O Comunicador

Em quinze meses, 17 corpos sem cabeça foram encontrados boiando no rio Potengi

O corpo de um homem foi encontrado sem cabeça boiando nas águas do rio Potengi, na tarde deste sábado (20), nas proximidades da ponte Presidente Costa e Silva, ou ponte de Igapó. A vítima ainda sem identificação estava com os pés amarrados e com sinais de violência nos braços e no peito. Em doze meses este foi o 17º cadáver sem crânio encontrado na região. Os dados são do levantamento diário realizado pelo PortalBO.

De acordo com uma fonte preservada da Polícia Civil a maioria das vítimas possuía registro criminal e tinha envolvimento com facções criminosas. Os corpos encontrados tinham características semelhantes de mutilação e tortura, surgiram boiando no perímetro entre as comunidades Paço da Pátria e Mosquito. Duas localidades dominadas por criminosos que agem sem piedade quando se deparam com traidores ou rivais da facção a qual pertencem.

Das 17 pessoas encontradas sem cabeça, 13 foram identificadas pelo ITEP (Instituto Técnico e Científico de Perícia), porém nenhum dos casos foi solucionado pela DHPP (Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa). A principal barreira para que as investigações fluem é a lei do silêncio motivada pelo medo por parte das testemunhas.

No entanto a Polícia Civil enfatiza e orienta a sociedade fazer o uso de uma importante arma contra o crime, a denúncia que pode ser feita anonimamente através do número 181.

*Portal BO

Postado em 21 de fevereiro de 2021 - 8:50h

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *