O Comunicador

Raio atinge árvore e casa na zona rural de Lagoa Nova, no RN

Raio atingiu árvore e destelhou parcialmente uma casa na zona rural de Lagoa Nova, no interior do RN — Foto: Cedida

Raio atingiu árvore e destelhou parcialmente uma casa na zona rural de Lagoa Nova, no interior do RN — Foto: Cedida

Um raio atingiu uma árvore e também parte de uma casa na zona rural da cidade de Lagoa Nova, na região Seridó, na noite dessa quinta-feira (13). Segundo os moradores, chovia e ventava forte no momento do acidente. Ninguém ficou ferido.

No momento do acidente havia duas pessoas na casa, localizada na zona rural do município. O raio caiu por volta das 18h20 e logo em seguida o imóvel ficou sem energia.

Flávia Letícia Elói contou que estava indo colocar os cachorros para dentro de casa, quando fechou o portão, escutou um barulho muito forte e viu o clarão. “Só deu tempo fechar os portões. Caiu no terreno da casa. depois disso o cachorro começou a ter uma convulsão. Eu levei uma espécie de choque no corpo, parecia que eu tinha perdido a audição. Eu fiquei desesperada”, contou Letícia.

Segundo ela, logo após o raio cair, a casa dela ficou sem energia elétrica. Na manhã desta sexta-feira (14) ela percebeu que alguns eletrodomésticos e as lâmpadas da casa haviam queimado.

Raio destelhou casa parcialmente e derrubou calha do imóvel no interior do RN — Foto: Cedida

Raio destelhou casa parcialmente e derrubou calha do imóvel no interior do RN — Foto: Cedida

Lagoa Nova foi um dos municípios que registram chuvas de granizo nessa quinta (13). O fenômeno também foi relatado por moradores das cidades de São José do Seridó, Jardim do Seridó, São Vicente e Acari, todas na região Seridó.

De acordo com o doutor em climatologia, professor da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa), José Espínola, as chuvas com incidência de granizo e raios, são características em regiões que registram altas temperaturas, sempre no início do período chuvoso.

“Quando nós temos temperaturas muito elevadas, as massas de ar se desenvolvem em grandes altitudes, formando principalmente as nuvens do tipo ‘cumulonimbus’. São as nuvens que causam as tempestades, as chuvas com ventos, com raios e com trovões”, explica o especialista.

Ainda de acordo com ele, as chuvas devem continuar nos próximos dias no Rio Grande do Norte.

*g1 RN

Postado em 14 de janeiro de 2022 - 13:19h

0 comentário