O Comunicador

Aeronáutica abre investigação para apurar queda de ultraleve que matou duas pessoas na Grande Natal

Ultraleve cai na Grande Natal — Foto: Reprodução

Ultraleve cai na Grande Natal — Foto: Reprodução

A Aeronáutica abriu investigação para apurar as causas do acidente com o ultraleve que matou duas pessoas no município de São José de Mipibu, na Grande Natal, no domingo passado (7). Um vídeo de uma câmera de segurança registrou o momento da queda.

A apuração do acidente vai ser feita por investigadores do Segundo Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA 2), localizado em Recife (PE). O órgão é o regional do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA).

De acordo com a nota da Aeronáutica, os investigadores “estão realizando a ação inicial da ocorrência envolvendo a aeronave de matrícula PU-CMO”.

“Na ação inicial os investigadores identificam indícios, fotografam cenas, retiram partes da aeronave para análise, ouvem relatos de testemunhas, reúnem documentos, etc. Não existe um tempo previsto para essa atividade ocorrer, dependendo sempre da complexidade da ocorrência”, informou.

A Aeronáutica explicou também que o objetivo das investigações realizadas pelo CENIPA “é prevenir que novos acidentes com características semelhantes ocorram”.

De acordo com o órgão, a conclusão das investigações terá “o menor prazo possível, dependendo sempre da complexidade de cada ocorrência e, ainda, da necessidade de descobrir os fatores contribuintes”.

Acidente

Duas pessoas morreram após a queda de um ultraleve na tarde de domingo (7) no distrito do Mendes, em São José de Mipibu.

As vítimas foram identificadas pelo Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) como:

  • Ryan Müller Belém Rodrigues, de 23 anos, que estava como passageiro
  • Carlos Moura, instrutor do voo
Carlos Moura, piloto de ultraleve, é uma das vítimas do acidente na Grande Natal — Foto: Redes sociais

Carlos Moura, piloto de ultraleve, é uma das vítimas do acidente na Grande Natal — Foto: Redes sociais

De acordo com a Polícia Militar, o acidente aconteceu durante a decolagem da aeronave em uma pista de voo que existe na região, por volta das 16h.

O piloto do equipamento teria perdido o controle. Após uma curva, o ultraleve bateu em um muro que ficava na lateral da pista, caiu e pegou fogo.

Equipes da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros e o Itep foram ao local e os corpos foram recolhidos para passar por perícia.

*G1 RN

Postado em 9 de novembro de 2021 - 20:11h

0 comentário