O Comunicador

Homem suspeito de ter matado suboficial da Marinha é preso em Mossoró

Vítima foi identificada como Ricardo Luiz dos Santos, de 57 anos — Foto: Arquivo da família

Vítima foi identificada como Ricardo Luiz dos Santos, de 57 anos — Foto: Arquivo da família

A Polícia Civil prendeu o segundo suspeito de ter matado um suboficial da reserva da marinha na madrugada do domingo (26), em Mossoró. A polícia também localizou a arma utilizada no crime.

A prisão ocorreu na residência do suspeito, no bairro Abolição III, em Mossoró. De acordo com informações da Polícia Civil, o suspeito foi identificado através de denúncias. No depoimento, o suspeito preferiu não se manifestar, mas a Polícia disse que tem provas suficientes que comprovam a participação dele no latrocínio.

“Não podemos afirmar que ele foi o autor direto dos disparos, mas ele participou do latrocínio e também foi autuado por receptação, pois havia duas televisões na casa dele , de origem de arrastões na cidade que foram reconhecidas por vítimas”, explicou o delegado Rafael Arraes, titular da DHPP.

Ainda na tarde de quarta, a Polícia Civil localizou a arma do crime. “Uma terceira pessoa estava guardando a arma e dois aparelhos celulares. Inclusive, os dois aparelhos, possivelmente, foram subtraídos da residência onde aconteceu o latrocínio”, confirmou Rafael Arraes.

João Paulo foi conduzido até a Delegacia de Furtos e Roubos (DEFUR) do município do Oeste, onde foi autuado em flagrante pela suspeita do crime de receptação.

Após lavrado o auto de prisão, foi conduzido ao Instituto Técnico-Científico de Perícia (ITEP/RN) e, em seguida, encaminhado ao sistema prisional, onde permanecerá à disposição da Justiça.

Crime

Ricardo Luiz dos Santos, de 57 anos, foi morto no último domingo (26). Ele era suboficial da Marinha do Brasil, morava em Natal, e estava em Mossoró para um encontro com familiares. O crime ocorreu após um assalto à casa onde Ricardo estava.

No mesmo dia, a Polícia conseguiu localizar o carro da vítima que foi levado pelos criminosos e prendeu um dos suspeitos.

A idosa que foi baleada no momento do crime continua internada em recuperação no Hospital Regional Tarcísio Maia e deve ser ouvida após receber alta.

*G1 RN

Postado em 30 de junho de 2022 - 13:23h

0 comentário