo recente sobre o sexo durante a pandemia do coronavírus mostra que os casais devem usar máscaras para impedir a propagação do coronavírus. A Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, conduziu um estudo sobre a maneira mais segura de fazer o ato na quarentena da Covid-19, se a pessoa estiver preocupada com o fato de seu parceiro ter a doença.

Na pesquisa, a abstinência (sem sexo) foi considerada a forma mais segura, seguida pela masturbação. Mas coisas como beijar podem espalhar o vírus como um incêndio. O sexo com pessoas que vivem na mesma casa ou em separadas foi determinado como sendo atividade de “alto risco”. Por isso, os cientistas líderes mundiais recomendaram que os casais adotassem medidas de precaução, incluindo máscaras, para evitar a propagação do coronavírus.

Os cientistas também recomendaram o uso de preservativos, pois outro estudo mostrou que alguns homens têm traços do vírus em seu sêmen. Os pesquisadores realmente se empenharam orientando às pessoas para evitar “comportamentos sexuais com risco de transmissão fecal-oral ou que envolvam sêmen ou urina”. O estudo acrescenta que não é aconselhável dormir após o lockdown.

Higiene é a chave

O estudo afirmou que “alguns grupos, incluindo comunidades de minorias sexuais e de gênero (SGM), podem ser particularmente vulneráveis ao estigma sexual, devido ao trauma histórico de outras pandemias, como a Aids”. Diz ainda que “as recomendações de abstinência podem evocar memórias da estigmatização generalizada das pessoas SGM durante a crise da Aids”.

“Para a população em geral, é improvável que uma recomendação de abstinência sexual a longo prazo seja eficaz, dadas as falhas bem documentadas de intervenções em saúde pública baseadas em abstinência e sua probabilidade de promover vergonha”.

A higiene é fundamental – as medidas incluem tomar banho antes e depois do sexo e “limpar o espaço físico com toalhetes de sabão ou álcool”. O pesquisador principal do estudo, Dr. Jack Turban, disse:

“Para alguns pacientes, a abstinência total da atividade sexual em pessoa não é uma meta alcançável. Nessas situações, fazer sexo com pessoas com quem eles estão em quarentena é a abordagem mais segura”.

No entanto, os pesquisadores de Harvard não recomendam a abstinência a longo prazo e tiveram o cuidado de não estigma contra minorias sexuais e de gênero ou promover vergonha. O sexo em sua própria casa com uma pessoa de outra família foi tornado ilegal a partir de 1º de junho, devido a novas regras de coronavírus, mas a polícia não poderá intervir para detê-lo.

O governo lançou novas diretrizes de bloqueio, que incluem a cláusula que proíbe completamente duas pessoas de famílias separadas que se reúnem em um local privado.

*Extra

Postado em 3 de junho de 2020 - 20:18h

0 comentário

Morre Padre Ailson, vítima da Covid-19

Foto: reprodução

Faleceu nesta quarta-feira (3), o Padre Ailson Bezerra do Nascimento. O sacerdote, Administrador Paroquial da líder da Paróquia de São João Batista, na cidade de Montanhas, foi mais uma vítima da Covid-19.

O blog se solidariza com amigos e familiares do padre.

*BG

Postado em 3 de junho de 2020 - 20:17h

0 comentário

Anvisa autoriza testes clínicos com vacina da Universidade de Oxford para covid-19 em pacientes no Brasil

Foto: Dado Ruvic/Reuters

A vacina contra a covid-19 em desenvolvimento na Universidade de Oxford, no Reino Unido, será testada em pacientes no Brasil. O procedimento foi aprovado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), na terça-feira (2), em edição extra do Diário Oficial da União.

“Os estudos iniciais não clínicos em animais e os estudos clínicos de fase 1 em humanos para avaliar a segurança da vacina foram realizados na Inglaterra e os resultados demonstraram que o seu perfil de segurança foi aceitável”, diz o órgão em nota oficial.

Dentre os mais de 70 imunizantes em desenvolvimento atualmente em todo o mundo, este é considerado o mais avançado e também dos mais promissores. E à frente da testagem na Escola de Medicina Tropical de Liverpool está uma brasileira, a imunologista Daniela Ferreira, de 37 anos, especialista em infecções respiratórias e desenvolvimento de vacinas.

A aposta neste imunizante é tão grande que, mesmo ainda longe de aprovação, o produto já está sendo produzido em larga escala. “Passamos da fase um para a fase três em apenas dois meses”, diz a brasileira. O objetivo é ter já o maior número possível de doses prontas para distribuição assim que o produto for aprovado, evitando um possível novo atraso na proteção da população mundial.

*R7

Postado em 3 de junho de 2020 - 16:20h

0 comentário

Após The Lancet por em dúvida estudo contrário e repercussão de reportagem de jornal britânico ganhar o mundo, OMS anuncia retomada de testes com hidroxicloroquina para covid-19

Foto: © Reuters / Diego Vara / Direitos Reservados

Após a análise de um estudo publicado pela revista médico-científica The Lancet, Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), anunciou nesta quarta-feira (3) durante coletiva de imprensa que o grupo responsável pelos testes clínicos com substâncias que podem combater o novo coronavírus retomará os protocolos com a cloroquina e sua variante mais recente, a hidroxicloroquina.

“Como vocês sabem, na última semana o Grupo Executivo dos Testes de Solidariedade [nome dado ao grupo de pesquisa que busca medicamentos eficazes contra o SARS-CoV-2] decidiu suspender o ramo de testes com hidroxicloroquina por preocupação no uso da droga. Essa foi uma decisão de precaução. Com base nos dados disponíveis, os membros recomendaram que não há razões para suspender o protocolo de testes”, afirmou Tedros.

VEJA MAIS – MUITO GRAVE: The Lancet “põe em dúvida” estudo que levou OMS a suspender cloroquina; investigação do britânico The Guardian pode revelar escândalo

Após uma suspensão de 10 dias (o anúncio foi feito em 25 de maio), os testes com a hidroxicloroquina serão retomados com 3.500 pacientes em 35 países, informou o diretor-geral. Vários especialistas do mundo inteiro já haviam se manifestado contra a metodologia de mineração de dados usada pela Surgisphere – empresa responsável por coletar números para o estudo. “A OMS está comprometida em acelerar o desenvolvimento de terapias eficazes, vacinas e diagnósticos [contra a covid-19] como parte do nosso compromisso em servir o mundo com ciência, resolução de problemas e solidariedade”, complementou.

Remessa

A decisão vem logo em seguida ao anúncio da doação de comprimidos de hidroxicloroquina ao Brasil feita pelos Estados Unidos. O presidente americano, Donald Trump, também enviou respiradores mecânicos.

*Via BG

Postado em 3 de junho de 2020 - 16:02h

0 comentário

O Portal Agro Sertão está no ar

Estar no ar o Portal Agro Sertão, que apresenta como destaque conteúdo sobre o agronegócio, agricultura familiar e pecuária, como também a cultura, a tradição e a culinária do povo nordestino.

O acesso ao portal pode ser feito através do site www.agrosertao.com onde você pode conferir notícias, artigos e vídeos sobre o assunto e ficar maravilhado com inúmeras oportunidades que o agro pode lhe oferecer.
O portal também está Yotube, Facebook e Instagram .
Entra lá e dar uma conferida, acesse www.agrosertao.com

Postado em 3 de junho de 2020 - 13:58h

0 comentário

Cerro Corá: Corpo de jovem que se afogou no açude pinga foi encontrado

O corpo da jovem Ana Paula Araújo de Oliveira, 16 anos, foi encontrado boiando nas águas do açude pinga, na manhã dessa quarta feira (03), e resgatado pelo corpo de bombeiros.

Ana Paula, se afogou no final da tarde de ontem dia 02, ao passear de canoa no referido açude na companhia de seu pai, Marcelo Leopoldo, ambos naturais do município de Pureza aqui no RN, que na ocasião veio para adquiri uma propriedade no município de São Tomé, e atendendo um pedido da filha, foram dar um passeio de canoa, ocasião que a mesma virou e na fatalidade a jovem veio a óbito por afogamento.

Postado em 3 de junho de 2020 - 10:15h

0 comentário

Cerro Corá: Secretaria de saúde faz aquisição de maquinário para laboratório

Nesta terça-feira (02) a Prefeitura Municipal de Cerro Corá/RN, através da Secretaria Municipal de Saúde, realizou a aquisição de uma máquina de hematologia.
O equipamento foi adquirido com recursos próprios para o laboratório local e vai triplicar os resultados de exames como hemogramas.
É a Prefeitura trabalhando para melhorar o atendimento a população.

*ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO – PREFEITURA DE CERRO CORÁ/RN
Postado em 2 de junho de 2020 - 21:17h

0 comentário