O Comunicador

Rafael renova compromissos com a cultura em encontro com artistas e produtores

O candidato a senador Rafael Motta (PSB) renovou seu compromisso com a cultura em encontro realizado nesta segunda-feira (19) com artistas, produtores culturais e escritores de várias gerações. Foi um momento para troca de ideias e debate sobre como fomentar a produção artística do Rio Grande do Norte por meio de ações no Senado para viabilizar leis e projetos que facilitem a situação dos artistas e da cadeia cultural.

O grupo conversou sobre o Fundo de Cultura, leis de isenção fiscal, repasse direto de recursos aos artistas, cadastros culturais e criação de um setorial de cultura no PSB. Rafael ouviu as reclamações, ideias e propostas dos artistas e se comprometeu a defender essas pautas no Senado. 

Estiveram presentes, dentre outros, o escritor e jornalista cultural Cefas Carvalho, o escritor Márcio Benjamin, a diretora, produtora e dramaturga Marcia Lhoss, a produtora cultural Débora Medeiros, do audiovisual, Ananda Carvalho e o produtor e livreiro Amaury Júnior. 

Recentemente, a atriz Titina Medeiros declarou o voto em Rafael em sua conta no twitter. Também o músico Allan Rastafeeling tem manifestado seu apoio à candidatura de Rafael a senador. “Eu confesso que era aquele cara que dizia ‘político que nada, política que nada’. Fui aprendendo e acabei descobrindo que, enquanto a gente desdenha dos políticos e da política, as pessoas que a gente não quer, os maus representantes se apossam do poder. Rafael se empenha, é assíduo, aguerrido, vejo como se joga para fazer e defender as causas de muitos. Ele foi um ótimo vereador, um deputado e como senador vai fazer a diferença como nunca”, afirmou Allan. 

Rafael tem uma postura clara de apoio à cultura que se manifesta nos seus posicionamentos em votações estratégicas na Câmara Federal. Ele votou à favor da Lei Paulo Gustavo que destinou quase R$ 4 bilhões ao Fundo Nacional de Cultura em razão da pandemia, da Lei Aldir Blanc, do Regime Especial de Tributação para Desenvolvimento da Atividade de Exibição Cinematográfica (RECINE) e também pela derrubada de todos os vetos de Bolsonaro a iniciativas de fomento à cultura brasileira.

*Crédito da imagem: Brunno Martins 

Postado em 21 de setembro de 2022 - 13:44h

0 comentário