O Comunicador

Walfredo Gurgel: Relato revoltante de filho conta que mãe morreu no hospital que estava sem maca, neurologista de plantão e só foi atendida 24h depois

Foto: Reprodução

Um novo relato revoltante a respeito do hospital Walfredo Gurgel. O filho de dona Zuleide Lucena, que faleceu no final do mês passado, informou que a mãe deu entrada com AVC isquêmico, no dia 25 de outubro pela manhã. A doença pode ser reversível caso tenha a atenção necessária para não evoluir ao AVC hemorrágico.

A pessoa relata que teve “que roubar uma maca de uma ambulância que estava parada na frente do Walfredo” porque, segundo ele, não tinha maca nem maqueiro e quem ajudou foi um vigilante de empresa terceirizada.

Em seguida, ela chegou consciente, orientada e foi atendida por um residente, mas como não tinha neurologista no hospital neste dia, só foi atendida por especialista 24 horas depois. O médico que atendeu colocou no portuária que faltava respirador para a paciente.

Como resultado, ela morreu.

Neste mesmo dia, 25 de outubro, foi relatado que solicitaram escala, já que a data não tinha neurologista em loco, mas foi negado. Então, foi solicitado prontuário completo com imagens.

Fotos: Cedida

Mais um triste caso da negligência que a saúde do RN tem passado.

*BG com informações do Blog de Gustavo Negreiros

Postado em 10 de novembro de 2021 - 14:10h

0 comentário