O Comunicador

Fifa vai utilizar ‘impedimento semiautomático’ na Copa do Mundo no Qatar; Entenda como vai funcionar


Imagem: DIVULGAÇÃO/FIFA

A Fifa vai utilizar uma nova tecnologia que promete tornar a marcação de impedimentos mais rápida e eficiente na Copa do Mundo no Qatar, a partir de 21 de novembro. O anúncio foi feito na sexta-feira (1).

Chamado de “impedimentos semiautomáticos”, o mecanismo promete reduzir a checagem da posição dos jogadores. De acordo com a entidade, atualmente o VAR (árbitro de vídeo) leva, em média, 70 segundo na conferência dos lances. A nova tecnologia deve reduzir o tempo para 20 ou 25 segundos.

“É importante dizer que a decisão [sobre os impedimentos] continua sendo dos árbitros. Os árbitros não serão substituídos por robôs. Ou então quem estaria aqui explicando isso a vocês seria um engenheiro, e não eu”, disse o chefe do departamento de arbitragem da Fifa, Pierluigi Collina.

De acordo com o presidente da Fifa, Gianni Infantino, a tecnologia levou três anos para ficar pronta. “Essa tecnologia é o culminar de três anos de pesquisa e testes dedicados para fornecer o melhor para os times, jogadores e torcedores que irão para o Catar no final deste ano”, afirmou.

VEJA COMO O IMPEDIMENTO SEMIAUTOMÁTICO VAI FUNCIONAR

  • Todas as bolas que serão utilizadas no Mundial terão um sensor instalado no centro da esfera, que permitirá conferir em que momento houve o contato com o jogador que passa a bola;
  • Os estádios terão, no mínimo, 12 câmeras conectadas ao sistema que vai rastrear a posição de cada jogador em campo, além de localizar 29 possíveis pontos de contato do corpo com a bola;
  • Caso ocorra um lance irregular na partida, a sala do VAR (árbitro de vídeo) será avisada por uma luz que vai acender na cabine e um auxiliar ficará responsável para conferir somente este tipo de lance;
  • Após a checagem, o VAR fará a comunicação com o árbitro de campo;
  • Em vez das tradicionais linhas traçadas no campo, a nova tecnologia vai gerar uma animação em 3D, que promete ser mais fácil para a interpretação dos árbitros;
  • A animação também será exibida em tempo real no telão dos estádios e nas transmissões de TV, porém só devem aparecer após a interrupção do jogo;
  • A nova tecnologia só será utilizada quando o jogador em impedimento tocar a bola. Demais lances, como por causa de interferência no campo do goleiro, por exemplo, serão definidas pelo árbitro;

*FolhaPress

Postado em 2 de julho de 2022 - 12:01h

0 comentário