O Comunicador

Polícia prende “Cubano Agiota” em Caicó, acusado de mandar matar marceneiro em Patos (PB)

Policiais civis da Delegacia de Homicídios e Entorpecentes da cidade de Patos (PB), sob a coordenação do delegado Renato Leite, em ação integrada com a Polícia Civil do RN, cumpriu na cidade de Caicó (RN), na tarde de quarta-feira (10), mandado de prisão temporária em desfavor do estrangeiro J.E.V.G, conhecido pela alcunha de “Cubano Agiota” ou “Cubano”. O suspeito após identificado, foi recambiado para Patos, onde está à disposição da justiça paraibana.

Entenda o caso

Na segunda-feira, dia 08 de novembro, por volta de 20h, o marceneiro Ítalo Marcos Medeiros dos Santos, de 36 anos, foi alvejada com disparos de arma de fogo na frente da marcenaria que ele trabalhava, no bairro Monte Castelo em Patos.

O estrangeiro é suspeito de ter encomendado a morte do marceneiro em razão de uma dívida não paga. As investigações prosseguem a fim de elucidar completamente o caso.

Duas pessoas chegaram ao local do atentado em um veículo Corsa de cor prata e efetuaram vários disparos de arma de fogo, fugindo com rumo ignorado logo em seguida. A vítima foi atingida por dois tiros, sendo um na virilha e outro nas nádegas.

O marceneiro Ítalo Marcos, que residia em Caicó, contraiu dívidas com agiotas (um deles de outro país), fato que pode ter motivado o crime.

Uma equipe do SAMU foi acionada e socorreu a vítima ao Hospital Regional de Patos.

*Fonte: Sidney Silva

Postado em 12 de novembro de 2021 - 14:21h

0 comentário