O Comunicador

Câmera de segurança mostra casal suspeito de assassinato com criança desaparecida em Pau dos Ferros

Câmeras de segurança mostram casal suspeito de assassinato na rua com criança desaparecida

Câmeras de segurança mostram casal suspeito de assassinato na rua com criança desaparecida

A criança de 11 anos que está desaparecida desde o dia 26 de maio no município de Pau dos Ferros, no Alto Oeste do RN, aparece em um registro de câmeras de segurança andando na rua durante a noite daquele dia com um casal. De acordo com a Polícia Civil, o casal preso nesta segunda-feira (31) em Natal é o mesmo que está nas imagens.

A Polícia Civil trabalha o caso como homicídio e tem no homem de 29 anos e na mulher dele, de 17, os principais suspeitos de terem matado a adolescente de 11 anos. Os dois foram presos nesta segunda-feira (31) após uma denúncia anônima de um homem que os encontrou na avenida Capitão-Mor Gouveia (ouça a abaixo a ligação para a polícia).

Ouça denúncia que levou à prisão de casal em Natal

O registro da câmera de segurança é no bairro Antônio Martins, por volta das 20h30 do dia 26 de maio – dia em que a menina desapareceu. O homem passa na frente e em seguida a jovem de 17 anos acompanhada da criança.

“A equipe fez o recolhimento de algumas imagens de videomonitoramento e há imagens que mostram a menina desaparecida, a adolescente, que passou a ser tratada como suspeita e, o rapaz, que também passou a ser tratado como suspeito, caminhando pela cidade na noite do dia 26. O caso passou a ser tratado como um homicídio da criança até então desaparecida”, disse o delegado Andson Rodrigo de Oliveira, da 4ª Delegacia Regional de Polícia, em Pau dos Ferros.

Segundo o delegado, um corpo foi encontrado na residência desse casal no sábado (29). O corpo estava com as mãos amarradas e sinais de estrangulamento, dentro de uma caixa atrás de móveis. A polícia acredita que o corpo é da menina de 11 anos.

“O corpo não foi ainda identificado de forma cabal, porque pelo estado de decomposição não foi possível fazer outros exames que fossem mais simples do que o de DNA, que é o que vai ser necessário”, disse o delegado.

Suspeitos de assassinato de menina de 11 anos foram transferidos  — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

Suspeitos de assassinato de menina de 11 anos foram transferidos — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

A polícia trabalha até com a possibilidade de um ritual macabro, inclusive com indícios disso. “Eles vão ter que esclarecer esse encontro de cadáver na residência deles, que, possivelmente, com quase 100% de certeza, é da menina que desapareceu”.

Os policiais ainda localizaram um buraco no quintal da residência, onde acreditam que os suspeitos enterrariam o corpo. Os policiais foram acionados após ligação dos vizinhos pelo forte odor.

Casal sumiu de Pau dos Ferros

A Polícia Civil acreditou inicialmente se tratar de um crime de feminicídio, já que a família da jovem de 17 anos que vive com o suspeito de 29 anos não conseguia contato com ela há três dias. Um exame inicial do Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) descartou a possibilidade.

Segundo testemunhas relataram à polícia nas investigações, a criança de 11 anos foi atraída pelo casal com a promessa de receber roupas de presente. Desde aquele dia, o casal sumiu da cidade e a menina não foi mais vista.

Segundo a Polícia Civil, os dois foram vistos como andarilhos pedindo água e comida na comunidade Pintada, na Zona Rural de Antônio Martins, também no Alto Oeste.

O casal disse que estava hospedado em uma pousada. À tarde, os policiais foram ao local e apreenderam pertences do casal, além do colchão do quarto. O casal foi encaminhado para Pau dos Ferros, onde o caso está sendo investigado.

O homem de 29 anos é ex-presidiário e usou tornozeleira eletrônica. Ele já tem um mandado de prisão contra ele. A Polícia Civil agora espera um pedido de internamento da adolescente de 17 anos.

*G1 RN

Postado em 31 de maio de 2021 - 21:57h

0 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *