O Comunicador

Servidores do Detran-RN entram em greve a partir de quinta-feira

Reprodução

Os servidores do Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Norte (DETRAN-RN) vão entrar em greve por tempo indeterminado a partir de 02 de setembro, quinta-feira. A decisão foi tomada em Assembleia presencial da categoria realizada na sexta-feira (27/08).

Alexandre Guedes, servidor da Autarquia e coordenador de comunicação do Sindicato dos Servidores Públicos da Administração Indireta do RN (SINAI-RN), explica que o movimento grevista tem duas principais reivindicações. São: a atualização do Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração (PCCR) da categoria, cobrada há quase um ano, e a realização de concurso público, conforme acordado na greve de 2019, mas que até o momento não avançou concretamente.

Uma outra demanda reclamada é o pagamento de processos pendentes, pagamento de direitos previstos na legislação. Isto porque vários trabalhadores ainda não receberam o pagamento de processos de insalubridade acumulados há mais de  um ano.

A direção do SINAI afirma que os trabalhadores optaram pela greve porque enxergam nesse mecanismo de luta de classes a única alternativa para corrigir as questões apresentadas. As orientações conflitantes dadas pelo Gabinete Civil estadual, pela Secretaria de Administração do Estado (SEAD) e pela direção do DETRAN pesaram na decisão coletiva: “O Gabinete Civil dá uma orientação e os negociadores do Governo vêm com outra orientação. Assim fica impossível que um processo de negociação avance dessa maneira”, comenta o diretor de comunicação do SINAI, Alexandre Guedes.

Ele exemplifica essa questão ao relatar que o anteprojeto do PCCR foi totalmente rediscutido no dia 26 a pedido de membros da SEAD, embora vários pontos já tivessem sido previamente esclarecidos.

Greve em 02/09 e nova Assembleia

Em atendimento ao estabelecido pela Lei de Greve, os serviços do Departamento Estadual de Trânsito serão suspensos apenas 72 horas após a deflagração do movimento e do comunicado oficial à direção da Autarquia. Por isso, apenas na quinta-feira (02/09) terá início a paralisação.

Alexandre Guedes explica que está sendo estudada a realização de um novo ato unificado na sede estadual do DETRAN, para marcar o início da greve. A ocasião deverá ser utilizada para explicar aos usuários os motivos pelos quais a base decidiu paralisar os serviços.

Já a realização de uma nova Assembleia está sob a responsabilidade da direção do Sindicato e Organização por Local de Trabalho (OLT). É certo que o encontro acontecerá em até uma semana, de forma presencial ou virtual.

*Via BG

Postado em 31 de agosto de 2021 - 18:26h

0 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *