O Comunicador

Estadual: Com gol no início, ABC bate Santa e segue na briga por vaga na final do 2º turno

O ABC venceu o Santa Cruz de Natal por 1 a 0 neste domingo,
em jogo válido pela sexta rodada do returno do Campeonato Potiguar. A vitória
aconteceu com um gol do atacante Neto, logo aos quatro minutos de jogo. Depois,
o ABC chegou a sofrer certa pressão, mas soube administrar o resultado e não
passou por muitos apuros no duelo. O resultado mantém a equipe viva na briga
por uma vaga na final do segundo turno. 

Como fica?
O ABC, que ainda tem três jogos pra fazer na competição, vai
para a quarta colocação com sete pontos conquistados. Já o Santa Cruz segue com
três pontos na sexta posição e só tem mais um jogo para fazer no campeonato. O
time luta contra o rebaixamento ao lado de Assu e Força e Luz.

*Globo Esporte
Adicionar legenda
Postado em 17 de março de 2019 - 22:35h

0 comentário

Estadual: Jefinho decide, Potiguar ganha e rouba 2ª posição do Globo FC; Assu vence a primeira

O Potiguar de Mossoró venceu o Globo FC por 2 a 1 no Nogueirão neste domingo e roubou a segunda posição no returno do rival de Ceará-Mirim. O time contou mais uma vez com o poder decisivo do atacante Jefinho, que marcou os dois gols da vitória – Jardel descontou para o Globo FC no final da partida. 

Com o resultado, o Potiguar de Mossoró assumiu a vice-liderança com 12 pontos – o mesmo número do América-RN, que é líder por um gol a mais de saldo. O Globo FC segue com 11 pontos, agora na terceira posição. 

O resultado aumentou ainda mais a distância do atacante Jefinho na artilharia da competição. O atacante chegou ao seu 13º gol em 12 jogos no estadual – média de mais de um gol por partida. 

O Potiguar volta a campo no dia 27 para encarar no Frasqueirão, às 20h30, em jogo adiado da quinta rodada. O Globo FC, por sua vez, só tem mais uma rodada para fazer: encara o Palmeira-RN no Barretão no dia 3 de abril, data marcada para a última rodada da competição. 

Assu vence a primeira 
Quem também venceu na rodada foi o Assu, que luta contra o rebaixamento. Depois da derrota por 3 a 0 em casa para o Santa Cruz, o time se recuperou e bateu o Palmeira-RN por 3 a 1 no Edgarzão. Os gols foram marcados por Rafinha, Jânio Daniel e Ítalo, enquanto Leozinho descontou para o time de Goianinha. 

Essa foi a primeira vitória do Assu em todo o Campeonato Potiguar e que de quebra tirou o Camaleão da lanterna do returno. O time vai a cinco pontos, contra dois do novo último lugar Palmeira-RN e três do Santa Cruz de Natal. 

Na luta contra o rebaixamento, Assu, Força e Luz e Santa Cruz estão empatados com 10 pontos cada na classificação geral – o Assu hoje cairia pelos critérios de desempate. 

O Assu volta a campo na próxima quarta-feira para encarar o ABC, no Frasqueirão, em jogo adiado. O duelo acontece às 20h30. O Palmeira-RN volta a campo no próximo fim de semana para pegar o América-RN em jogo adiado, às 16h, no Nazarenão. 
*G1 RN
Postado em 17 de março de 2019 - 22:30h

0 comentário

PM de Currais Novos apreende 3 motocicletas no município de Currais Novos, vídeo

A Polícia Militar de Currais Novos recebeu uma ligação na noite de sábado dia 16/03, de um cidadão, informando que havia três motocicletas em atitudes suspeitas no sítio Jesus Maria, município de Currais Novos. 

Foram descoladas duas viaturas para o local e chegando lá os supostos suspeitos se evadiram e abandonaram os veículos. As motocicletas foram conduzidas para sede da 3° CIPM de Currais Novos, para fazer o levantamento se tem alguma queixa de roubo. 
*Fonte: CN Policia
Postado em 17 de março de 2019 - 21:24h

0 comentário

Olavo de Carvalho chama Mourão de ‘cara idiota’

Em evento organizado por Steve Bannon em Washington, Olavo de Carvalho afirmou que Jair Bolsonaro está “rodeado de traidores”.

Eu não confio em praticamente ninguém no governo exceto nele”, disse.

Depois do evento, relata o Estadão, Olavo chamou o general Hamilton Mourão de “um cara idiota”. “O presidente viaja e qual a primeira coisa que ele [Mourão] faz? Viaja a São Paulo para um encontro político com Doria. Esse cara não tem ideia do que é vice-presidência. Durante a viagem, ele tem que ficar em Brasília”. 
*O Antagonista
Postado em 17 de março de 2019 - 21:12h

0 comentário

Escolas precisam se preparar para situações de violência

Para especialistas ouvidos pela Agência Brasil, as escolas brasileiras não estão preparadas para lidar com questões de violência e conflitos. Apesar da legislação brasileira atribuir aos centros de ensino a responsabilidade de prevenção e combate à violência e à promoção da cultura de paz, os professores e funcionários, de maneira geral, não são instruídos de forma adequada para episódios de ameaça e risco.
Tragédias como a que ocorreu na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano (SP), na qual morreram 10 pessoas e 11 ficaram feridas, chamam atenção para a vulnerabilidade dos colégios para lidar com situações como essas, tanto na hora da prevenção quanto para lidar com a comunidade escolar após o ocorrido.
“Essas questões de convivência, de relacionamento, de sentimentos e emoções são tratadas ainda nas escolas brasileiras de maneira empírica”, disse a a diretora do Instituto Inspirare, Anna Penido. O Inspirare é uma organização que defende práticas e políticas públicas inovadoras em educação.
Em seguida, Anna Penido acrescentou que: “Cada escola, a partir de ter mais ou menos sensibilidade para isso, de ter mais ou menos professores preocupados com isso, de mais ou menos pessoas disponíveis para resolver essas questões, vão se organizando para dar conta. Não tem algo estruturado para dar conta desse trabalho”.
Responsabilidade
A responsabilidade das escolas com essas questões está prevista na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. A Base Nacional Comum Curricular (BNCC), que estabele o mínimo de cconteúdo a ser ministrado aos estudantes desde o ensino infantil ao médio, prevê também o desenvolvimento de habilidades socioemocionais. O que significa na prática que os alunos devem aprender a lidar, entre outras coisas, com as próprias emoções. A BNCC ainda está em fase de implementação.
“A escola é o primeiro lugar onde as crianças convivem fora do ambiente familiar e sem a família. Tem o lado da convivência, de respeitar o outro, de dividir, compartilhar com o outro. Isso é inato da natureza da escola”, disse Anna Penido.
A professora da faculdade de educação da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) Telma Vinha ressaltou que colocar as medidas previstas em lei e na BNCC em prática “implica investir em formação de base e continuada de professores nessa área”. Telma é também coordenadora do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Moral (Gepem), que atua junto a escolas de Campinas.
Telma afirmou que para tratar de questões emocionais é necessário, além do investimento na própria escola e em formação, a colaboração entre a comunidade e também entre outras áreas, como a saúde. “Não é levar a responsabilidade para a escola, mas ela lida com convivênvia o tempo inteiro. Tem que oferecer um melhor olhar para isso.”
O Gepem disponibilizou o Protocolo de intervenção após casos de violência no esforço de ajudar escolas a melhorar a qualidade de convivência.
O protocolo, segundo Telma, pode ajudar a Escola Estadual Raul Brasil. “Esse protocolo descreve passos de ações que a escola pode ter para incentivar os estudantes e funcionários a se abrirem para que se fale sobre o problema e sobre os sentimentos. Tem várias dinâmicas, sugestões de vídeo e leitura.”


*Agência Brasil

Postado em 17 de março de 2019 - 21:08h

0 comentário

Homem é preso suspeito de matar a própria mãe queimada

Um homem foi preso suspeito de matar a própria mãe queimada na madrugada deste sábado (16) na cidade de Pau dos Ferros, na região do alto Oeste potiguar. Segundo a PM, o homem teria problemas mentais. 

O crime aconteceu na rua Rua Maria Fiel da Silva, no bairro Paraíso.
Ainda de acordo com a PM, Maria Luzeneide da Silva, de 47 anos, dormia quando o filho ateou fogo no corpo dela.

O homem preso tem 28 anos e foi levado para a delegacia. 


*G1 RN
Postado em 16 de março de 2019 - 21:19h

0 comentário

Papa se diz “profundamente entristecido” com ataques a mesquitas

O papa Francisco disse hoje (15) ter ficado “profundamente entristecido” com os ataques duplos às mesquitas na cidade de Christchurch, na Nova Zelândia, deixando 49 mortos e 48 feridos. Em um telegrama, assinado pelo secretário de Estado, cardeal Pietro Parolin, o pontífice afirmou estar “consciente dos esforços das forças de segurança e da emergência nesta situação difícil”. 
Segundo Parolin, o papa reza pela cura dos feridos, pelo consolo daqueles que sofrem a perda de seus parentes e amigos e pede pede a Deus o conforto de todos.

 

Logo depois dos dois ataques, os bispos católicos da Nova Zelândia enviaram uma mensagem “aos queridos membros da comunidade muçulmana” neozelandesa de Christchurch, manifestando sua solidariedade diante dessa violência. 
Estamos conscientes das boas relações que temos com os muçulmanos nessa terra e estamos abalados pelo fato que tenha acontecido num lugar e num momento de oração. Estamos profundamente tristes pelas pessoas mortas e feridas, e os nossos corações se voltam para eles, suas famílias e a comunidade em geral. Paz, Salaam”, informa a mensagem. 
*Agência Brasil
Postado em 16 de março de 2019 - 18:07h

0 comentário

“Docinho” uma das acusadas de matar e tocar fogo no corpo de uma criança em Mossoró é presa na cidade de Jucurutu

Agentes da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa de Mossoró – DHM, com o apoio do Grupo Tático Operacional de Jucurutu, prenderam na manhã de hoje, 15 de março, Maria Luiza de Moura Diógenes, “Docinho” de 28 anos de idade, acusada de participação num crime de homicídio que teve como vitima Geane de Melo Nogueira de apenas 12 anos de idade. 
Geane de Melo Nogueira foi raptada de casa no conjunto Jardim das Palmeiras em Mossoró e encontrada com o corpo completamente carbonizado dentro de um matagal, no bairro Dom Jaime Câmara, fato ocorrido no dia 4 de novembro do ano passado. 
Segundo o Delegado Rafael Arraes, titular da DHM em Mossoró, “Docinho” foi presa em cumprimento ao mandado de prisão preventiva expedido em seu desfavor.
Em decorrência de tal investigação já se encontram presos:
Maria Luiza de Moura Diógenes
Fábio David da Silva Aquino “Ceará”
Letícia Vital Ramos
Gedean Zacarias de Souza.
 
*Fonte: O Câmera
Postado em 16 de março de 2019 - 17:29h

0 comentário

PM registra triplo homicídio na zona rural de Ielmo Marinho, RN

Três homens foram assassinados a tiros na madrugada deste sábado (16) na zona rural de Ielmo Marinho, município da Grande Natal. Segundo a Polícia Militar, o triplo homicídio aconteceu pouco depois da meia-noite em uma casa na comunidade de Quermissol. O caseiro da propriedade sobreviveu. 
As vítimas foram identificadas como Francisco Paulo do Nascimento, de 28 anos, natural de Ielmo Marinho; Luiz Soares da Silva, de 38, natural de Lagoa de Velhos; e João Lima de Andrade, 48, natural de São Gonçalo do Amarante.
Com um deles, a equipe do Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) encontrou um simulacro, que é um objeto que simula ser uma arma de fogo. 
De acordo com o cabo Francisco Cléber, comandante do destacamento da PM na cidade, os três homens estavam bebendo na varanda da casa quando os criminosos chegaram. “Eles foram rendidos e baleados com tiros de espingarda calibre 12 e também de revólver”, contou. 
Ainda segundo o cabo, o caseiro que sobreviveu contou que ouviu o barulho do carro chegando, mas antes mesmo que pudesse sair de dentro da casa para ver quem estava chegando, os bandidos começaram a atirar.
Após os disparos, os criminosos fugiram em disparada. A PM foi chamada e fez buscas pela região, mas não encontrou nenhum suspeito. 
 *Fonte: G1/RN
Postado em 16 de março de 2019 - 17:25h

0 comentário

Fevereiro tem chuvas 31% maiores que o esperado no RN; previsão é de continuidade

Em fevereiro, o Rio Grande do Norte registrou percentual de chuvas 31,8% acima do esperado para o mês, segundo a Empresa de Pesquisa Agropecuária (Emparn). 

Além de março também ter começado com uma sequência de chuvas, expectativa dos meteorologistas é a continuidade do bom período nos próximos dias. No mês passado, o acumulado de chuvas chegou a 118,5 milímetros, quando o esperado era de 92,9 mm. 

A maior diferença foi sentida na região Agreste, que registrou 116,4 mm, quando o normal para o período são 69,6 mm – aumento de 67,2%. 

De acordo com a Emparn, as chuvas ocorridas em fevereiro foram provocadas pela atuação do sistema meteorológico Vórtice Ciclônico de Ar Superior, juntamente com a Zona de Convergência Intertropical. 

Observou-se uma melhor distribuição espacial e temporal das chuvas em relação ao mês anterior, quando observou-se falta de chuva nas regiões Leste e Agreste. Os maiores índices pluviométricos médios foram observados na Região do Agreste, seguido pelo Litoral Leste e somente um pequeno desvio percentual negativo médio foi observado na Mesorregião Oeste, mas muito próximo da normalidade”, considerou a empresa. 

Previsão 
Ainda de acordo com a Emparn, as atuais condições oceânicas e atmosféricas mostram a presença do fenômeno El Niño fraco a moderado no Oceano Pacífico, e com tendência de apresentar uma diminuição na sua intensidade nos próximos meses. 

Esse comportamento, de acordo com a empresa, é favorável à ocorrência de chuvas na região Nordeste para o período de fevereiro a maio de 2019. 

Para o restante de março, as previsões indicam que as chuvas deverão continuar a ocorrendo com uma melhor distribuição espacial, pois a Zona de Convergência Intertropical deverá atua com mais frequência e eficiência”. 

Para os próximos dias, a previsão é de boa concentração de chuvas sobre o Nordeste Brasileiro, atingindo o Estado do Rio Grande do Norte, devido a presença do sistema meteorológico, Zona de Convergência Intertropical, sobre a região Nordeste do Brasil e com previsão de que ocorram chuvas acumuladas acima de 200mm para os próximos quinze dias. 
 *Fonte: G1 RN
Postado em 15 de março de 2019 - 23:18h

0 comentário

Cerro Corá: Vereadores Emanuel e Rodolfo conseguem emenda parlamentar para a saúde

Os vereadores de Cerro Corá, Rodolfo Guedes (PSDB) e Emanuel Gomes (MDB), comemoram a conquista de uma emenda parlamentar destinada pelo ex-deputado federal Rogerio Marinho, no valor de 100 mil reais. 

A referida emenda será destinada a saúde do município, onde na ocasião servirá para realizar um sonho antigo da população, que é a aquisição de um gerador de energia para a unidade mista Clotilde Santina. 

Emanuel e Rodolfo, estiveram reunidos nesta quinta-feira (14) com a prefeita do município Graça Oliveira, para discutir o investimento da emenda na área da saúde.
Postado em 15 de março de 2019 - 23:00h

0 comentário

MC Guimê é preso por porte de drogas em São Paulo

Esta é a segunda vez que o funkeiro é detido pela polícia por porte de drogas

MC Guimê, funkeiro bombado no Brasil, foi detido na Penha, zona leste, em São Paulo, por porte de drogas. Esta é a segunda vez que o marido da cantora Lexa é pego pela polícia.

Na primeira, em maio de 2016, o cantor foi detido com 400 gramas de maconha na região Metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais. Na época, Guimê alegou que a droga pertencia a ele e a dois amigos.


*Fonte: SBT
Postado em 15 de março de 2019 - 21:25h

0 comentário

Confira como se encontra o antigo aeroporto Augusto Severo, em Parnamirim

O Aeroporto Augusto Severo, no município de Parnamirim, foi desativado para voos comerciais no fim de maio de 2014 ,e entregue à Força Aérea Brasileira (FAB). 
As operações comerciais foram transferidas para o Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves, no município de São Gonçalo do Amarante.

 

Até hoje, o cidadão potiguar e muitos turistas pelo país e do mundo reclamam da desativação do local, que fica muito próxima da capital potiguar.
*BG
Postado em 15 de março de 2019 - 19:10h

0 comentário

‘Não dá mais para entrar na escola’, diz ferido com machado

Ferido com um machado na clavícula direita enquanto tentava escapar do ataque na Escola Estadual Raul Brasil, o estudante José Vitor Ramos Lemos, de 18 anos, disse não pensar em voltar para a escola em que estudava. “Não dá mais para entrar lá. São muitas coisas que eu passei, foi muito traumático”, contou. 
Ele afirmou que, no momento do ataque, estava a caminho do refeitório, com a namorada, quando de repente ouviu os barulhos. “Eu pensava que era bombinha. Mas depois que foram várias seguidas, eu percebi que eram tiros”.

 

Quando se deu conta do que estava acontecendo, o atirador veio em sua direção. “Estava nítido que era um caso de terrorismo, que não tinha mais jeito.” Ele correu para a parte de trás da escola e acabou perdendo a namorada de vista. “Fui até a única saída que estava aberta e encontrei o outro com o machado na mão. Foi quando tentei passar da porta e ele acertou o machado em mim”, relatou. 
O estudante foi submetido a uma cirurgia no mesmo dia. Segundo ele, os médicos ainda não deram previsão de alta, mas o quadro é estável. Vitor afirmou que se deu conta da dimensão do ocorrido apenas depois de a tragédia completar um dia. “Agora está começando a cair minha ficha. Mais um centímetro para baixo pegava no meu pulmão e era capaz de morrer.”

 

Atirador

 

Vitor afirmou conhecer os atiradores, pois estes moravam em um bairro próximo do dele. Apesar de não ter intimidade com G.T.M., seu contemporâneo na escola, Vitor disse que “ele (G.T.M.) sempre foi mais reservado, na dele” e não era vítima de bullying. O aluno disse que o colégio tinha um clima tranquilo. 
Todo mundo é amigo de todo mundo, ninguém tem rixa. Principalmente com a tia que morreu (a inspetora Eliana Xavier). Era muito querida por nós”, contou. 
*MSN
Postado em 15 de março de 2019 - 18:55h

0 comentário

Professor entra armado com besta na Secretaria de Educação do Distrito Federal e é detido

Um professor de música de 53 anos foi detido, nesta sexta-feira (15), após chegar armado ao prédio da Secretaria de Educação do Distrito Federal e pedir para falar com o responsável pela pasta, Rafael Parente.

 

A segurança do órgão agiu e o deteve. A Polícia Militar foi acionada e o homem, levado algemado. Em seguida, o prédio onde funciona a secretaria, no Setor Bancário Norte, foi isolado.

 

Informações da secrearia são de que o homem estava armado com um facão e uma besta, arma que lança flechas e também foi utilizada no ataque à Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano (SP), na última quarta-feira (12/3).

 

Segundo a Polícia Militar, o fato de o professor estar muito alterado e parte da besta ter sido vista fez com que os seguranças agissem e acionassem a corporação.

 

Professor afastado

 

O incidente foi confirmado por Parente por meio do Twitter. Em uma segunda mensagem, também na rede social, o secretário informou que o professor foi afastado por determinação do governador em exercício, Paco Britto. 
A Secretaria de Estado de Educação do DF emitiu nota. Leia: 
 “A Secretaria de Estado de Educação do DF informa que um professor, armado com uma faca e uma besta com cinco setas, entrou na Sede I do órgão, no Ed. Phenínia, Setor Bancário Norte, no final da manhã desta sexta-feira (15). Ele subiu até a assessoria do gabinete, no 12ª andar. Funcionários perceberam o cabo da besta para fora da mochila que ele carregava e acionaram a Polícia Militar. Dois policiais chegaram rapidamente e o renderam. O professor não chegou a utilizar as armas. A ocorrência foi registrada na 5ª Delegacia de Polícia.” 
*Correio Braziliense
Postado em 15 de março de 2019 - 18:43h

0 comentário

Atuação de falsos médicos no estado leva CREMERN buscar apoio da PF

A atuação de falsos médicos e de denúncias que caracterizam o exercício ilegal da medicina é uma preocupação constante do Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Norte – Cremern. Só este ano, três casos já foram contabilizados.

 

Nesta quinta-feira (14), o presidente do Cremern, Marcos Lima de Freitas e o assessor jurídico, Klevelando Santos, estiveram na superintendência da Polícia Federal, em Natal, para uma reunião com o delegado regional de investigação da PF, Agostinho Cascardo, e o corregedor regional da PF no RN, Alexandre Pauli. Por ser uma instituição federal, o Cremern conta com o apoio da Polícia Federal para coibir a atuação de falsos médicos, desde que a documentação falsa seja entregue no Conselho.

 

A maioria das denúncias de falso médico e de exercício ilegal não envolve a participação direta de um médico com registro no CRM. Por isso, quando chegam ao conhecimento do Cremern, são encaminhadas ao Ministério Público Estadual que é a instância competente para tomar as providências legais cabíveis.
O Cremern acredita que o problema possa ser ainda maior, pois muitos casos de exercício ilegal nem sequer são registrados. Outros são encaminhados à Polícia, geram Boletim de Ocorrência, mas não chegam ao conhecimento do Conselho.

 

Os médicos diretores técnicos e diretores clínicos dos estabelecimentos de saúde devem manter atualizados junto ao Cremern os cadastros de médicos que trabalham na instituição. 
Atualmente, no site do Cremern (www.cremern.org.br), já é possível a qualquer interessado verificar o nome e o CRM de todos os médicos registrados e em atividade no Estado do Rio Grande do Norte.
*BG
Postado em 15 de março de 2019 - 18:37h

0 comentário

Prefeitura realiza encontro com grupo de mulheres do CRAS

Nesta quarta e quinta (13 e 14 de março) a Prefeitura Municipal de Cerro Corá/RN, através da Secretaria de Assistência Social, realizou um encontro com o grupo de mulheres do CRAS. 
No encontro foi realizadas dinâmicas, exibição de documentários e ainda teve conversas muito bacana sobre a semana da mulher. 
#semanadamulher
#assistenciasocial
#CRAS
#cerrocoradagente
#MaisTrabalhoeDesenvolvimento

 

*ASCOM – PREFEITURA DE CERRO CORÁ/RN
Postado em 15 de março de 2019 - 17:53h

0 comentário

A HISTÓRIA: A noite de horror de Zaira Cruz

Delegado narra os últimos momentos da jovem morta em Caicó
A universitária Zaira Cruz, que teria feito 23 anos no último dia 11, há anos era amiga de Pedro Inácio Araújo de Maria, de 36. Moradores de Currais Novos, ela e o sargento da Polícia Militar “há alguns anos mantinham um relacionamento esporádico”, de acordo com Leonardo Germano, delegado da Polícia Civil que investiga a morte da jovem, ocorrida no dia 2 de março, em Caicó. 
O delegado tem convicção de que o sargento Pedro Inácio matou Zaira Cruz. Nesta sexta-feira, 15, o suspeito foi preso em cumprimento de um mandado de prisão preventiva expedido pela 3ª Vara da Comarca de Caicó. Além do homicídio, existe a suspeita de que o policial militar teria estuprado a vítima.
Currais Novos é perto de Caicó. Foi para lá que Zaira partiu para curtir um dos mais tradicionais carnavais do estado. “Ocasionalmente, se encontraram na sexta-feira à noite e decidiram ficar”, contou o delegado. Aquelas eram as últimas horas de vida da jovem que, neste ano, concluiria a faculdade de Engenharia Química. 
 O casal ficou junto durante a noite. “Ele deixou amigas da vítima em casa às 2h14 da madrugada”, contou o delegado. Os minutos seguintes foram de horror. “Há indicativos nos autos de que, precedeu ao homicídio, o estupro”, afirmou Leonardo Germano. O investigador até acrescentou “que ela estava no ciclo menstrual”.  
O exame que pode comprovar o crime sexual ainda não foi concluído pelo Instituto Técnico-Científico de Perícia, o Itep.

 

Na sequência, Zaira foi assassinada. “O laudo do Itep mostrou que ela morreu por asfixia mecânica (estrangulamento)”, ressaltou o delegado. “Possivelmente, um Mata-Leão ou uma Gravata”, concluiu sobre qual golpe foi utilizado pelo assassino. 3h18 do sábado de Carnaval: De acordo com a Polícia Civil, Pedro Inácio chega a La-Bodeguita, prédio onde ele estava hospedado com amigos. Imagens de câmeras de segurança comprovariam a chegada. O sargento da PM demora a descer do carro. “Passou cerca de 10 minutos para entrar no imóvel”, diz Leonardo Germano. Zaira chegou morta ao local onde foi encontrada.

 

Amanhece o dia. Diante dos amigos, na versão policial, Pedro Inácio finge procurar a jovem. “Ele se aproximou do veículo e manifestou que ela não estava acordada”. Por volta das 9h, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e constatou a morte.

 

Para a polícia, diante da acusação, Pedro Inácio “alegou o direito de permanecer em silêncio”, afirmou o delegado.
Postado em 15 de março de 2019 - 17:08h

0 comentário

Polícia não descarta que Zaira tenha sido morta antes de chegar em sede de bloco

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte não descarta que o policial tenha matado a estudante Zaira Cruz antes de adentrar o local, sede do bloco do qual fazia parte, no prédio do antigo La Bodeguita, no centro de Caicó. 
No local tido como de crime, assim podemos mensurar após a declaração oficial da polícia de que o PM é realmente responsável pela morte de Zaira, o corpo da jovem apresentava sinais visíveis de que foi assassinada. 
“A gente acredita na prática do homicídio. Sobre o Laudo, não me cabe comentar”, ressalta a autoridade policial que cuida do caso. O veículo do policial foi submetido à perícia, e continua à disposição da justiça. 
*Fonte: Jair Sampaio
Postado em 15 de março de 2019 - 16:45h

0 comentário

Suspeito matou Zaira com estrangulamento após carona a amigas, diz delegado

A Polícia Civil de Caicó, através do delegado Leonardo Germano informou que o sargento da PM Pedro Inácio preso na manhã desta sexta-feira (15) na cidade de Currais Novos, por ser o principal suspeito da morte da estudante universitária Zaira dos Santos Cruz, de 22 anos, encontrada morta dentro de um carro na manhã do último da 2, em Caicó, região Seridó do Estado, durante o Carnaval. De acordo com o delegado, a Polícia acredita que a jovem foi morta em outro local, e não no ponto onde o carro em que ela estava morta foi encontrado. 

Zaira Cruz foi encontrada morta no dia 2 de março, no Carnaval de Caicó, dentro de um veículo no interior da sede de um bloco. Segundo ele, inicialmente não havia indícios de violência flagrante no corpo da jovem. O dono do carro em que ela estava, e que foi preso, tinha informado que ela havia ficado no carro, quando ele retornou para dentro da sede do bloco. A causa da morte era desconhecida até que o laudo confirmou a asfixia mecânica. 

Segundo o delegado, a investigação mostrou que a morte ocorreu através de estrangulamento por golpe conhecido como “mata leão” ou “gravata”. Durante a investigação, dezenas de testemunhas foram ouvidas e a equipe de criminalística da Polícia Civil fez a apuração para entender a cronologia do crime e chegar aos suspeitos, o que aconteceu através do recolhimento de imagens de segurança. 

De acordo como delegado Leonardo Germano, câmeras registraram a presença do sargento Pedro Inácio no local onde foi encontrado o corpo da jovem horas depois. “A gente tem imagens de câmera de segurança que mostram que PM adentrou o imóvel em que estava hospedado, conhecido como La Bodeguita, por volta das 3h18, quando passou alguns minutos na frente do local para poder entrar, cerca de dez minutos. Adentrou o imóvel por volta de 3h28 da manhã. Acreditamos que homicídio ocorreu não no local, mas fora, devido à dinâmica e cronologia apurada na investigação”, disse o delegado.

Ainda de acordo com o delegado, o suspeito teria dado carona a amigas da vítima por volta das 2h14, antes de ficar só com ela. A Polícia acredita que o homicídio tenha entre esse momento e as 3h18, que foi a a hora em que o sargento da PM foi visto pelas câmeras de segurança. 

Segundo a Polícia, há indícios também que, antes de estrangulá-la, o suspeito teria cometido violência sexual contra a vítima. No entanto, um laudo pericial do Itep sobre essa informação está sendo aguardado. Caso seja confirmado, o PM será indiciado também pelo crime de estupro. A Polícia está à espera de um laudo conclusivo.

Exame: 
Preso na manhã dessa sexta-feira (15) na cidade de Currais Novos, o policial militar suspeito de ter participado da morte da jovem Zaira Cruz, de 22 anos, foi levado ao Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep), em Natal, para o exame de corpo de delito. 

O sargento da PM Pedro Inácio chegou em uma viatura da Polícia Militar, e foi escoltado para dentro do Instituto às pressas pelos outros policiais, . Momentos após a entrada do suspeito no Itep-RN, que usava uma balaclava, a viatura da PM que fazia a escolta entrou no pátio interno do Instituto, para evitar que a imagem fosse captada também no momento da saída. A imagem feita pela TRIBUNA DO NORTE, de dentro do pátio interno, mostra um Policial Militar que fez a escolta do suspeito pedindo a abertura do portão do pátio para que eles saíssem. 

Normalmente, as pessoas supostamente envolvidas em crimes são conduzidas ao Itep para a realização de exames e desembarcam da viatura na rua principal de acesso ao Instituto, entrando pela porta da frente acompanhadas de escolta policial. No caso do sargento suspeito de ter participado do homicídio de Zaira. A condução também costuma ser feita pela Polícia Civil. No caso de crimes cometidos por operadores de segurança, no entanto, a própria corporação da qual o suspeito faz parte costuma fazer a escola, de acordo com a assessoria de comunicação da Polícia Civil. 

O suspeito está detido em cumprimento a mandado de prisão preventiva e ficará custodiado no quartel do Comando Geral da PM. 
 *Por Tribuna do Norte
Postado em 15 de março de 2019 - 15:23h

0 comentário

Cerro Corá: Prefeita se reúne com vereadores para discutir destinação de recursos de emenda parlamentar

Prefeita Graça Oliveira recebeu na manhã desta quinta-feira (14) os vereadores de Cerro Corá Rodolfo Guedes e Emanuel Gomes.
O encontro, que também reuniu o gerente de projetos Tadeu e a secretária de saúde Célia Guimarães, foi para discussão da emenda parlamentar de 100 mil reais, destinada pelo ex-deputado Rogério Marinho. 

O recurso será utilizado da seguinte forma:
68 mil será destinado à compra de um gerador para Unidade Básica de Saúde Dr. Mariano Coelho. O equipamento também vai dar suporte ao hospital e maternidade do município.
Já o restante do recurso será investido em outros equipamentos também da mesma área. 

A prefeita Graça Oliveira agradece a emenda parlamentar de 100 mil reais, destinada pelo ex-deputado Rogério Marinho. 

 #emendaparlamentar
#saude
#maissaude
#investimento
#cuidado da nossa gente
#selounicef 

 *ASCOM – PREFEITURA DE CERRO CORÁ/RN
Postado em 15 de março de 2019 - 11:21h

0 comentário

Caso Zaira: Policia prende policial suspeito de ter assassinado a jovem curraisnovense

A Polícia Civil cumpriu nas primeiras horas da manhã de hoje (15/03) mandado de prisão em desfavor do Cabo da Polícia Militar, Pedro Inácio, suspeito de participar da morte da universitária Zaira Cruz, que foi encontrada morta dentro de seu veículo no sábado de carnaval em Caicó.
Pedro já havia prestado dois depoimentos e nega qualquer participação no crime, ele estava na residência com outros 10 homens e deixou a jovem dormindo em seu veículo. O mesmo alega que tinha bebido muito, motivo pelo o qual, não foi deixá-la na residência onde ela estava hospedada.
As investigações continuam sob sigilo e a Polícia Civil dará uma entrevista, ainda no dia de hoje, sobre o caso.
*Fonte: CN Policia
Postado em 15 de março de 2019 - 9:53h

0 comentário

Encontro reúne equipe do SENAR e secretaria municipal de agricultura

O encontro, que reuniu a equipe do SENAR e representantes da Secretaria de Agricultura, teve o objetivo de apresentar a nova metodologia de assistência técnica do órgão. 

Produtores da área de fruticultura [cultura de árvores frutíferas, de pomares] do município, o Secretário de agricultura e finanças Adevaldo Oliveira, além de produtores rurais também participaram da reunião. 

 #metodologiadeassistencia
#produtoresrurais
#EMATER
#SENAR
#cerrocoradagente
#MaisTrabalhoeDesenvolvimento 

 *ASCOM – PREFEITURA DE CERRO CORÁ/RN
Postado em 14 de março de 2019 - 21:16h

0 comentário

Prefeita de Cerro Corá esteve no DER em busca do recapeamento do asfalto Cerro Corá/Bodó

Na manhã desta última terça-feira (12) a prefeita Graça Oliveira esteve no DER para uma reunião com o diretor administrativo Adriano Hélder e o chefe do distrito de rodovias Wellington.
No encontro foi solicitado o recapeamento do asfalto na estrada que liga os municípios de Cerro Corá e Bodó. 

O serviço deve começar no bairro Tancredo Neves até o outro município.
O pedido irá beneficiar pedestres e motoristas e tem o objetivo de evitar acidentes e dar fluidez ao trânsito.
Postado em 14 de março de 2019 - 21:09h

0 comentário

Obsessão por game, abandono dos pais e bullying marcaram vida de atirador

No cômodo de paredes sem acabamento, o aparelho de televisão que domina o pequeno ambiente exibe os retratos de Guilherme Taucci Monteiro, 17, e de Luiz Henrique de Castro, 25, sobre uma tarja onde se lê: “Assassinos mataram oito em escola de Suzano”.
Diante da tela, Tatiana Taucci, 35, esfrega as mãos, agitada, antes de levá-las ao rosto. “Como é que pode meu filho ser chamado de assassino, meu Deus? Isso é chocante”, lamenta. Segundos depois, ela mesma conclui: “Mas do que é que vão chamar ele se matou toda essa gente na escola?”.
Guilherme e Luiz invadiram a Escola Estadual Professor Raul Brasil, onde estudaram, na manhã desta quarta-feira (13), e abriram fogo contra coordenadora pedagógica, inspetora e alunos, matando sete pessoas e ferindo outras onze.
No caminho até o colégio, Guilherme parou na loja do tio, Jorge Antônio Moraes, irmão de sua mãe, onde já havia trabalhado, e atirou contra ele. O tio morreu no hospital.
“Cheguei na escola gritando pelo meu filho, dizendo que tinham machucado ele. Quando me contaram o que tinha acontecido, meu mundo caiu”, diz.
“Perdi meu filho e meu irmão. Não dá nem pra acreditar… Minha vida acabou”, diz ela, sentada na cadeira em que, conta, Guilherme passava as madrugadas jogando no computador.
“Ele tinha internet, TV a cabo, tinha tudo. E o bobão faz isso?”, revolta-se. “Estou com muita raiva, de tudo.”

A família diz nunca ter desconfiado de que Guilherme pudesse ter algum tipo de comportamento violento. “Nosso relacionamento até que não era ruim. Mas a gente quase não conversava”, revela a mãe.

“A única coisa é que ele era pirado nesse bagulho de jogo de computador. Ele ficava paranoico e gritava para a tela: vou te matar, vou te matar!
Desempregada há dois anos e mãe de outras quatro crianças, duas das quais moram na mesma casa onde Guilherme vivia, Tatiana batalha contra uma dependência química de longa data, que a leva a passar boa parte do tempo nas ruas.
Fruto de um relacionamento breve entre Tatiana e Rogério Machado Monteiro, Guilherme foi criado pelos avós, Benedito Luiz Cardoso e Arlete Taucci, numa casa de tijolo aparente, entulhada de móveis e objetos, no bairro Jardim Imperador.
“O pai e a mãe não estavam muito aí pra ele, sabe?”, diz o avô, antes de ser repreendido pela filha. “Agora a culpa é minha? Culpa é sua, que criou ele”.
Com a morte da avó, quatro meses atrás, Guilherme passou a dar sinais de tristeza permanente. “Acho que ele ficou deprimido”, arrisca a tia.
O quarto de Guilherme fica nos fundos da casa, atravessando a lavanderia onde se acumulam roupas, jornais, latas, baldes, ripas de madeira, bicicletas de criança e uma gaiola com um pequeno pássaro.
Ao sair pela manhã para o atentado, Guilherme deixou no chão, ao lado do beliche onde dormia, uma foto queimada, que a mãe reconheceu como sendo sua com o pai do adolescente.
Do chão, a mãe recolhe uma sacola em que encontra mais de cinco caixas vazias de Bis de chocolate branco. “Ele tinha problemas de acne. Também, comendo chocolate desse jeito”, diz ela, como se falasse consigo mesma.
Segundo Tatiana, Guilherme abandonou a escola no ano passado, a um ano de concluir o ensino médio, porque dizia não aguentar mais ser “zoado por causa das espinhas do rosto”.
O avô pagou um tratamento para o neto, e sua pele “melhorou muito”. “Ontem mesmo, quando ele chegou da rua de noite, eu esquentei o jantar pra ele. Estava tudo bem”, lembra o avô, com a voz embargada. Guilherme comeu arroz, feijão e hambúrguer. “Ele adorava hambúrguer.”
Na mesma calçada da casa do adolescente, poucos metros depois, vivia Luiz Henrique, com os pais e irmãos. Eles moravam nos fundos da casa do avô, uma construção térrea de pintura alegre e jardim cuidado.
Luiz Henrique havia acabado de começar a trabalhar com o pai, que atua no ramo da jardinagem.

O avô, de 85 anos, teve de ser sedado quando soube que o neto havia protagonizado um massacre. “Ninguém consegue acreditar”, comentou um amigo da família, que preferiu não se identificar.

Guilherme e Luiz se conheceram na infância e, desde então, andavam sempre juntos.
“Eram meninos normais. Falavam bom dia, boa tarde, boa noite. Não usavam drogas”, conta o motorista Cássio Nogueira, 39, vizinho que os viu crescer. “Nunca percebi nenhum traço que indicasse que esse tipo de comportamento poderia ocorrer. Estamos todos ainda em choque.”
Os programas da dupla dos últimos tempos eram passeios pelo shopping e visitas regulares à LAN house do bairro, onde costumavam jogar video-games de tiros.
“Por aqui passam cerca de cem pessoas por dia, e quase todos jogam games de tiros. Se isso determinasse alguma coisa, todas essas pessoas seriam assassinas”, pondera Tatiane Motta, 27, que trabalhou até mês passado como atendente da LAN house frequentada pela dupla.
Ela conta que Guilherme e Luiz jogavam videogames no espaço ao menos três vezes por semana. Eram conhecidos por serem fechados, seletivos e xingarem muito e em voz alta durante as partidas.
Um dia, a atendente percebeu um pingente com a suástica nazista no pescoço de um deles. “Levei um susto”, diz. Os clientes passaram a ser vistos com cautela.
A mãe e o avô de Guilherme dizem nunca terem visto o menino ostentar esse tipo de símbolo.
A tia e vizinha Karina Mendes, 27, diz que está com medo de represálias. “A gente entra nas redes sociais e só vê gente xingando eles e dizendo que a culpa é da família, que temos todos de morrer também”, afirma. “Eu entendo a revolta das pessoas, mas não podemos pagar por aquilo que não fizemos. Estamos todos sofrendo, mas estamos com muito medo também.”
*FOLHAPRESS
Postado em 14 de março de 2019 - 11:17h

0 comentário

Massacre de Suzano revela culto às armas e estado de barbárie, dizem especialistas

Especialistas ouvidos pelo GLOBO avaliam que o ataque à Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, exige reflexões sobre violência que vão além de facilitar ou dificultar o acesso a armas de fogo. Com os atiradores Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, de 25 anos, foram encontrados itens variados, como um revólver calibre .38 com numeração raspada, machados, equipamento para preparar coquetéis molotov e uma balestra — misto de espingarda com arco e flecha.
A origem dos armamentos ainda não foi totalmente esclarecida. Paulo Storani, antropólogo e ex-capitão do Bope, alerta que a conduta dos criminosos traz à tona um “estado de barbárie”.
— É uma tolice, neste momento, discutir a ferramenta utilizada antes de investigar a motivação por trás daquilo. Chamou a minha atenção o segundo rapaz, que entra com o machado e desfere golpes em pessoas que já estavam mortas. É um nível de selvageria inexplicável — afirmou Storani. — O problema é muito mais grave do que armar ou não a população. Estamos falando de um ambiente de falta de respeito à vida do outro.
O antropólogo classificou como “ideológica” a discussão sobre o impacto do acesso a armas de fogo no caso de quarta-feira. Após a tragédia, defensores do desarmamento criticaram a facilidade na posse de armas, ampliada por um decreto do presidente Jair Bolsonaro em janeiro. Já o senador Major Olímpio (PSL-SP), aliado de Bolsonaro, argumentou que os funcionários da escola teriam condições de reagir e encurtar a ação dos criminosos se estivessem armados. Para Storani, a rápida chegada da Polícia Militar — acionada primeiro por conta do tiroteio na concessionária de carros do tio de Guilherme, que também faleceu — foi o que evitou uma ação ainda mais brutal por parte dos criminosos.
José Ricardo Bandeira, presidente do Instituto de Criminalística e Ciências Policiais da América Latina (Inscrim), ressaltou que é preciso investigar como os atiradores tiveram acesso às armas. Na avaliação de Bandeiram, revólveres calibre .38 são comuns no mercado ilegal, muitas vezes desviados de empresas de segurança privada. O especialista também chamou atenção para os outros itens no arsenal carregado por Guilherme e Luiz Henrique.
— Arco e flecha e machado são equipamentos que você encontra em lojas esportivas ou na internet. E isso, quando cai em mãos erradas, causa problemas — pontuou Bandeira. — Caberia a cada estado uma legislação que restringisse esses artefatos. Como foi feito no Rio, por exemplo, que proibiu porte de arma branca com lâmina acima de 10cm.
A antropóloga Alba Zaluar afirma que o acesso a armas “tem que ser discutido de forma mais séria”. Para a especialista, pior do que a facilidade de acesso é a valorização do uso de armamentos como forma de resolução de conflitos. Zaluar criticou ainda retóricas políticas que, na sua avaliação, contribuem para gerar um clima mais bélico.
— Há um contexto político, um discurso que alimenta conflitos, o uso da violência. Tudo isso contribui para esse clima — afirmou.
*O GLOBO
Postado em 14 de março de 2019 - 10:53h

0 comentário

Caicó: Micro-ônibus usado para transporte de estudantes da Zona Rural é incendiado

Os bandidos que dinamitaram os dois Carros-fortes na RN-188, próximo a Caicó, fato registrado no fim da tarde dessa quarta-feira, também incendiaram um micro-ônibus usado para o transporte de alunos da Zona Rural de Caicó. 

O motorista disse que estava sozinho no veículo quando o bando o interceptou e o obrigaram a pará-lo atravessado sobre uma ponte que liga Caicó a São João.

Para a passagem dos policiais, moradores abriram uma estrada carroçável. 

*Blog Jair Sampaio
Postado em 14 de março de 2019 - 10:21h

0 comentário

Bandidos usam caminhões para bloquear estrada e explodem dois carros fortes entre Caicó e São João do Sabugi

Uma quadrilha explodiu dois carros-fortes na estrada RN-188 entre os municípios de Caicó e São João do Sabugi na tarde dessa quarta feira, 13 de março. O crime foi registrado por volta das 17 horas de hoje. 

Os bandidos bloquearam a estrada em pelo menos três diferentes pontos para que ia de Caicó para São João do Sabugi, da mesma forma fizeram para bloquear quem saía de São João para a cidade de Caicó. 

O blog Jair Sampaio esteve in-loco e conversou com dois motoristas que viram os criminosos de perto. Eles disseram que eram pelo menos 10 homens. Um Segurança de Carro Forte disse ter visto um fuzil. 

Os bandidos usaram dinamites para explodir os dois veículos. Um dos Seguranças que conversou com o blog disse também que a ação foi muito rápida e não teve feridos. A Prossegur já foi informada do crime.
Postado em 13 de março de 2019 - 22:43h

0 comentário

Ataque a escola: Polícia divulga nome dos assassinos de Suzano

Os autores do crime chegaram à escola em um carro branco,
que foi alugado por um dos assassinos.

 Eles entraram pela
porta da escola, que estava aberta”Eles ingressaram na escola, atiraram na
coordenadora pedagógica, atiraram numa outra funcionária. Estava na hora do
lanche, eles se dirigiram ao pátio, atiraram em mais quatro alunos do ensino
médio. Nesse horário, só havia alunos do ensino médio, e [os autores do ataque]
dirigiram-se ao centro de línguas. Os alunos do centro de línguas se fecharam
na sala com a professora e eles [criminosos] se suicidaram no corredor”,
disse o coronel Marcelo Salles, comandante-geral da PM.

O coronel Salles afirmou que, antes de entrar na escola, os
criminosos balearam um homem em um lava-rápido próximo à escola. Mais tarde, a
polícia confirmou que o homem, Jorge Antonio de Moraes, foi baleado pelo
sobrinho, Guilherme Taucci, em seu escritório, dentro da loja de automóveis
Jorginho Veículos.
Jorge foi levado ferido ao Hospital das Clínicas, onde era
submetido a uma cirurgia. A motivação do crime ainda é incerta. Segundo
testemunhas, o tio teve uma discussão com o sobrinho um dia antes.

 Arsenal
Dentro da escola, a polícia encontrou um revólver 38, quatro
jet luders, que são plástico para recarregamento de arma, uma besta (um tipo de
arco e flecha que dispara na horizontal), um arco e flecha tradicional e
garrafas que aparentam ser coquetéis molotov. Guilherme, um dos autores do
ataque, tinha uma espécie de machado na cintura.

 Há ainda uma mala com
fios. O esquadrão antibombas foi chamado, mas a polícia ainda não informou se
havia material explosivo no local
A polícia divulgou os nomes dos assassinos que mataram 8
pessoas, sendo 4 adolescentes, na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, na
Região Metropolitana de São Paulo.

 São eles: Guilherme
Taucci Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, de 25 anos. Os dois
cometeram suicídio em seguida. Castro completaria 26 anos no próximo sábado.
 O ataque ocorreu por
volta das 9h30 desta quarta-feira (13). Quatro dos mortos no local são alunos
do ensino médio. Outros dois adolescentes foram socorridos, mas morreram no
hospital. Duas das vítimas são funcionárias da escola.

 Resumo
Os assassinos chegaram à escola alvo do ataque em um carro
alugado
Ataque a escola em Suzano, na Região Metropolitana de São
Paulo, deixou oito pessoas mortas;
 As vítimas ainda não
foram identificadas
Os autores do crime são Guilherme Taucci Monteiro, de 17
anos, e Henrique de Castro, de 25 anos
23 pessoas foram levadas a hospitais. Entre elas, há feridos
e outras que passaram mal após o ataque

Ainda não se sabe o motivo do ataque e o vínculo dos autores
com a escolaUma testemunha disse que viu um deles com arma de fogo e outro, com
uma faca.

A PM encontrou no local um revólver 38, uma besta (um
artefato com arco e flecha), objetos que parecem ser coquetéis molotov e uma
mala com fios
Antes de os autores do ataque entrarem na escola, um dos
assassinos, Guilherme, baleou o próprio tio dentro de uma loja.

Os dois assassinos se mataram.

*Fonte: G1
Postado em 13 de março de 2019 - 21:27h

0 comentário

“Dinheiro é do povo”, diz Fátima sobre R$ 7 bilhões da dívida ativa do RN

Ao participar na manhã desta quarta-feira, 13, do seminário
“Cobrança da dívida ativa do RN: perspectiva e ações de potencialização”,
promovido pelo Sindicato dos Auditores Fiscais (Sindifern), a governadora
Fátima Bezerra destacou a importância do evento para o Rio Grande do Norte.

 “Parabenizo o
Sindicato por esta iniciativa de reunir os Poderes para tratar de um tema tão
importante. A dívida ativa, que tem origem em impostos sonegados, são recursos
que pertencem à população”, afirmou.

Fátima Bezerra acrescentou que recuperar os recursos da
dívida ativa “é fundamental para o equilíbrio financeiro do Estado. Precisamos
de um conjunto de medidas, precisamos aperfeiçoar os instrumentos de combate à
sonegação olhando para futuro, mas também para o passado”, afirmou.
Em seguida a chefe do Executivo ressaltou a importância do
Poder Judiciário neste processo.

A governadora reforçou que recuperar os recursos sonegados é
uma obrigação do poder público e um ato de justiça: “O Rio Grande do Norte está
em estado de calamidade financeira. Enfrentamos a maior crise fiscal da
história e quem mais sofre com isso é a população e o servidor. Hoje o Estado é
financiado pelo servidor do Executivo, que está com três folhas de salários em
atraso, e pelos fornecedores.

 Ela ainda informou
outras medidas que estão sendo tomadas pelo Governo para quitar as folhas
salariais em atraso e equilibrar as finanças, como a redução das despesas de
custeio, antecipação dos royalties do petróleo, venda da operacionalização da
folha a instituição bancária oficial ou privada e a negociação junto ao Governo
Federal para disponibilização de linha de financiamento aos Estados que possuem
pequenas dívidas com instituições financeiras e que hoje não são atendidos
pelos programas existentes, como é o caso do Rio Grande do Norte e outros oito
estados. “A hora é agora. A hora de todos somarem esforços pela recuperação da
dívida ativa do Estado”, encerrou a governadora.

 O presidente do
Sindifern, Fernando Freitas, também destacou a importância de o Governo do
Estado recuperar a dívida ativa. “São R$ 7 bilhões que deixaram de entrar na
conta do Estado e que contribuem fortemente para a crise financeira. O que
podemos fazer para recuperar isso? Este é o objetivo deste seminário”, afirmou
Freitas. O auditor sugeriu, ainda, que o Comitê Interinstitucional para
Recuperação da Dívida Ativa – CIRA passe a ter servidores de carreira cedidos
para encaminhar as medidas necessárias.

 O evento contou com a
participação do vice-governador Antenor Roberto, do secretário adjunto de
Tributação do Estado, Manoel Messias, procuradores do Estado, José Duarte
Santana e Francisco Wilkie, procurador geral de Justiça, Eudo Leite e do
deputado estadual Francisco Medeiros, representando a Assembleia Legislativa.
*Fonte: AgoraRN
Postado em 13 de março de 2019 - 21:19h

0 comentário