O Comunicador

STF abre investigação contra Jair Bolsonaro por falas sobre urnas eletrónicas

Foto: Gabriela Biló/Estadão Conteúdo

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), aceitou nesta quarta-feira, 4, o pedido do Tribunal Superior Eleitoral para que o presidente Jair Bolsonaro seja investigado por possível conduta criminosa com falas sobre urnas eletrônicas no inquérito das fake news. O pedido foi aprovado por unanimidade em sessão de volta de semestre do tribunal na última segunda-feira, 2.

Um dos responsáveis pela aprovação da solicitação foi o próprio Moraes, que disse que aguardaria a chegada do documento. Um trecho do despacho diz que um pronunciamento feito pelo presidente em live semanal no último dia 29 de julho “se revelou como mais uma das ocasiões em que o mandatário se posicionou de forma, em tese, criminosa e atentatória às Instituições, em especial o Supremo Tribunal Federal, imputando aos seus Ministros a intenção de fraudar as eleições para favorecer eventual candidato – e o Tribunal Superior Eleitoral –, no contexto da realização das eleições previstas para o ano de 2022, sustentando, sem quaisquer indícios, que o voto eletrônico é fraudado e não auditável”. O documento também anexa um link de uma das lives do presidente, transmitida no dia 29 de julho.

*Jovem Pan

Postado em 4 de agosto de 2021 - 21:37h

0 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *