O Comunicador

Lula chama de “covardia” ação da polícia para dispersar índios que protestavam em Brasília e Gleisi quer explicações da Câmara; Policial foi atingido por flecha

Foto: Getty Images

O ex-presidente Lula e a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, criticaram as ações policiais que ocorreram na manhã desta quarta-feira (22), quando um grupo de indígenas se manifestava em frente ao anexo 2 da Câmara dos Deputados.

VEJA MAIS: VÍDEO: Policial legislativo é atingido por flecha em protesto de índios em Brasília que terminou em confronto e bombas de gás lacrimogêneo

Na ocasião, um policial da Câmara foi atingido por uma flecha e precisou ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros do Distrito Federal para atendimento e foi necessário passar por uma cirurgia. A polícia usou bombas de gás lacrimogêneo para dispersar o grupo de índios do local.

Lula classificou como “covardia” a ação policial.

A presidente do PT, Gleisi Hoffmann, disse que a Câmara teria que explicar porque a Polícia Legislativa dispersou os manifestantes e chamou a PM.

Na pauta da Câmara para esta terça (22/6), o projeto de lei 490/2007 prevê alterações nas regras de demarcação de terras e é visto como um enorme retrocesso pelos indígenas que têm protestado em Brasília há mais de uma semana. O texto regulamenta também a exploração de minérios em terra indígena.

*Com informações de Metrópoles

Postado em 22 de junho de 2021 - 22:50h

0 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *