O Comunicador

Chuvas foram registradas em pelo menos 39 municípios do RN entre sexta e o começo desta segunda-feira

Foto: Reprodução/Emparn

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) registrou chuvas em pelo menos 39 municípios potiguares, entre o começo da sexta-feira(23) e a manhã desta segunda-feira(26).  Extremoz, São Francisco do Oeste, Água Nova e Timbaúba dos Batistas registraram a os volumes mais elevados.

Confira abaixo:

OESTE POTIGUAR

São Francisco Do Oeste(Prefeitura) 26,8
Água Nova(Prefeitura) 26,0
Coronel João Pessoa(Emater) 23,8
Riacho Da Cruz(Emater) 21,9
Portalegre(Particular) 21,2
Serrinha Dos Pintos(Prefeitura) 18,8
Itajá(Emater) 18,5
Lucrécia(Emater) 17,7
Olho D’agua Dos Borges(Particular) 17,6
Riacho De Santana(Emater) 17,0
Rafael Fernandes(Emater) 16,2
Tenente Ananias(Emater-st Mororo) 14,4
Major Sales(Prefeitura) 13,7
Martins(Particular) 12,9
José Da Penha(Emater) 12,3
Viçosa(Prefeitura) 11,2
Pau Dos Ferros(Particular) 11,0
Ipanguaçu(Base Fisica Da Emparn) 10,1
Paraná(Emater) 10,0
Francisco Dantas(Emater) 9,0
Janduís(Emater) 8,4
Rodolfo Fernandes(Prefeitura) 8,2
Rafael Godeiro(Emater) 5,8
Ipanguaçu(Emater) 5,1
Jucurutu(Emater-pedra do Navio) 3,7
São Rafael(Particular Ii) 1,2
São Rafael(Emater) 1,1

CENTRAL POTIGUAR

Timbaúba Dos Batistas(Prefeitura-fz. Timbauba) 25,0
Parelhas(Emater) 15,7
São José Do Seridó(Associacao Usuarios Agua) 12,5
São Fernando(Emater) 11,4
Caicó(Acude Itans) 9,8
Cruzeta(Base Fisica Da Emparn) 2,9
Santana Do Matos(Emater) 0,8
Pedro Avelino(Particular) 0,7

AGRESTE POTIGUAR

Coronel Ezequiel(Particular) 5,5
Parazinho(Emater – Ex-particular) 3,5
Monte Alegre(Emater) 3,0
Serrinha(Emater) 1,0

LESTE POTIGUAR

Extremoz(Emater) 43,4
Parnamirim(Base Fisica Da Emparn) 0,2

Postado em 26 de abril de 2021 - 19:56h

0 comentário

Sesap estima que faltam mais de 20 mil vacinas para segunda dose da CoronaVac no RN

Foto: Montagem/Reprodução/Twitter/Elisa Elsie

Em entrevista coletiva na tarde desta segunda-feira(26), a Secretaria de Saúde Pública do Rio Grande do Norte estima que faltam mais de 20 mil vacinas para aplicação da segunda dose da CoronaVac, contra a Covid-19, no Rio Grande do Norte. Os maiores municípios do estado, Natal e Mossoró, suspenderam atendimento e há pessoas que já passaram do prazo de 28 dias para reforço da imunização. O governo pediu reforço de doses ao Ministério da Saúde.

A subsecretária de Planejamento e Gestão, Lyane Cortez, afirmou que os dados levam em considerações as informações cadastradas pelos municípios no sistema RN + Vacina, mas ainda podem estar defasados, por subnotificação. Ela afirmou que a secretaria deverá concluir um levantamento ao longo do dia para enviar um ofício ao Ministério da Saúde, e ainda disse que o estado não tem condições de retirar mais doses da reserva técnica, como foi feito na semana passada, para distribuir aos municípios.

Também presente na coletiva, a governadora Fátima Bezerra afirmou que entrou em contato com o ministro da saúde, Marcelo Queiroga, na manhã desta segunda-feira (26) e pediu o envio de mais vacinas, de forma urgente, para atender aos municípios que estão sem doses para aplicação do reforço. O governo estadual atribui aos municípios a falta de vacina, por não terem seguido recomendação do plano nacional de imunização e armazenado as doses para segunda aplicação.

*Com acréscimo do G1

Postado em 26 de abril de 2021 - 19:53h

0 comentário

FIERN confirma parceria em projeto do Complexo Industrial do Seridó


Na foto, Etelvino Patrício, João Maia, Amaro Sales e o prefeito de Caicó. (Divulgação/Fiern)

O presidente da FIERN, Amaro Sales de Araújo, recebeu nesta segunda-feira (26), o deputado federal João Maia, e o prefeito de Caicó, Judas Tadeu Alves Santos, que apresentaram o projeto para instalação, em Caicó, do Complexo Industrial de Serviços e Comércio do Seridó (Ciscom), em uma área de 50 hectares. O presidente do Sindicato da Indústria de Reciclagem do RN, Etelvino Patrício, também participou da reunião.

A ideia é que a área, no município de Caicó, tenha a infraestrutura e demais condições para receber indústria e empreendimentos nas áreas de comércio e serviço, além de uma central de abastecimento de alimentos, semelhante às Ceasas instaladas em algumas das maiores cidades do país.

“A FIERN apoia este projeto, porque pode desenvolver amplamente a região do Seridó. Trata-se de uma proposta que tem amplo potencial, está em avaliação por várias instituições e a Federação será uma das parceiras na iniciativa, com o Mais RN contribuindo com as informações e também na elaboração”, disse Amaro Sales após na reunião.

O deputado João Maia afirmou que o Ciscom deverá se constitui em um “motor para desenvolvimento da região”, porque “vai ter um fluxo de milhares de pessoas que estarão produzindo e fazendo negócios”. Com isso, afirmou, “pequenos, médios e grandes empresários poderão se estabelecer nesta área, sabendo que terão demandas pelos seus produtos”.

O prefeito de Caicó informou que algumas das etapas para implantação do Complexo foram cumpridas. O térreo de 50 hectares, na margem do contorno viário de Caicó, está regular. O projeto executivo está em elaboração pelo SEBRAE-RN. A intenção é garantir que se tenha no local a infraestrutura, com água, saneamento, energia, pavimentação e lotes delimitados. “Com a instalação assegurada e em andamento, deverá ser mostrado aos empresários do Rio Grande do Norte e depois nas Federações das Indústrias do Nordeste para que se chegue a todos que possam ter interesse em se estabelecer neste centro de produção e negócio”, disse João Maia.

O empresário Etelvino Patrício afirmou que há empreendedores que já sinalizaram a intenção instalar unidades de suas empresas no Ciscom. “Esse Complexo Industrial e comercial vai diversificar, ampliar e consolidar as potencialidades de Caicó e da região ao atrair empresas e atender esse mercado do Seridó, tanto que há empreendedores que sinalizaram o interesse de instalarem suas unidades de produção no local”, afirmou.

*BG

Postado em 26 de abril de 2021 - 19:52h

0 comentário

Ministro Fabio Faria é cotado para vice de Bolsonaro em 2022


Foto: Marcos Correa/PR

O ministro das Comunicações, Fabio Faria, começa a despontar no Palácio do Planalto como um forte nome a compor a chapa como vice do presidente Jair Bolsonaro na disputa presidencial do ano que vem. O chefe da pasta é, hoje, o principal conselheiro de Bolsonaro e tem participado das principais articulações envolvendo o governo para 2022.

Deputado eleito pelo Rio Grande do Norte, Fabio Faria foi escolhido por Bolsonaro em junho de 2020 para assumir o Ministério das Comunicações, criado especialmente para ele. Na época, o governo sofria pressões e desgastes por falhas nas estratégias de comunicação e Bolsonaro negou que a escolha seria uma aceno ao Centrão, já que Faria é do PSD.

“Vamos ter alguém que, ele não é profissional do setor, mas tem conhecimento até pela vida que ele tem junto à família do Silvio Santos. A intenção é essa, é utilizar e botar o ministério pra funcionar nessa área que estamos devendo há muito tempo uma melhor informação”, disse Bolsonaro na época. O ministro é genro de Silvio Santos, dono do SBT.

Desde então, Fabio Faria adotou um novo modelo na comunicação do Palácio do Planalto e assumiu a articulação do Brasil no leilão da tecnologia 5G, onde empresas da China e dos Estados Unidos disputam o direito de explorar a tecnologia no mercado brasileiro. Além disso, o ministro mantém uma boa interlocução com o Congresso, o que permitiu uma aproximação do Executivo com alguns grupos de parlamentares.

Ainda sem partido para a disputa do ano que vem, Bolsonaro estuda a possibilidade de alguns partidos “nanicos” como Patriota, PMB e DC. Segundo interlocutores do Planalto, Fabio Faria tem participado dessas conversas e conversado com outras lideranças do Centrão, no intuito de compor a coligação de reeleição para Bolsonaro.

“Já estou atrasado. Não tenho outro partido, espero que esse mês eu resolva. Abril está bom (como prazo para definir). O duro foi quando eu me candidatei (em 2018), que eu acertei em fevereiro, março (do ano da eleição), em cima da hora”, explicou Bolsonaro em conversa com apoiadores na entrada do Palácio da Alvorada no último dia 19.

Além de participar dessas articulações sobre o futuro partido do presidente, o ministro das Comunicações tem sido o principal defensor da agenda pragmática que deve ser adotada pelo presidente Bolsonaro. Fabio Faria tem aconselhado o presidente a manter uma base de aliados no Congresso e ao mesmo tempo aprofundar relações diplomáticas com outros países como China e Estados Unidos.

Recentemente, o ministro reuniu cerca de 40 pessoas em sua casa, em Brasília, onde serviu um almoço para o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. Com a presença de Bolsonaro, o encontro foi em reação às pressões pela saída de Salles, que ocorreram na véspera da Cúpula de Líderes pelo Clima.

Segundo fontes ouvidas pela reportagem e que estiveram no almoço, Faria defende a manutenção de Salles no cargo, mesmo com a pressão contra o ministro. No entanto, Bolsonaro teria sido aconselhado a adotar uma nova agenda ambiental, como forma de segura o ministro no cargo e ao mesmo tempo não gerar novos desgastes ao governo.

Aos seus interlocutores, o presidente Bolsonaro tem afirmado que o ministro das Comunicações seria um bom nome para estar ao seu lado na disputa de 2022, principalmente pelo seu poder de articulação com o setor empresarial e com o Congresso. Recentemente, após o ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinar a instauração da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, Fabio Faria foi o primeiro integrante do primeiro escalão a sair em defesa do governo.

Em uma de suas publicações, o ministro disse que o resultado da CPI será “uma vitória antecipada” para Jair Bolsonaro. Segundo Faria, a atuação do presidente foi “responsável e íntegra”. “Se forem investigar omissões e desvios na pandemia, será uma vitória antecipada do PR Jair Bolsonaro, que vai comprovar uma atuação responsável e íntegra”, escreveu nas redes.

Em outra frente, o ministro também esteve na organização do jantar entre Bolsonaro e empresários que ocorreu no começo de abril em São Paulo. Ao mercado financeiro, Fabio Faria sinalizou que o governo estava passando por mudanças e citou como exemplo as seis trocas de ministros e recentes alianças para evitar mais atritos com o Congresso. “Tudo o que os empresários querem é um ambiente político calmo”, afirmou Faria ao jornal “O Estado de São Paulo”.

Com embate com PSD, Faria pode mudar de partido para 2022

Indicação pessoal de Bolsonaro, Fabio Faria poderá ter que deixar o seu partido, caso queira permanecer no governo na disputa de 2022. O ministro tentou levar o PSD para a base governista, no entanto, o partido tem dado sinalizações contrárias a isso.

Recentemente o presidente do PSD, Gilberto Kassab, afirmou ao jornal “Valor Econômico” que a pandemia e o cenário econômico, com desemprego e inflação em alta, podem deixar o presidente Jair Bolsonaro fora do segundo turno das eleições presidenciais de 2022. As declarações irritaram Fabio Faria, que já admite a possibilidade de deixar o partido.

Kassab afirmou que o cenário atual sugere que, sendo Luiz Inácio Lula da Silva o candidato do PT a presidente, a tendência é que o petista dispute o segundo turno do pleito com um adversário do centro. “Bolsonaro vai ter que trabalhar muito para reverter sua imagem […] poderemos ter um segundo turno que tenha um candidato que não seja ele [Bolsonaro] contra o Lula. Acho mais fácil ter um candidato de centro contra o Lula do que ter um candidato de centro contra o Bolsonaro”, disse Kassab.

Como reação, Bolsonaro já ameaça exonerar nomes indicados por Kassab para o governo federal. Entre esses nomes estão o presidente da Telebras, José Jarbas Valente, e da Fundação Nacional da Saúde, coronel Giovanne Gomes da Silva. Embora tenha sido comandante da Polícia Militar de Minas Gerais, o coronel é uma indicação política e chegou ao órgão, que tem um orçamento bilionário, pelas mãos do deputado Diego Andrade (PSD-MG).

Uma possibilidade de partido para Fabio Faria seria o PP, presidido pelo senador Ciro Nogueira (PI), que vem sendo a principal sigla de apoio ao projeto de reeleição de Bolsonaro. Na visão de pessoas do entorno do ministro, caso ele fosse escolhido para vice na chapa de 2022, o PP garantiria estrutura partidária para campanha, enquanto o presidente poderia abarcar seus demais parlamentares no partido nanico que escolher para se filiar.

*Gazeta do Povo

Postado em 26 de abril de 2021 - 19:49h

0 comentário

Feira livre de Cerro Corá será antecipada para sexta dia 30

A Prefeitura Municipal de Cerro Corá/RN decreta a Antecipação da Feira Livre do dia 1° DE MAIO DE 2021 (SÁBADO), para o dia 30 DE ABRIL DE 2021 (SEXTA-FEIRA), em virtude do Feriado Nacional referente ao Dia do Trabalhador.

*ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO – PMCC

Postado em 26 de abril de 2021 - 14:02h

0 comentário

Policial civil é morto com tiro na cabeça em assalto na Grande Natal

Policial civil é rendido e morto com tiro na cabeça em assalto na Grande Natal — Foto: Reprodução

Policial civil é rendido e morto com tiro na cabeça em assalto na Grande Natal — Foto: Reprodução

Um policial civil foi morto com um tiro na cabeça durante assalto ocorrido na madrugada deste domingo (25), na frente de uma loja de conveniência em São José de Mipibu, município da Grande Natal. Um policial militar também foi baleado e socorrido a um hospital. Câmeras de segurança mostraram a ação dos criminosos.

De acordo com a Polícia Militar, quatro homens armados abordaram clientes que estavam na calçada de uma loja de conveniência. Um dos bandidos encontrou a arma na cintura do policial civil – que, como o vídeo mostra, está de chapéu branco e rendido com os braços para cima – e outro fez os disparos com arma de fogo.

O policial civil, que morreu ainda no local, foi identificado como Kleber Mota da Nóbrega, de 48 anos. Ele atuou por 19 anos na instituição e estava lotado na 2ª equipe da Delegacia de Plantão Zona Norte de Natal.

Os bandidos fugiram em um carro com pertences dos clientes. Foram feitas buscas durante a madrugada, mas os criminosos não foram localizados.

Em nota de pesar divulgada em rede social, a Polícia Civil do Rio Grande do Norte lamentou o ocorrido, prestou apoio a família de Kleber e reafirmou “confiança nas investigações” e “que certamente identificará e levará os autores deste crime brutal à responsabilização criminal”.

Violência contra policiais

Outros casos de violência contra policiais foram registrados em abril no Rio Grande do Norte. Relembre:

*G1 RN

Postado em 26 de abril de 2021 - 8:47h

0 comentário

Lei Aldir Blanc: 914 cidades deixaram de repassar recursos a artistas

Dez meses após o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sancionar a Lei Aldir Blanc, 914 municípios de todo o país ainda não usaram um centavo dos recursos transferidos pelo governo federal para o pagamento do auxílio emergencial a profissionais da cultura.

No total, o governo federal repassou cerca de R$ 3 bilhões a estados e municípios para o pagamento da Lei Aldir Blanc – 75% foram usados. Logo, R$ 738,5 milhões permanecem nas contas dos Executivos locais.

Além de quem simplesmente recebeu e não repassou nada ao setor cultural, outras 40 cidades usaram menos de 10% dos valores desembolsados pela União para esse fim. Os dados foram levantados pelo Metrópoles junto ao Sistema Nacional de Cultura, da Secretaria da Cultura do Ministério do Turismo.

Só nesses 954 municípios com gasto irrisório, R$ 122,5 milhões estão completamente parados. Esse montante poderia estar sendo usado para auxiliar trabalhadores do setor, um dos mais atingidos pela crise econômica causada pela pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2).

A legislação foi sancionada em junho do ano passado. Na ocasião, o mandatário do país vetou apenas um dispositivo, que estipulava prazo de até 15 dias para que os recursos começassem a ser distribuídos. O presidente avaliou se tratar de um período bastante curto para a ação.

Na quarta-feira (21/4), a Câmara dos Deputados aprovou projeto de lei (PL) que reformula a Lei Aldir Blanc para prorrogar prazos de utilização de recursos repassados. A matéria será enviada para sanção presidencial.

O texto permite que estados, Distrito Federal e municípios usem, até 31 de dezembro deste ano, o saldo remanescente do dinheiro transferido para ações emergenciais de renda e projetos culturais. O que não for utilizado em 2021 deverá ser devolvido à União até janeiro de 2022.

Autor do projeto, o senador Wellington Fagundes (PL-MT) afirma ser necessário que os gestores locais deem mais atenção ao setor. O parlamentar diz receber vários relatos de artistas que ficaram sem renda durante a pandemia.

“Isso prejudica muito o trabalhador. A maior dificuldade é a falta de vontade dos prefeitos. A valorização da cultura é relativamente baixa no nosso país. Além disso, muitas cidades não têm estrutura para pedir, e outras reclamam do prazo curto de transferência”, disse Fagundes, ao Metrópoles.

Uma das cidades que ainda não gastou nada da verba repassada pelo governo federal é Belford Roxo, na Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro. O município recebeu R$ 3,1 milhões.

Devido ao atraso e à falta de transparência por parte da prefeitura, profissionais da cultura protestaram, em janeiro deste ano, na Praça Expedicionário Eliaquim Batista, no centro da cidade. Procurado para esclarecer a demora, o Executivo municipal não se manifestou.

A presidente do Fórum Nacional de Secretários e Gestores de Cultura das Capitais e dos Municípios Associados, Ana Cristina de Castro, avalia que, apesar de sancionada em junho de 2020, a lei só foi regulamentada 50 dias depois.

“Os estados e municípios tinham a lei, mas não podiam dar início às ações para a sua implementação enquanto não houvesse um decreto regulamentador, com as diretrizes para a distribuição dos recursos. Esse atraso deixou os municípios com muito pouco tempo para operacionalizar e executar a verba”, frisa Ana Cristina. “Além disso, muitos municípios tiveram dificuldades para cumprir a burocracia necessária para o uso do recurso público no exíguo prazo de 60 dias imposto para utilização”, prossegue.

Ana avalia que a ampliação dos prazos para execução e prestação de contas dos projetos já aprovados traria tranquilidade tanto aos trabalhadores da cultura, que estão encontrando dificuldades para realizarem as propostas em virtude das restrições impostas pelas medidas sanitárias, quanto aos gestores.

“A permanência dos recursos remanescentes nos estados e municípios, por sua vez, permitiria a publicação de novos editais e contribuiria sobremaneira para a sobrevivência do setor cultural, um dos mais afetados pela pandemia e ainda sem previsão para retorno pleno das atividades”, salienta Ana Cristina.

Procurada por meio do Ministério do Turismo desde terça-feira (20/4), a Secretaria Especial de Cultura não se manifestou sobre esta reportagem. O espaço segue aberto.

*Metropólis

Postado em 26 de abril de 2021 - 8:37h

0 comentário

UFC: Weidman quebra a perna de forma idêntica a de Anderson Silva quando lutou contra ele


Foto: reprodução/Twitter/UFC

Sete anos e meio depois de ver Anderson Silva quebrar a perna contra ele, Chris Weidman teve exatamente a mesma fratura diante de Uriah Hall.

A lesão aconteceu no primeiro chute que Weidman deu em Hall. A luta durou apenas 17 segundos. O serviço médico do UFC imobilizou a perna de Weidman e retirou o lutador de maca.

O presidente do UFC, Dana White, compartilhou as imagens em seu perfil no Twitter.

IMAGENS FORTES

Lesão de Anderson Silva foi em luta contra Weidman

Foto: reprodução/Twitter/UFC

Anderson Silva quebrou a perna em sua segunda luta contra Weidman, no dia 28 de dezembro de 2013, exatamente com um chute bem defendido pelo norte-americano. A diferença é que o brasileiro quebrou a perna esquerda.

Spider ficou mais de um ano sem lutar.

*BG com informações de ESPN

Postado em 25 de abril de 2021 - 10:41h

0 comentário

Mortes por Covid-19 caem 12% na semana em todo o país

A semana epidemiológica encerrada neste sábado acumulou 17.814 mortes, uma redução de 12,4% em relação à semana anterior, de acordo com dados do Conselho Nacional de Secretarias de Saúde (Conass). É a terceira semana de queda, depois de altas semanais sucessivas desde fevereiro.

O número semanal de novos casos também voltou a cair. Foram reportados 408.124 infectados nos últimos sete dias, ou 10,3% menos que há uma semana.

Em abril, o país atingiu o pico no número de mortes, registrando pela primeira vez mais de 4 mil óbitos no período de 24 horas. A semana mais letal da pandemia, entre 4 e 10 de abril, teve o total de 21.141 mortes.

São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná e Bahia estão entre os estados brasileiros com índices mais altos de infectados e mortes causadas pela Covid-19.

*CNN Brasil

Postado em 24 de abril de 2021 - 22:32h

0 comentário

Dados do Ministério da Saúde mostram aplicação de 1,2 mil doses vencidas da AstraZeneca em 23 estados; No RN foram 122 doses em 25 cidades


Foto: Gareth Fuller – WPA Pool / Getty Images

Até 160 cidades em 23 estados aplicaram vacinas vencidas contra a Covid-19 na população, segundo dados oficiais do Ministério da Saúde. Os microdados de vacinação compilados pela pasta apontam que 1.254 pessoas foram inoculadas com doses de lotes do imunizante da Oxford/AstraZeneca cuja data de expiração já tinha passado.

No Rio Grande do Norte foram aplicadas 122 doses já vencidas em 25 municípios, a maior quantidade delas em João Câmara (30), Macaíba (30). (veja a lista completa mais abaixo).

Para chegar a informação, o (M)Dados, núcleo de jornalismo de dados do Metrópoles, cruzou as informações oficiais sobre vacinas aplicadas com os registros de envios de imunizantes para as unidades da federação, onde constam a data de vencimento para cada lote.

O problema envolve as doses de três lotes de vacinas produzidas pela AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford fabricadas na Índia e importadas prontas pelo Brasil, os lotes 4120Z001, 4120Z004 e 4120Z005. São grupos de imunizantes cuja data de validade, de seis meses, já expirou.

Veja as cidades potiguares que aplicaram a vacina vencida:

Assu – 3
Almino Afonso – 1
Augusto Severo – 19
Baía Formosa – 2
Bento Fernandes – 2
Canguaretama – 1
Ceará-Mirim – 1
Ielmo Marinho – 1
Itajá – 2
João Câmara – 30
João Dias – 1
José da Penha – 1
Lagoa D’anta – 2
Macaíba – 30
Montanhas – 3
Mossoró – 6
Natal – 2
Nísia Floresta – 1
Olho D’água do Borges – 1
Parnamirim – 2
Pedro Avelino – 2
São Francisco do Oeste – 1
São Gonçalo do Amarante – 2
São Pedro – 3
Venha Ver – 3

Validade

Segundo a bula da vacina no site da Anvisa, a validade do imunizante é de seis meses a partir da data de fabricação, e o produto não deve ser usado após o prazo previsto. “Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original”, diz o documento oficial.

De acordo com o registro no Ministério da Saúde, o lote 4120z001 foi autorizado para ser distribuído em 24 de fevereiro e vencia em 29 de março. A maior parte dos casos de aplicação de vacinas vencidas mapeados pela reportagem se refere a esse lote. Foram 869 casos identificados em cinco estados. Já os lotes 4120Z004 – com 108 casos em cinco estados – e 4120Z005 – 277 casos em 17 Unidades da Federação – foram autorizados em 22 de janeiro e venceram em 13 e 14 de abril, respectivamente.

“Erro de procedimento”

A epidemiologista Carla Domingues, que coordenou o Programa Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde entre 2011 e 2019, afirma em entrevista ao Metrópoles que a aplicação de vacinas fora da data de validade “é um erro de procedimento, cuja responsabilidade é de quem está na ponta: o município, a sala de vacina”.

Segundo ela, o sistema público tinha por norma não enviar ao entes federativos vacinas com menos de 3 meses de validade. “Numa situação especial, como agora, pode-se flexibilizar para um mês, mas precisa haver agilidade”.

“Não há autorização ou previsão para a aplicação fora da validade, as vencidas têm que ser desprezadas”, acrescentou. A especialista afirma ainda que há casos em que pode ser pedido à Anvisa a revalidação de datas de validade, mas que a decisão precisa ser baseada em critérios técnicos.

Procurada, a agência informou não ter recebido nenhum pedido nesse sentido e reforçou que “as condições de conservação, armazenamento e prazo de validade descritos em bula são baseados nos estudos de estabilidade e devem ser seguidos para garantir a qualidade de vacinas e medicamentos”.

A vinda dos primeiros lotes da vacina produzidos pelo instituto Serum, da Índia, sofreu com indefinições e idas e vindas. Ainda em 31 de dezembro do ano passado, a Fiocruz pediu e conseguiu autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para importar 2 milhões de doses.

Duas semanas depois, no dia 14 de janeiro, o então ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, prometeu que um avião partiria do Brasil no mesmo dia para buscar as doses. A aeronave da empresa Azul foi adesivada pela equipe de marketing do governo, mas o voo acabou cancelado, e a Índia só liberou as vacinas na semana seguinte. Elas chegaram em 22 de janeiro, e começaram a ser distribuídas aos estados no dia seguinte.

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), responsável pela produção da Covishield no Brasil, apontou que os três lotes envolvidos vieram justamente nesse voo. Elas foram produzidos em outubro do ano passado no país asiático.

O que pode acontecer

Ainda de acordo com a epidemiologista Carla Domingues, o problema da aplicação de vacinas vencidas é a possível perda de eficácia do princípio ativo. “Em princípio, um dia, dois dias, uma semana, não vai fazer diferença. Mas isso é teoricamente, e essa aplicação, se houve, não deixa de ser erro de procedimento, que não deve se repetir”, afirma ela.

Domingues afirmou ainda que, como no caso em que grávidas e crianças foram vacinados por engano contra a Covid-19, o indicado é que as autoridades acompanhem a saúde das pessoas durante algum tempo. “Por segurança. Em princípio, não há riscos à saúde, mas a chance de alguma perda de eficácia.”

Questionado sobre possíveis consequências de vacinas vencidas, a Fiocruz respondeu que podem ocorrer “eventos adversos, incluindo a inefetividade terapêutica”.

*Metrópoles

Postado em 24 de abril de 2021 - 19:38h

0 comentário

Cantor Vicente Nery recebe alta após ficar internado com Covid-19 em UTI de Fortaleza


Foto: Kid Junior/SVM

O cantor Vicente Nery, de 44 anos, recebeu alta hospitalar, nesta sexta-feira (23), após passar nove dias, internado com Covid-19 em um hospital de Fortaleza. O artista, natural de Acopiara, no interior do Ceará, foi acompanhado pela mulher, Carol Rabelo, familiares e profissionais de saúde da unidade.

“Estou passando para agradecer as orações de todos os fãs, de todos os amigos. Deus me deu uma nova chance para poder viver, cuidar da minha família e cantar. Fazer o que eu sei fazer”, agradeceu Vicente em um vídeo publicado nas redes sociais.

Algumas pessoas presentes no momento da homenagem vestiam blusas com frases motivacionais. A de Vicente Nery dizia: “Gratidão pela vida. Gratidão a Deus”.Alguns fãs do cantor também o homenagearam na frente do hospital. Um grupo de músicos iniciou a homenagem com a música Senhorita, do cantor Zé Geraldo. Após discursar para os presentes, Vicente Nery também cantou a mesma música.

“Hoje é meu renascimento, minha alta hospitalar. Sou gratidão, obrigado senhor, obrigado minha família, obrigado meus fãs. Deus seja louvado”, complementou o artista na legenda do vídeo publicado.

No último dia 8 de abril, Vicente recebeu a confirmação do teste positivo de coronavírus. E seis dias depois, precisou ser internado. “Para melhores resultados, o tratamento está sendo feito em ambiente hospitalar. A família agradece o carinho, as orações e boas energias que estão sendo enviadas. Logo, logo nosso cantor estará de volta ao nosso convívio”, informou a nota da assessoria do cantor à época.

Já no dia 18, Vicente as utilizou as redes sociais para revelar que havia sido extubado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) onde recebe tratamento contra Covid-19. O artista seguiu internado até esta sexta.

*G1

Postado em 23 de abril de 2021 - 22:47h

0 comentário

Anvisa decide na segunda (26) se autoriza a importação da Sputnik, vacina russa contra a Covid


Foto: Reprodução/Facebook/Embaixada da Rússia no Brasil

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou que realizará na próxima semana duas reuniões extraordinárias para avaliar processos referentes ao enfrentamento da Covid-19. Entre elas, a reunião mais aguardada é a que vai tratar dos pedidos de importação da vacina Sputnik feito por estados e municípios.

A reunião extraordinária da Diretoria Colegiada sobre a Sputnik, na segunda (26), vai ocorrer às 18h. “A data da reunião foi marcada em razão do prazo de 30 dias definido pela Lei, e confirmado pelo STF, para que a Anvisa avalie os pedidos de importação de vacinas para Covid sem registro”, explicou a Anvisa em nota.

Na última terça-feira (13), Lewandowski estipulou prazo até o fim deste mês para que a Anvisa decida sobre a “importação excepcional e temporária” de doses da Sputnik V. O ministro tomou a decisão em uma ação protocolada pelo governo do Maranhão, que diz ter negociado 4,5 milhões de doses da vacina produzida pelo Instituto Gamaleya, da Rússia.

Os diretores da Anvisa tomarão a decisão depois de receberem dados que estão sendo coletados por servidores da agência na Rússia. Os inspetores viajaram na sexta (16) e retornam no sábado (24), depois de inspecionar as empresas Generium e UfaVita, envolvidas na produção do imunizante.

Pendências na análise

Uma das principais cobranças da Anvisa para análise da Sputnik era a falta do “relatório técnico” que embasou a concessão do Certificado de Registro emitido pelo Ministério da Saúde da Rússia. O documento deve detalhar os aspectos de qualidade, segurança e eficácia da vacina que subsidiaram a decisão da autoridade estrangeira.

Além deste ponto, a Anvisa também listou no dia 1º de março que três itens relacionadas às “Boas Práticas de Fabricação” não constam na documentação enviada pela farmacêutica brasileira União Química, que é a intermediária no processo de importação e que também prevê fabricar a vacina no Brasil.

Contrato e eficácia

Governo federal e ao menos nove estados têm acordos para compra de milhões de doses do imunizante. Em março de 2021, o Ministério da Saúde fechou contrato para 10 milhões de doses, sendo que 400 mil doses já estavam previstas no cronograma de abril.

A vacina Sputnik V teve eficácia de 91,6% contra a doença, segundo resultados preliminares publicados na revista científica “The Lancet”. A eficácia contra casos moderados e graves da doença foi de 100%.

Em outro estudo, ainda não revisado, os desenvolvedores analisaram como a vacina se comporta na população em geral, e chegaram ao dado de efetividade da proteção. De acordo com o Instituto russo de pesquisa Gamaleya e o Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF), a efetividade foi de 97,6% em uma análise da situação de 3,8 milhões de vacinados.A Sputnik V usa a tecnologia de vetor viral. Nesse tipo de vacina, um outro vírus (nesse caso, o adenovírus) “leva” o material genético do coronavírus, o RNA, para dentro do nosso corpo. Mas esse adenovírus é modificado para não conseguir se replicar (reproduzir). Por isso, ele não causa doença.

No caso da Sputnik, o adenovírus que leva o coronavírus para dentro do corpo é diferente em cada dose: na primeira, é o Ad26 (mesmo da vacina da Johnson). Na segunda, é o Ad5, mais comum. Ambos são adenovírus humanos.

Os cientistas russos explicam que usar adenovírus diferentes pode ajudar a criar uma resposta imunológica mais poderosa – em comparação ao uso do mesmo vetor duas vezes –, pois diminui o risco de o sistema imunológico desenvolver resistência ao vetor inicial.

*G1

Postado em 23 de abril de 2021 - 22:44h

0 comentário

Cerro Corá: Boletim Epidemiológico e Vacinômetro de 23/04/2021

Notificados 1565
Monitorados 21
Descartados 1245
Confirmados 299
Recuperados 282
Tratamento 09
Hospitalizados 01
Óbitos 07

Foram coletados 04 testes rápidos no Centro Covid, todos com resultado negativo.

Os 07 exames de SWAB coletados ontem no Centro Covid aguardam resultado.

Com alegria anunciamos uma alta:
Homem, 28 anos, residente no bairro Tancredo Neves

CONTINUE COM TODOS OS CUIDADOS, A PANDEMIA NÃO ACABOU!

Postado em 23 de abril de 2021 - 22:20h

0 comentário

Suposto ganhador da Mega da Virada vai ao Procon-SP após perder prazo para ter a grana

Um consumidor procurou, nesta quinta-feira (22), o Procon-SP afirmando ser o vencedor da Mega da Virada de 2020, cujo sorteio foi realizado em 31 de dezembro do ano passado. O órgão de defesa do consumidor afirmou que irá notificar a Caixa Econômica Federal para que a empresa confirme a identidade do apostador.

Segundo as regras do concurso, os vencedores têm até 90 dias após a realização do sorteio para retirar o prêmio ou perdem a bolada. Na última Mega da Virada, um dos sortudos, contemplado com R$ 162,6 milhões, não se apresentou dentro do prazo e perdeu a bolada.

O sortudo ou sortuda, que é da capital paulista e fez a aposta pela internet, entrou para a história como a pessoa que esqueceu o maior prêmio das loterias não retirado até hoje. O dinheiro vai para o Fies (Fundo de Financiamento do Ensino Superior). ​

No último concurso, houve dois ganhadores. Uma aposta de Aracaju (SE) e outra feita pela internet tinham direito, cada uma, R$ 162.625.108,22 por acertar as seis dezenas do concurso que teve o maior prêmio da história das Loterias, de R$ 325,2 milhões.

Confira os números sorteados: 22 – 35 – 17 – 41 – 20 – 42.

Para o Procon-SP, mesmo que a empresa afirme que o consumidor perdeu o prêmio por não ter retirado o valor dentro do prazo, é dever da instituição fazer o pagamento. Como a aposta foi feita por meio eletrônico, o órgão de defesa do consumidor diz que há condições de fazer a identificação. “A Caixa tem como identificar quem é o ganhador. E queremos apurar se esse consumidor que nos procurou é efetivamente quem venceu o sorteio”, afirma Fernando Capez, diretor-executivo do Procon-SP, em nota.

Em março, a Caixa já tinha sido notificada a identificar o apostador e fazer o pagamento. Em resposta, informou que a obrigação de reclamar o prêmio no prazo de 90 dias é do vencedor e que o cadastro efetuado no ambiente virtual não tem a finalidade de fazer a identificação, mas de verificar a qualificação do interessado como apostador (maioridade civil, CPF, etc.).

Em nota enviada à reportagem do Agora na ocasião, a Caixa afirmou que, segundo a lei 13.756/2018, “cabe exclusivamente ao apostador solicitar o recebimento de prêmios de loterias em até 90 dias”.

O banco estatal disse ainda que, na internet, assim como nas apostas feitas em casas lotéricas, “a Caixa não grava, junto com a aposta, a identidade do apostador, independentemente do canal de venda”.

*FOLHAPRESS

Postado em 23 de abril de 2021 - 8:17h

0 comentário

Cerro Corá: Campanha de Vacinação contra gripe Influenza (H1N1)

1ª Etapa
• Crianças (06 meses a 6 anos)
• Gestantes
• Puérperas (Mulheres até 45 pós parto)
• Profissionais de Saúde

A campanha se dará com as etapas e públicos-alvo na medida em que novas doses de vacinas sejam disponibilizadas ao município.

A vacinação está sendo realizada em todas as unidades de Saúde de Cerro Corá, não esqueça do seu cartão de Vacinação!

*ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO – PMCC

Postado em 23 de abril de 2021 - 8:06h

0 comentário

Lula lidera com folga eleição presidencial em Mossoró, aponta pesquisa

A pesquisa TS2 realizada para a TCM em parceria com a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) apontou que se as eleições fossem hoje o ex-presidente Lula seria com folga o mais votado em Mossoró.

Confira os números para presidente incluindo a rejeição:

A pesquisa foi realizada nos dias 19, 20 e 21 de abril ouvindo 831 eleitores. A margem de erro é de 3,5% pontos percentuais para mais ou para menos e o intervalo de confiança é de 95%.

*Blog do Barreto

Postado em 22 de abril de 2021 - 23:27h

0 comentário

Kajuru diz que quer disputar a presidência: ‘Se Huck é candidato, por que não posso ser?’

Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

O senador Jorge Kajuru (Pode-GO) declarou hoje que tem a intenção de disputar a vaga da Presidência da República nas eleições de 2022.

“Revoltado com a falta de amor ao Brasil, lanço minha candidatura à presidência da República! Brasil de verdades e soluções! Se o Huck é candidato, por que não posso ser?”, disse o Senador Jorge Kajuru (Pode-GO).

O UOL entrou em contato com a deputada Renata Abreu (Pode-SP), presidente nacional do Podemos, para saber qual é o posicionamento do partido sobre a candidatura de Kajuru. Até o momento da publicação desta matéria, não obtivemos retorno.

O senador esteve nos holofotes nos últimos dias após divulgar o áudio de uma conversa telefônica que teve com o presidente Jair Bolsonaro para tratar da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid.

Na conversa, o chefe do Executivo pressiona para que governadores e prefeitos também sejam investigados na comissão.

“Se não mudar o objetivo da CPI, ela vai vir para cima de mim. O que tem que fazer para ser uma CPI útil para o Brasil: mudar a amplitude dela. Bota presidente da República, governadores e prefeitos”, recomendou Bolsonaro.

“Se não mudar a amplitude, a CPI vai simplesmente ouvir o Pazuello, ouvir gente nossa, para fazer um relatório sacana. Tem que fazer do limão uma limonada. Por enquanto, é um limão que tá aí. Dá para ser uma limonada”, afirmou ao senador.

O presidente cobra também do senador Kajuru que determine a análise de pedidos de impeachment de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Após o episódio, o parlamentar foi convidado a deixar o Cidadania e agora o senador está filiado ao Podemos.

Ameaça de Bolsonaristas

Além disso, o parlamentar relatou que passou a receber ameaças em redes sociais por parte de apoiadores de Bolsonaro.

Bolsonaristas afirmam que o parlamentar goiano vai conhecer o “gabinete do ódio” e que o povo vai tirá-lo do poder “à força”. Em outras postagens, alguns internautas garantem que Kajuru “não terá paz”.

Na saída do Palácio da Alvorada, o presidente criticou a divulgação do áudio. “Olha a que ponto que chegamos no Brasil”, provocou Bolsonaro.

Em entrevista ao site Metrópoles, Kajuru afirmou, no entanto, que foi autorizado pelo presidente a gravar e divulgar a conversa. O parlamentar também garantiu que não cometeu nenhum crime ao dar publicidade ao áudio. Ele disse ainda que “não tem medo de morrer”.

“Se os bolsonaristas continuarem me atacando, é uma coisa gratuita. Se o presidente me autorizou [a divulgar o áudio], eu vou fazer o quê? Que erro eu cometi? Qual crime eu cometi? Advogados já falaram que eu não cometi crime nenhum. Eu apresentei uma gravação com os dois falando. Eu não apresentei uma gravação sacana com o presidente falando. O motivo da conversa está claro, eu liguei para ele para pedir coerência e que ele não colocasse todo mundo [senadores] no mesmo balaio, como ele estava xingando de canalhada”, explica.

“Tem gente me ameaçando, claro, mas eu não tenho medo de nada, não. Morrer para mim é como antes de nascer. Se alguém quiser me matar por causa disso, pode matar, não tem problema nenhum”, completa o senador.

*Com informações de UOL e Yahoo

Postado em 22 de abril de 2021 - 23:11h

0 comentário

Novo Decreto: Governo do RN reduz horário de toque de recolher e autoriza restaurantes a abrirem aos domingos

Novas medidas de combate à Covid-19 foram anunciadas nessa quinta-feira (22) durante reunião virtual com prefeitos e outras entidades no RN. — Foto: Divulgação

Novas medidas de combate à Covid-19 foram anunciadas nessa quinta-feira (22) durante reunião virtual com prefeitos e outras entidades no RN. — Foto: Divulgação

A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), anunciou no início da tarde desta quinta-feira (22), por meio de suas redes sociais, a prorrogação do decreto com medidas de prevenção à Covid-19 até 12 de maio. Um novo decreto deve ser publicado ainda nesta quinta-feira (22).

O decreto atual, que está em vigor, tinha validade até esta sexta-feira (23). Ele já havia prorrogado as medidas que estão em vigor no estado desde o dia 5 de abril, com algumas alterações.

Entre as novas mudanças anunciadas, a governadora informou que o toque de recolher passará a valer das 22h às 5h. Até então, a medida valia das 20h às 6h nos dias de semana. Dentro desse horário, apenas serviços essenciais podem funcionar.

O governo também deverá autorizar a ampliação do horário de funcionamento de restaurantes, permitindo que os estabelecimentos também abram aos domingos – quando vale o “toque de recolher integral” – das 11h às 15h.

“As academias estão autorizadas das 5h às 22h, respeitando o toque de recolher. Restaurantes autorizados a funcionar com 50% da capacidade, das 11h às 21h – com liberação aos domingos das 11h às 15h – e tolerância de 60 minutos para encerramento das atividades”, informou Fátima.

Ainda de acordo com ela, continua proibida a venda de bebidas alcoólicas para consumo em lugares públicos, incluindo bares e restaurantes, em qualquer dia ou horário.

Escolas

As escolas públicas e privadas poderão funcionar com aulas presenciais para turmas até o 5º ano do ensino fundamental. As outras, segundo o governo, deverão manter ensino em formato online.

“Fica liberado o funcionamento até o 5º ano, conforme escolha dos secretários de educação municipais, para escolas públicas e privadas que assumam total responsabilidade por essa decisão. As demais turmas continuam em ensino remoto”, afirmou a governadora.

A governadora anunciou que vai manter recomendação aos municípios para que continuem fechadas as orlas marítimas, balneários, parques, clubes e áreas recreativas públicas aos domingos e feriados, bem como o reforço da fiscalização.

As informações foram divulgadas após reunião com a equipe do governo, além de prefeitos.

*G1 RN

Postado em 22 de abril de 2021 - 23:09h

0 comentário

Inmet alerta para chuvas intensas em 113 cidades do RN; veja lista

Inmet alerta para chuvas intensas em 113 cidades do RN — Foto: Pedro Vitorino/Cedida

Inmet alerta para chuvas intensas em 113 cidades do RN — Foto: Pedro Vitorino/Cedida

O Instituto Nacional de Meteorologia emitiu, na manhã desta quinta-feira (22), um alerta de chuvas intensas em 113 municípios do Rio Grande do Norte. O alerta vale até às 11h desta sexta (23). (Confira a lista dos municípios abaixo).

De acordo com o comunicado, há previsão de chuvas com intensidade de 20 a 30 milímetros por hora ou até 50 milímetros por dia, com baixo risco de alagamentos e descargas elétricas.

As instruções gerais para a população, ainda de acordo com o instituto, envolvem, evitar enfrentar o mau tempo, observar alteração nas encostas, evitar uso de aparelhos eletrônicos ligados à tomada e, em caso de urgência, acionar a Defesa Civil (telefone 199) e o Corpo de Bombeiros (telefone 193).

Veja as cidades do RN sob alerta:

  1. Acari
  2. Afonso Bezerra
  3. Alexandria
  4. Almino Afonso
  5. Alto Do Rodrigues
  6. Angicos
  7. Antônio Martins
  8. Apodi
  9. Augusto Severo
  10. Açu
  11. Baraúna
  12. Barcelona
  13. Bento Fernandes
  14. Bodó
  15. Caicó
  16. Caiçara Do Rio Do Vento
  17. Campo Redondo
  18. Caraúbas
  19. Carnaubais
  20. Carnaúba Dos Dantas
  21. Cerro Corá
  22. Coronel Ezequiel
  23. Coronel João Pessoa
  24. Cruzeta
  25. Currais Novos
  26. Doutor Severiano
  27. Encanto
  28. Equador
  29. Felipe Guerra
  30. Fernando Pedroza
  31. Florânia
  32. Francisco Dantas
  33. Frutuoso Gomes
  34. Governador Dix-Sept Rosado
  35. Ipanguaçu
  36. Ipueira
  37. Itajá
  38. Itaú
  39. Jandaíra
  40. Janduís
  41. Japi
  42. Jardim De Angicos
  43. Jardim De Piranhas
  44. Jardim Do Seridó
  45. Jaçanã
  46. José Da Penha
  47. João Câmara
  48. João Dias
  49. Jucurutu
  50. Lagoa De Velhos
  51. Lagoa Nova
  52. Lajes
  53. Lajes Pintadas
  54. Lucrécia
  55. Luís Gomes
  56. Macau
  57. Major Sales
  58. Marcelino Vieira
  59. Martins
  60. Messias Targino
  61. Mossoró
  62. Olho-D’Água Do Borges
  63. Ouro Branco
  64. Paraná
  65. Parazinho
  66. Paraú
  67. Parelhas
  68. Patu
  69. Pau Dos Ferros
  70. Pedra Preta
  71. Pedro Avelino
  72. Pendências
  73. Pilões
  74. Portalegre
  75. Poço Branco
  76. Pureza
  77. Rafael Fernandes
  78. Rafael Godeiro
  79. Riacho Da Cruz
  80. Riacho De Santana
  81. Riachuelo
  82. Rodolfo Fernandes
  83. Ruy Barbosa
  84. Santa Cruz
  85. Santana Do Matos
  86. Santana Do Seridó
  87. Serra Do Mel
  88. Serra Negra Do Norte
  89. Serrinha Dos Pintos
  90. Severiano Melo
  91. São Bento Do Trairí
  92. São Fernando
  93. São Francisco Do Oeste
  94. São José Do Seridó
  95. São João Do Sabugi
  96. São Miguel
  97. São Paulo Do Potengi
  98. São Rafael
  99. São Tomé
  100. São Vicente
  101. Sítio Novo
  102. Taboleiro Grande
  103. Tangará
  104. Tenente Ananias
  105. Tenente Laurentino Cruz
  106. Timbaúba Dos Batistas
  107. Touros
  108. Triunfo Potiguar
  109. Umarizal
  110. Upanema
  111. Venha-Ver
  112. Viçosa
  113. Água Nova

*G1 RN

Postado em 22 de abril de 2021 - 23:06h

0 comentário

Mulheres ficam imunizadas por mais tempo depois de infectadas, diz estudo francês


Foto: AP – Alvaro Barrientos

Já havia sido observado em hospitais que mulheres tinham menos probabilidade de sofrer de formas graves da Covid-19. Agora, tudo leva a crer que elas também ficam protegidas por mais tempo depois de contrair o vírus, observa o jornal francês Le Parisien, com base em um estudo realizado pelo Instituto Pasteur, o Instituto Nacional de Saúde e Pesquisa Médica (INSERM) e hospitais de Estrasburgo, no leste do país.

As conclusões do estudo foram publicadas no Journal of Infectious Diseases. Os pesquisadores explicam que o gênero – mulher ou homem – parece influenciar na diminuição do nível de anticorpos que se formam quando o corpo luta contra o vírus, que depois o protege contra uma nova infecção.

“O nível de anticorpos presentes nas mulheres da amostra que acompanhamos diminui muito menos rapidamente do que nos homens”, resume Samira Fafi-Kremer, diretora do Instituto de Virologia do Hospital Universitário de Estrasburgo, que se encontra na origem deste estudo.

Mesmo número de anticorpos seis meses depois

Para chegar a este resultado, foram estudados os casos de cerca de 400 cuidadores e pessoal administrativo dos hospitais de Estrasburgo, que haviam sido infectados sem a forma grave da doença no final de março de 2020. A cada três meses foram realizados testes sorológicos, que permitiram saber se eles desenvolveram anticorpos contra o coronavírus.

Embora os homens desenvolvam mais anticorpos no início, eles os perdem rapidamente. Em contrapartida, depois de seis meses, 38% das mulheres ainda têm o mesmo nível de anticorpos do começo: “Seis meses depois de adoecer, 38% das mulheres não perderam os anticorpos, contra 8% dos homens”, detalha a pesquisadora.

Agora é chegada a hora de analisar o nível de anticorpos de nove meses e um ano após a infecção. “Sabemos que os anticorpos têm uma tendência natural de diminuir. Essa pesquisa adicional nos permitirá ver se esses resultados diferentes entre mulheres e homens se prolongam com o tempo”, explica o professor Olivier Schwartz, chefe do departamento de Vírus e Imunidade do Instituto Pasteur, coautor do estudo.

Hormônios e genética

Dois fatores explicam essa possível proteção imunológica maior em mulheres: hormônios e genética. “Os hormônios sexuais femininos têm a capacidade de estimular melhor a resposta imune. Além disso, o cromossomo X, envolvido na resposta imune, está presente duas vezes nas mulheres, enquanto os homens são XY”, diz Samira Fafi-Kremer.

Este trabalho parece confirmar o que já havia sido observado em hospitais, com a maioria dos homens internados, principalmente em unidades de terapia intensiva, e com maior mortalidade masculina.

Segundo os cientistas, essa proteção permite combater a variante britânica do vírus, mas é menos eficaz contra as variantes da África do Sul e do Brasil. Em qualquer caso, espera-se que os resultados forneçam uma ideia sobre a eficácia das vacinas.

*Época

Postado em 22 de abril de 2021 - 23:04h

0 comentário

PRF realizará o segundo leilão de 2021 de veículos retidos no RN em evento exclusivamente on-line


Foto: Ilustrativa

Polícia Rodoviária Federal realizará, no Rio Grande do Norte, nesta quarta-feira (28/04), o segundo leilão de veículos retidos do ano de 2021. Serão leiloados automóveis e veículos de duas rodas, que poderão entrar em circulação pelo comprador ou serem destinados a sucatas. Serão postos à venda 583 veículos, distribuídos em 394 lotes.

O edital do leilão foi publicado e está disponível no site do leiloeiro, pelo link www.mnleilao.com.br. Nele contém os detalhes dos veículos, os locais para a visitação, os lances iniciais, além de direitos e responsabilidades dos arrematantes. A maioria dos lotes estão com fotos disponíveis na mesma página.

Os lances já podem ser ofertados pela internet até o momento do leilão, exclusivamente on-line, no dia 28/04/2021, pelo site: www.mnleilao.com.br.

Os lotes arrematados com direito a documentação serão disponibilizados, sem multas ou débitos de anos anteriores, apenas com as taxas do Detran para transferência e os débitos de licenciamento referentes ao exercício corrente. Sobre o valor do lance dado, o comprador é responsável pela comissão do leiloeiro (5%) e o ICMS. Leia atentamente o edital publicado (edital nº 2/2020/LEILÃO-RN).

As visitações estarão disponíveis nos dias 23, 26 e 27 de abril de 2021, nos locais indicados no edital. É importante verificar em qual dos pátios está o lote de interesse do participante.

Locais da Visitação:

Lotes: 001 ao 033: Pátio da TRANSGUARD – Localizado no Município de Caicó/RN: BR 427, km 102, vizinho ao Posto do Moinho, às margens da rodovia.

Lotes: 034 ao 172: Pátio da TRANSGUARD – Localizado no Município de Mossoró/RN: AV. Mota Neto, s/n (em frente ao Hospital São Luiz) – Bairro: Aeroporto.

Lotes: 190 ao 419: Pátio TRANSGUARD – Localizado no Município de Natal/RN: AV. Industrial Francisco da Motta, s/n – Bairro: Bom Pastor.

https://www.gov.br/prf/pt-br/noticias/estaduais/rio-grande-do-norte/abril/prf-realizara-o-segundo-leilao-de-2021-de-veiculos-retidos-no-rn

Postado em 22 de abril de 2021 - 20:47h

0 comentário

Aneel aprova reajuste médio de 8,96% nas contas de luz no RN


Foto: Getty Images

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta quinta-feira, 22, reajuste médio de 8,96% na conta de luz dos consumidores atendidos pela Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern).

Para os consumidores de alta tensão, como os industriais, o reajuste médio será de 11,18%. Já para os comerciais e residenciais, atendidos em baixa tensão, o aumento médio será de 8,27%.

Os novos valores devem entrar em vigor a partir deste dia 22 e, por isso, devem ser confirmados no Diário Oficial ainda nesta quinta-feira.

Para atenuar o reajuste a ser aplicado nas contas de luz, a Aneel considerou a reversão dos recursos da conta covid, que totalizou um impacto total estimado de -4,31%.

Também contribuíram para amenizar o reajuste a alteração no cronograma de pagamento de indenizações às transmissoras e o abatimento de créditos tributários devido ao pagamento indevido de PIS e Cofins pelos consumidores no passado. A distribuidora atende cerca de 1,5 milhão de unidades consumidoras.

*Terra

Postado em 22 de abril de 2021 - 20:11h

0 comentário

Mais de 80% da população do RN continua em zonas de alerta para Covid-19, aponta relatório


Situação da pandemia no Rio Grande do Norte: maior parte dos municípios está em nível de alerta amarelo — Foto: Sesap/Divulgação

Situação da pandemia no Rio Grande do Norte: maior parte dos municípios está em nível de alerta amarelo — Foto: Sesap/Divulgação

A situação da pandemia do coronavírus no Rio Grande do Norte permanece em alerta para 81,9% da população potiguar. A constatação foi feita a partir da avaliação periódica feita pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) em parceria com a Universidade Federal do RN (UFRN), com o relatório do indicador composto da pandemia.

De acordo com o relatório, 39 municípios tiveram piora do quatro da pandemia entre os dias 12 e 20 de abril. Outros 99 municípios permaneceram com estabilidade de dados no período – ou seja – não tiveram melhora. 29 tiveram melhora da situação. Nenhuma cidade do RN está com índice 5 – em alerta vermelho.

Segundo o documento finalizado na terça-feira (20), a situação mais crítica é na Região Metropolitana de Natal. O indicador dá notas de 1 a 5, a partir da análise de nove variáveis (óbitos, internações, testes, casos ativos, entre outros), sendo 1 a melhor situação, com sinal verde, e 5 a pior, com sinal vermelho. Assim, maior parte da população da Grande Natal está em sinal amarelo, entre 3 (97,9%) e 4 (2,1%).

No Oeste potiguar, também está com sinal amarelo grande parte da população as regiões do Vale do Açu (92,7%) e de Mossoró (91,7%).

Na outra ponta, com o sinal chegando em quase metade dos moradores da área, estão o Potengi-Trairi (49,6%), Alto Oeste (46,6%) e Mato Grande (46,3%).

Tomando a avaliação geral dos indicadores, a média do Rio Grande do Norte está no sinal amarelo da nota 3, ainda com uma nota 5 na taxa de casos ativos.

O que é o indicador composto

O indicador elaborado pela Sesap com o Comitê de Especialistas e a UFRN, sob a coordenação do professor Kênio Lima, mapeia a evolução semanal de casos por município, como forma de monitorar pandemia em todo o estado.

O estudo reúne nove variáveis que traçam um olhar sobre a situação de cada município e uma pontuação que mostra a evolução a cada semana. Os dados servem de subsídio para a tomada de decisões na gestão da pandemia.

20 municípios em pior situação (todos com índice 4)

  • Almino Afonso
  • Guamaré
  • São Tomé
  • Monte das Gameleiras
  • Timbaúba dos Batistas
  • Brejinho
  • Acari
  • Alto do Rodrigues
  • Goianinha
  • São Miguel
  • Florânia
  • Felipe Guerra
  • Jucurutu
  • Serrinha
  • Extremoz
  • Caraúbas
  • Assu
  • Jardim do Seridó
  • Santo Antonio
  • Macau

20 municípios com melhor situação (índices 1 e 2)

  • Barcelona – 1
  • Coronel Ezequiel – 1
  • Lagoa de Velhos – 1
  • Ielmo Marinho – 1
  • Água Nova – 1
  • Japi – 1
  • Equador – 1
  • Doutor Severiano – 1
  • Martins – 1
  • Santana do Seridó – 1
  • Major Sales – 1
  • Baia Formosa – 2
  • Espirito Santo – 2
  • Rafael Fernandes – 2
  • Ruy Barbosa – 2
  • Bodó – 2
  • Jaçanã – 2
  • Paraná – 2
  • Riacho de Santana – 2
  • São João do Sabugi – 2

*G1 RN

Postado em 22 de abril de 2021 - 13:32h

0 comentário

Potiguar apronta no Frasqueirão e complica ABC na briga por primeiro turno

Madson marca duas vezes em vitória sobre o ABC — Foto: Léo Moura/ACDP

Madson marca duas vezes em vitória sobre o ABC — Foto: Léo Moura/ACDP

Com um início avassalador, marcando três vezes em 15 minutos, o Potiguar goleou o ABC por 4 a 2 na tarde desta quarta-feira. É a terceira vitória consecutiva da equipe comandada por Luciano Quadros. O Alvinegro, por outro lado, se complica na briga para chegar à final do primeiro turno do Campeonato Potiguar e vai precisar de uma combinação pouco provável.

Agora com nove pontos, o Potiguar subiu para o terceiro lugar, mas não tem mais chances de ser finalista da Copa Cidade do Natal. Encerra o turno em duelo contra o América-RN, na Arena das Dunas, no dia 28.

Com o revés, o ABC segue com sete pontos, na quinta posição. Para ir à decisão, vai precisar vencer o Santa Cruz de Natal, em duelo atrasado da sexta rodada, no domingo, e o Assu, no último compromisso, na próxima quarta-feira. Chegaria aos 13 pontos e teria que torcer por uma derrota de Globo FC ou América-RN – dependendo ainda do saldo de gols para se classificar.

+ CONFIRA A TABELA DO CAMPEONATO POTIGUAR 2021

O jogo

O Potiguar não se intimidou diante do ABC e abriu o placar aos nove minutos. Na jogada, Walber tentou, mas foi travado. Na sequência, Zé Flores tentou, mas quem mandou para as redes foi o centroavante Madson. Pouco depois, Helitão vacilou e o Time Macho não perdoou, com Mayron entrando na área e batendo na saída de Welligton.

O ABC até reagiu aos 14 minutos, com Vitinho, de cabeça, mas a equipe de Mossoró logo fez o terceiro. Madson recebeu o lançamento de Walber na grande área e emendou um chutaço no ângulo, surpreendendo Welligton. A apatia dos donos da casa em campo era evidente. O quarto poderia ter saído ainda no primeiro tempo, mas o goleiro alvinegro parou o chute de Sandro.

Quem esperava um crescimento do ABC na segunda etapa se decepcionou. Sílvio Criciúma demorou a fazer as mudanças, mesmo tendo peças bem abaixo como Juninho Quixadá e Alan Pedro. O treinador até antecipou a reestreia de Ederson com a camisa do ABC e o atacante quase marcou aos 24 minutos. Nos acréscimos, Marcudinho, de cabeça, ainda diminuiu após rebote do goleiro Enzzo. O problema é que, no desespero, o Alvinegro deixou espaço na defesa e acabou sofrendo o quarto gol, com Alexandre encobrindo o goleiro Welligton.

Alexandre marca o quarto do Potiguar nos acréscimos — Foto: Alexandre Lago

Alexandre marca o quarto do Potiguar nos acréscimos — Foto: Alexandre Lago

*G1 RN

Postado em 21 de abril de 2021 - 20:42h

0 comentário

Covid-19: Mais de 700 pessoas morreram à espera de um leito de UTI no RN

Ambulância do Samu no Hospital Municipal de Ceará-Mirim, na Grande Natal — Foto: Julianne Barreto/Inter TV Cabugi

Ambulância do Samu no Hospital Municipal de Ceará-Mirim, na Grande Natal — Foto: Julianne Barreto/Inter TV Cabugi

Mais de 700 pessoas (705, ao todo) confirmadas ou suspeitas de Covid-19 morreram no Rio Grande do Norte à espera de um leito de UTI desde o início da pandemia. A marca foi ultrapassada neste mês de abril, período que já registra 58 mortes também nesta situação.

Os dados constam na plataforma Regula RN e estão atualizados até esta quarta-feira (21). Ao todo, essas 705 pessoas representam 13,6% das mais de 5,1 mil mortes por Covid-19 desde o início da pandemia em todo o estado, segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap).

Há pouco mais de um mês, o número de pessoas que morreram na fila à espera de uma UTI ultrapassava os 500. Mas, com a alta taxa de ocupação de leitos críticos e filas de espera de até 150 pacientes, março se tornou o mês em que mais morreram pessoas sem direito a um tratamento em um leito de UTI: foram 182 – dez a mais do que o registrado no Regula RN no fim daquele mês.Mortes à espera de um leito de UTI por mês no RNCasos de pacientes que foram regulados e morreram sem assistência adequadaMortes787816816856562424888817172525181863631821825858Maio (2020)JunhoJulhoAgostoSetembroOutubroNovembroDezembroJaneiro (2021)FevereiroMarçoAbril (até dia 21)050100150200Novembro
Meses 17

Em comparação com março, abril registra uma queda, até o momento, de 68%. Apesar disso, ainda com 21 dias passados, é o quatro mês com mais mortes de pessoas à espera de uma UTI. Apenas maio (78), junho (168) de 2020, e fevereiro (63) e março (182) deste ano estão à frente.

Neste mês, o dia 9 foi o mais crítico, quando seis pessoas morreram à espera de um leito de UTI no estado apenas naquela data. Em março, por duas vezes, 14 pessoas morreram nesta situação em apenas um dia.Por dia: mortes à espera de um leito de UTI em março e abril no RNMais de 160 pessoas morreram sem atendimento adequado no estadoMorteMortes01/0303/0305/0307/0309/0311/0313/0315/0317/0319/0321/0323/0325/0327/0329/0331/0302/0404/0406/0408/0410/0412/0414/0416/0418/0420/0402,557,51012,515Fonte: Sesap

Os números desses 21 dias de abril ainda podem crescer, já que algumas mortes são registradas no sistema pelas unidades de saúde dias depois do ocorrido.

Em comparação com 2020, a rede de saúde pública está mais ampliada no estado. Atualmente o RN tem 409 leitos críticos para Covid-19, de acordo com o Regula RN, sendo 25 deles bloqueados (entenda aqui). Em 2020, o máximo de leitos críticos aberto foi 316, segundo a Sesap.

Esses pacientes que morrem na fila são regulados com a necessidade de uma UTI, mas não conseguem ser transferidos em função da alta taxa de ocupação dos leitos críticos em todo o estado.

Nesta quarta-feira (21), a taxa de ocupação de leitos para Covid-19 no Rio Grande do Norte chegou a ficar abaixo de 90% pela primeira vez após 50 dias – a última vez havia sido em 28 de fevereiro. Segundo o Regula RN, nesta quarta-feira, havia 35 pessoas na fila de transferência e 32 leitos críticos disponíveis no estado.

*G1 RN

Postado em 21 de abril de 2021 - 20:34h

0 comentário

Fiocruz vai entregar 5 milhões de doses da vacina na sexta; Lotes da vacina Oxford/AstraZeneca extrapolam previsões iniciais


Foto: Reuters/Sergio Perez

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) anunciou hoje (21) que vai entregar, na próxima sexta-feira (23), 5 milhões de doses da vacina Oxford/AstraZeneca contra covid-19 produzidas pelo Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos). A quantidade supera a previsão inicial para esta semana em 300 mil doses.

Por questões logísticas relacionadas à distribuição das vacinas, a Fiocruz passará a liberar os lotes para o Programa Nacional de Imunizações (PNI) sempre às sextas-feiras. Segundo a fundação, a decisão foi tomada em conjunto com o Ministério da Saúde, o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems).

Na semana passada, Bio-Manguinhos também liberou 5 milhões de doses, porém em duas remessas, na quarta-feira e na sexta-feira. Para a semana que vem, o cronograma prevê mais 6,7 milhões de doses, o que fará com que a fundação entregue mais de 18 milhões de doses no mês de abril.

Para os próximos meses, a programação é que as entregas cresçam em volume e cheguem a 21,5 milhões, em maio; 34,2 milhões, em junho; e 22 milhões, em julho. Desse modo, a fundação cumprirá a meta de produzir 100,4 milhões de doses a partir do ingrediente farmacêutico ativo (IFA) importado, conforme acordo de encomenda tecnológica firmado com a farmacêutica AstraZeneca. No segundo semestre, a Fiocruz prevê produzir 110 milhões de doses com IFA fabricado no Brasil.

Já foram entregues ao Programa Nacional de Imunizações 14,8 milhões de doses da vacina Oxford/AstraZeneca, sendo 10,8 milhões produzidas por Bio-Manguinhos. As outras quatro milhões foram importadas prontas da Índia nos meses de janeiro e fevereiro.

*Agência Brasil

Postado em 21 de abril de 2021 - 20:29h

0 comentário

Ministério quer vacinar pessoas com comorbidades a partir de maio: veja o que se sabe e as principais dúvidas

Foto: divulgação

Pessoas com comorbidades são as próximas da lista dos prioritários para receber a vacina contra a Covid-19, segundo o Plano Nacional de Imunizações (PNI). A vacinação desse grupo, que contempla mais de 17 milhões de brasileiros, deve começar em maio.

Nesta quarta-feira (21), o Ministério da Saúde divulgou critérios para a vacinação dessas pessoas. Segundo a pasta, o grupo deve ser convocado por idade, dos mais velhos para os mais jovens.

O G1 questionou se também existirá uma divisão no cronograma por comorbidade, mas o ministério não respondeu até a mais recente atualização desta reportagem.

Comprovante e cadastro

Ainda há dúvidas sobre como cada estado vai tratar a apresentação de comprovantes. O Ministério da Saúde disse que é “importante que as pessoas estejam pré-cadastradas no Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI) ou em alguma unidade do SUS”.

O Ministério não divulgou link de acesso ao SIPNI.

Também de acordo com a pasta, quem não estiver cadastrado deve apresentar exames, receitas, relatório médico ou prescrição médica no momento da vacinação.

Na terça-feira (20), o governo de São Paulo anunciou a vacinação contra a Covid-19 de pessoas com Síndrome de Down, pacientes transplantados e pacientes renais em diálise a partir do dia 10 de maio. Os três grupos estão elencados na lista de comorbidades do PNI. No anúncio, o governo de São Paulo não condicionou a vacinação à idade; estados têm autonomia para adotar estratégias que contemplem a realidade local.

1. Quais são as comorbidades prioritárias para vacinação?

Segundo a última atualização do PNI, feita em 15 de março, o grupo de comorbidades engloba adultos de 18 a 59 anos com:

  • Diabetes melitus
  • Pneumopatis crônicas graves
  • Hipertensão Arterial Resistente (HAR)
  • Hipertensão arterial estágio 3
  • Hipertensão arterial estágios 1 e 2 com LOA e/ou comorbidade
  • Insuficiência cardíaca
  • Cor-pulmonale e hipertensão pulmonar
  • Cardiopatia hipertensiva
  • Síndromes coronarianas
  • Valvopatias
  • Miocardiopatias e pericardiopatias
  • Doenças da aorta, dos grandes vasos e fístulas arteriovenosas
  • Arritmias cardíacas
  • Cardiopatias congênitas no adulto
  • Próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados
  • Doença cerebrovascular
  • Doença renal crônica
  • Imunossuprimidos
  • Anemia falciforme
  • Obesidade mórbida
  • Síndrome de Down

No final de março, o Ministério da Saúde também incluiu todos os adultos com HIV no grupo prioritário da vacinação contra Covid.

2. Quais documentos podem comprovar a comorbidade?

O governo informa que, para receber a vacina, as pessoas com comorbidades precisam apresentar algum documento que comprove a inclusão no grupo prioritário, como receitas médicas, prescrições, exames, relatórios médicos.

3. Como foi definido o grupo de comorbidades?

O Ministério da Saúde explicou que os grupos prioritários foram baseados em princípios similares estabelecidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Segundo a pasta, o objetivo principal da vacinação é reduzir os números de mortes e casos de Covid-19.

4. Preciso fazer um pré-cadastro?

O Ministério da Saúde informou que “é importante que as pessoas estejam pré-cadastradas no Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI) ou em alguma unidade de saúde do Sistema Único de Saúde (SUS). Quem não tiver inscrição pode apresentar um dos documentos da pergunta 2.

5. Existirá subgrupos nesse grupo prioritário?

O Ministério da Saúde orienta que a convocação seja escalonada, dos mais velhos para os mais jovens. Ou seja, pessoas de 59 a 55 anos, depois 54 a 50 anos, e assim por diante.

O G1 perguntou se existirá uma divisão no cronograma por comorbidades, mas a pasta não respondeu até a mais recente atualização desta reportagem.

6. Estados e municípios podem definir um calendário próprio?

Sim. Em nota, o Ministério da Saúde disse que a recomendação é seguir o plano nacional, mas que estados e municípios “têm autonomia para seguir com as estratégias locais na campanha de imunização, conforme as demandas regionais”.

7. Preciso levar um atestado médico?

Não. “O Ministério da Saúde reforça que não há recomendação quanto à exigência de atestado médico para vacinação deste grupo”, disse a pasta, em nota.

*G1

Postado em 21 de abril de 2021 - 20:28h

0 comentário