O Comunicador

Operação contra venda de armas prende vereador em Mossoró

Parlamentar deixa delegacia após ser detido em operação da Polícia Civil e do MP em Mossoró — Foto: Isaiana Santos/Inter TV Costa Branca

Parlamentar deixa delegacia após ser detido em operação da Polícia Civil e do MP em Mossoró — Foto: Isaiana Santos/Inter TV Costa Branca

Uma operação deflagrada pela Polícia Civil em conjunto com o Ministério Público, na manhã desta terça-feira (5), prendeu 11 pessoas na região Oeste potiguar. Entre os presos, está o vereador por Mossoró, Edson Carlos (Cidadania), detido por posse ilegal de arma de fogo.

O parlamentar foi levado à Delegacia Regional de Mossoró, onde prestou depoimento, pagou fiança de R$ 1.500 e foi liberado. Em nota, ele negou a participação em qualquer crime. “Sou cidadão de bem, trabalhador e de origem humilde, com a honrosa missão de representar o povo na Câmara Municipal de Mossoró”, disse.

“Tive nome citado uma vez, talvez por ser pessoa pública, em conversa entre investigados, os quais sequer conheço. Tal fato motivou, na manhã de hoje (5), cumprimento de mandado de busca e apreensão na minha residência, no bairro Rincão. Perguntado pela autoridade policial, confirmei existência em casa de um revólver calibre 38, herança do meu avô, nunca por mim usado. Por esta razão, fui conduzido à delegacia, de onde fui liberado após esclarecer a situação e cumprir todos os procedimentos”, disse.

Segundo a Polícia Civil, a Operação “Rastilho” visa o combate ao comércio ilegal de armas de fogo e munições e aconteceu nas cidades de Mossoró, Caraúbas e Paraú.

Durante as diligências, foram cumpridos sete mandados de prisão e 12 de busca e apreensão. Além desses mandados, quatros suspeitos foram detidos em flagrante e um mandado de medida restritiva de direitos também foi cumprido.

Ao longo da operação, foram apreendidas armas de fogo e munições, além de aparelhos celulares.

A operação foi realizada pela Delegacia de Narcóticos, com o Gaeco e apoio da Polícia Militar. Além dos mandados de prisão, foram cumpridos 12 mandados de busca e apreensão.

*G1 RN

Postado em 5 de outubro de 2021 - 19:20h

0 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *