O Comunicador

Avião que caiu com Marília Mendonça é retirado de área do acidente para perícia; Aeronave não possuía caixa-preta

Imagem: reprodução/JN

O avião que caiu com a cantora Marília Mendonça e outras quatro pessoas, na última sexta-feira (5) será levado para um hangar do aeroporto de Caratinga, em Minas Gerais.

No local, Técnicos do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) irão realizar uma perícia mais detalhada na aeronave.

Ainda no sábado à noite, o bimotor foi retirado da cachoeira (e colocado em um terreno ao lado da própria cachoeira). Embora a ação estivesse prevista para acontecer neste domingo (7) a aeronave precisou ser retirada antes para evitar que uma possível cheia ou a incidência de chuvas no local prejudicasse o trabalho da perícia.

Aeronave não possuía caixa-preta

O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) afirmou, na tarde deste sábado (6), que o avião que caiu com a cantora Marília Mendonça e outros quatro passageiros em Minas Gerais não possui caixa-preta.

Segundo o órgão, na aeronave foi encontrado apenas um geolocalizador que pode ser utilizado para confrontar o plano de voo. O dispositivo é umas das evidências para se compreender as causas do acidente ocorrido na última sexta (5). O Cenipa afirmou que todas as evidências e itens pessoais foram retirados da aeronave e que os peritos não entrarão mais no avião.

*Com informações de CNN Brasil

Postado em 7 de novembro de 2021 - 21:12h

0 comentário