O Comunicador

Polícia Civil investiga morte de mulher encontrada dentro de cisterna em Lagoa Nova-RN

Corpo foi encontrado em cisterna de sítio na zona rural de Lagoa Nova, no Seridó potiguar — Foto: Cedida

Corpo foi encontrado em cisterna de sítio na zona rural de Lagoa Nova, no Seridó potiguar — Foto: Cedida

A Polícia Civil abriu uma investigação após o corpo de uma mulher de 48 anos ter sido encontrado dentro da cisterna em casa onde ela morava, na zona rural de Lagoa Nova, na região Seridó potiguar.

O corpo foi achado no sítio Clavinote na tarde de terça-feira (31), mas o trabalho de perícia e retirada de dentro da cisterna só foi concluído na madrugada de quarta-feira (1º), com o auxílio do Corpo de Bombeiros.

“Devido o estado avançado de decomposição, muito inchado, o corpo não passava pela tampa da cisterna” comentou Sgt Lusiano, que comanda da Polícia Militar no município.

Segundo a polícia, o corpo era de Ozelita Firmino Daniel, de 48 anos, que estava desaparecida desde o fim de semana.

Após conversar com familiares, a Polícia Civil convocou o companheiro da mulher para prestar depoimento, porque ele teria teria sido a última pessoa que a teria visto viva.

Aos familiares, ele afirmou que ambos tinham consumido bebida alcoólica e tinham ido dormir e, quando acordou, ele já não encontrou a mulher.

“Inicialmente, a perícia do Itep não não encontrou nenhum sinal de violência dentro da casa. E o corpo estava em avançado estado de decomposição, então não era possível visualizar sinais de violência. Só depois que o médico legista apresentar um laudo é que vamos poder nos posicionar sobre o que houve”, afirmou o delegado Paulo Ferreira, de Currais Novos, responsável pela investigação.

*G1 RN

Postado em 2 de setembro de 2021 - 14:34h

0 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *