O Comunicador

Pescador passa 34h à deriva até ser resgatado no RN; ”Eu me pegava muito com Deus orando”

Foto: Reprodução / G1 RN

O pescador Manoel Freire, de 57 anos, viveu momentos de angústia, no último fim de semana. Ele saiu da casa dele para pescar, por volta das 21h, no mar de Areia Branca, na região da Costa Branca potiguar,.

Segundo o pescador, a embarcação a motor ficou sem combustível, parou de funcionar e virou em alto-mar. Em seguida ele ficou a deriva por 34 horas até chegar em uma praia e pedir ajuda.

Por sorte Manoel conseguiu boiar em uma quilha, peça que do barco que vai da proa à popa e fica na parte interior da embarcação. Ele relata que passou a noite inteira em cima da peça, sentiu medo e até pensou em pular da quilha, no entanto ficou com receio de sentir câimbras. ”Eu me pagava muito com Deus orando. Sei que graças a Deus, deu tudo certo! Estou aqui vivo, contando a história”, disse Manoel.

De acordo com o filho de Manoel, Nicássio Souza, os parentes tentaram falar com a capitania, porém informaram que tinham que esperar 24h para confirmar o desaparecimento.

RESGATE:

O pescador conseguiu chegar até a praia de Gado Bravo, em Tibau, por volta das 5h desta terça-feira (30). Ele pediu ajuda e conseguiu voltar para casa.

Manoel Freire chegou em casa chorando por volta das 7h e abraçou a esposa.

*BG

Postado em 1 de dezembro de 2021 - 20:59h

0 comentário