O Comunicador

“As vacinas são seguras e não prejudicam as crianças, o que mata são as doenças infectocontagiosas”, afirma o infectologista Dr. Kleber Luz


Foto: reprodução/InterTV

O BG entrou em contato com o Dr. Kleber Luz, um dos principais infectologistas do Rio Grande do Norte, que inclusive conduz algumas pesquisas relacionadas às vacinas contra a Covid-19 em crianças e adolescentes com idades entre 6 e 17 anos em Natal.

Ele comentou sobre a polêmica em torno do tema levantado pela Dra. Roberta Lacerda de que as vacinas reduziriam em 30 anos a expectativa de vida e que “uma parte morrerá”.

VEJA MAIS: “Uma parte morrerá”, diz Roberta Lacerda sobre crianças vacinadas contra a Covid; médica ainda fala em perda de 30 anos na expectativa de vida

Dr. Kleber Luz disse que “as vacinas não induzem câncer, não induzem doenças autoimunes e não prejudicam a saúde das crianças. Muito pelo contrário, o que mata são as doenças infecto contagiosas”. O médico disse ainda que as crianças podem se contaminar com o coronavírus e desenvolverem uma forma grave se tiverem uma doença de base ou evoluírem para uma síndrome inflamatória sistêmica o que também é grave.

Ele ressaltou que “as vacinas são seguras, as vacinas protegem. E as crianças, adultos e idosos devem ser vacinados. Esta é a recomendação de todas as intituições de Saúde, OMS, OPAS e Ministério da Saúde”.

Ainda de acordo com o Dr. Kleber Luz, historicamente, as vacinas representam uma das principais ações para a melhoria da saúde da população, para o controle da mortalidade infantil e para o aumento da expectativa média de vida, junto com o aleitamento materno e o saneamento básico. “São estes os três pilares que melhoraram a vida de toda população mundial de uma forma geral”, disse.

*Via BG

Postado em 23 de agosto de 2021 - 21:23h

0 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *