O Comunicador

Começa fase de coleta de sangue para pesquisa sobre Covid-19 no Brasil realizada pelo Ministério da Saúde; Amostras permitirão entender a dinâmica da doença no país


Foto: Pixabay

A Pesquisa de Prevalência de Infecção por Covid-19 no Brasil (PrevCOV) já iniciou a coleta de sangue dos participantes selecionados. As amostras coletadas farão parte da soroteca nacional de Covid-19 e ajudarão o Ministério da Saúde a entender a dinâmica da doença no Brasil e a adotar medidas de prevenção e controle da pandemia de coronavírus.

Os selecionados para a PrevCOV serão contatados até o final de julho para agendamento da coleta. O ministério alerta que a pesquisa não solicita código de celular para confirmar informações e nenhum participante terá seus dados divulgados.

Os resultados dos exames poderão ser consultados pelos participantes, por sistema próprio construído para a pesquisa, e instruções específicas serão dadas no momento da coleta. Para saber se está na lista, basta ligar na Ouvidoria do SUS, no número 136. O telefone também serve para tirar dúvidas sobre o estudo.

Após a coleta de sangue, as amostras serão identificadas e serão levadas para o laboratório da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) que realizará a análise para SARS-CoV. A pesquisa contará com a participação de 211.129 brasileiros, em mais de 62 mil domicílios de 274 municípios. Após análise laboratorial, o resultado será encaminhado ao usuário e uma parte da amostra coletada será armazenada no Biobanco da Fiocruz.

O estudo será voltado, principalmente, para a avaliação a prevalência da Covid-19 na população brasileira, em diferentes recortes geográficos. Os dados da pesquisa também permitirão cálculos mais precisos de indicadores de morbidade e de letalidade pela doença.

Como a pesquisa é realizada

O Ministério da Saúde já entrou em contato com os cidadãos por SMS/Whatsapp para informar a participação na pesquisa. Os selecionados recebem uma ligação para confirmar a participação no estudo e para realizar entrevista e agendamento para coleta de material biológico de todos os moradores da residência que aceitarem participar.

Nesta nova etapa, profissionais de saúde de um laboratório contratado realizam a coleta da amostra de sangue dos moradores da residência selecionada. Todos os participantes recebem o termo de consentimento livre e esclarecido e os menores de 18 anos devem ter autorização dos pais ou responsáveis para participar do estudo.

*CNN Brasil

Postado em 12 de junho de 2021 - 18:36h

0 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *