O Comunicador

Chile suspende 2ª dose da AstraZeneca em pessoas com menos de 45 anos

O Ministério da Saúde do Chile suspendeu temporariamente a aplicação da segunda dose da vacina contra a covid-19 da AstraZeneca em pessoas com menos de 45 anos. A medida foi tomada por precaução após o país identificar um possível caso de efeito adverso em um homem de 31 anos.

“Estamos esperando o resultado de uma investigação. Amanhã, o Instituto de Saúde Pública (ISP) dará o resultado se houve ou não o efeito adverso em um paciente de 31 anos”, explicou o ministro da Saúde, Enrique Paris, em entrevista coletiva.

“Por precaução, conseguimos chegar a essa resolução de adiar a segunda dose e aplicá-la somente em pessoas com mais de 45 anos, como tem sido feito em outros países do mundo”, acrescentou o ministro.

O caso foi detectado em Puente Alto, uma região próxima a Santiago, capital do país. As autoridades locais relataram o episódio ao Ministério da Saúde do Chile ontem.

O primeiro lote de vacinas da AstraZeneca chegou ao Chile no fim de abril. Na época, as autoridades de saúde do país recomendaram que o imunizante fosse aplicado em mulheres com mais de 55 anos e em homens com mais de 18 anos. O limite para as mulheres foi decidido depois dos casos de coagulação sanguínea registrados na Europa e em outras partes do mundo.

*Valor Econômico

Postado em 3 de junho de 2021 - 20:09h

0 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *