O Comunicador

Pesquisas 2021: Fábio Faria 5×1 Rogério Marinho


Fotos: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil – José Cruz/Agência Brasil

Na disputa para saber quem será o candidato ao Senado de oposição ao Governo Fátima Bezerra, o ministro Fábio Faria tem dado uma goleada no ministro Rogério Marinho. Além disso, nas pesquisas mais recentes, realizadas em agosto, enquanto o nome de Fábio cresceu, o de Rogério vem tendo uma queda considerável.

Em 6 pesquisas realizadas entre o fim de abril até este dia 06/09, Fábio Faria ficou na frente de Rogério Marinho em cinco dela, e em apenas uma Rogério levou vantagem, mesmo assim em empate técnico.

Na pesquisa BG/Consult/96FM realizada no fim de abril e divulgada no início de maio, Fábio Faria foi citado por 6,63% dos eleitores potiguares, enquanto Rogério Marinho foi mencionado por 5,75% dos entrevistados.

No fim de maio, na pesquisa BG/AgoraSei/96 FM, Fábio Faria foi lembrado por 9,1% dos eleitores e Rogério Marinho apareceu na pesquisa com 7,1%.

Rogério Marinho só aparece na frente de Fábio Faria na pesquisa Consult/Tribuna do Norte, realizada no fim de julho e divulgada no início de agosto. Mesmo assim, a vantagem de Marinho sobre Fábio está dentro da margem de erro. Rogério aparece com 13% e Faria com 11,12%.

A pesquisa Perfil, que ouviu os eleitores potiguares na primeira semana de agosto, mostrou que 10,5% dos eleitores votam em Fábio Faria, contra 6,92% que escolheram Rogério Marinho. Em um 2º cenário da mesma pesquisa Fábio está com 13,58% e Rogério com 9,42%. No 3º cenário desta pesquisa Fábio teve 14,42% das inteções de voto contra 9,17% de Marinho.

Fábio Faria aparece mais uma vez na frente de Rogério Marinho na pesquisa Band/Instituto Seta, realizada também em agosto. O ministro das Comunicações obteve 14,1% das intenções de voto e o ministro do Desenvolvimento Regional teve 8,8%.

Na pesquisa mais recente realizada pelo Blog do BG/Instituto AgoraSei, divulgada nesta segunda (6), Fábio Faria foi a opção de 10,3% dos eleitores em um cenário sem Rogério. Mais que o dobro em relação ao percentual obtido por Rogério (4,8%) em um cenário sem Fábio.

*BG

Postado em 6 de setembro de 2021 - 20:08h

0 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *