O Comunicador

Campo Redondo: segundo dia de Diálogos Pedagógicos é marcado por live com presença virtual de professores da Rede Municipal

“Resiliência Emocional e Amabilidade em meio à Reinvenção Educacional”, este foi o tema da live promovida pela Prefeitura Municipal de Campo Redondo, através da Secretaria Municipal de Educação, no segundo dia de Diálogos Pedagógicos. O evento aconteceu nesta terça-feira (2) pelo youtube e reuniu educadores da Rede Municipal de Ensino. Coube ao professor Petrúcio Ferreira, conduzir a conversa, onde duas macrocompetências socioemocionais foram trabalhadas: resiliência e amabilidade, assuntos importantes neste momento de retomada das aulas remotas/híbridas e com atendimentos pedagógicos.

Após o bate-papo, os internautas acompanharam a formação da mesa de autoridades. Em sua palavra, o prefeito Renam Luiz disse que a educação continuava sendo uma prioridade, pois era testemunha que a luta só é vencida pela educação. Renam assegurou investimentos para fortalecer a educação do município que já é referência pelos dados do Ideb. “Vejo que a educação de Campo Redondo é brilhante. Quero dizer para todos os professores, coordenadores, diretores, que a prefeitura está à disposição. Vou incentivar e investir o que a gente puder para que nossa educação seja forte sempre”, contou.

A Dirigente Municipal de Educação, professora Simone Cortez, destacou a importância do planejamento normativo/pedagógico e de biossegurança que está sendo realizado para minimizar os impactos da pandemia na aprendizagem escolar e sobre a reorganização do calendário escolar 2020-2021. “Vamos continuar com a atitude de manter nossas conquistas, mas queremos avançar muito mais. Vamos aperfeiçoar e trazer para a educação mais investimentos para impulsionar todo processo educacional. A pandemia, que estamos vivendo, veio trazer outra realidade. Peço uma atenção especial para o olhar tecnológico em nossas escolas: ampliação dos laboratórios de informática, o acesso a rede de internet para professores e estudantes nas escolas, quem sabe uma política pública de internet quando os nossos estudantes estiverem em casa”.

Postado em 3 de fevereiro de 2021 - 0:39h

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *