O Comunicador

Vacinação contra Covid-19 no RN: veja perguntas e respostas

A primeira pessoa a receber a vacina contra a Covid-19 no Rio Grande do Norte foi a técnica de enfermagem Maria das Graças Pereira de Oliveira, de 57 anos — Foto: Alexandre Lago/Cedida

A primeira pessoa a receber a vacina contra a Covid-19 no Rio Grande do Norte foi a técnica de enfermagem Maria das Graças Pereira de Oliveira, de 57 anos — Foto: Alexandre Lago/Cedida

Começou nesta terça-feira (19), em uma cerimônia simbólica realizada em Natal, a vacinação contra a Covid-19 no Rio Grande do Norte.

Devido ao número reduzido de doses (82.440), poucos grupos prioritários vão ser imunizados neste primeiro momento. Como são duas injeções para imunizar cada pessoa, 39,2 mil potiguares devem ser vacinados.

O número representa menos de 1,11% da população potiguar, estimada em 3,5 milhões de pessoas pelo IBGE. O início dessa fase deve ocorrer em até 72 horas, nos municípios.

Veja abaixo perguntas e respostas sobre o assunto:

Quem será vacinado na primeira fase no estado do RN?

A primeira remessa recebida nesta segunda-feira (18) vai imunizar, segundo o Ministério da Saúde, 39.259 potiguares. O grupo prioritário é formado pelos seguintes segmentos:

  • Trabalhadores da Saúde
  • Idosos com mais de 60 anos em em asilos ou abrigos
  • Pessoas institucionalizadas com deficiência
  • Indígenas aldeados (segundo o governo, o RN não tem grupos deste tipo).

Entretanto, não há vacina para todos os que estão nesses grupos prioritários. No plano de vacinação do RN, por exemplo, o governo estimava cerca de 79,6 mil trabalhadores de saúde no estado.

De acordo com uma nota técnica da Secretaria de Saúde, como a quantidade é insuficiente para vacinar todos os profissionais de saúde e população alvo, serão usados critérios de exposição à infecção e de maiores riscos para agravamento e óbito da doença.

Mesmo dentro dos grupos prioritários, quem receberá a vacina primeiro?

  • profissionais de saúde da linha de frente de combate à doença, como os que trabalham em hospitais referenciados, serviços de urgência e emergência que atendem pacientes confirmados ou suspeitos para Covid-19.
  • profissionais da Saúde envolvidos na campanha de vacinação para a Covid-19
  • trabalhadores de instituições de longa permanência de idosos (abrigos)
  • Idosos (a partir de 60 anos) que moram em instituições de longa permanência

A vacina tem quantas doses?

Cada pessoa que for vacinada pela CoronaVac vai receber duas doses, com intervalo de duas ou três semanas. No Rio Grande do Norte, serão aproximadamente 39 mil pessoas. O estado recebeu 82,4 mil doses na primeira remessa enviada pelo Ministério da Saúde.

Qual o calendário de vacinação para os outros grupos?

Não há previsão para o início da vacinação de outros grupos. Isso depende da chegada de novos lotes de vacinas. O Ministério da Saúde faz a distribuição de acordo com a entrega das vacinas.

Quando os idosos serão vacinados?

Por enquanto, somente os idosos que estão em abrigos e asilos serão vacinados nesta etapa. Os demais dependem da chegada de outros lotes da vacina.

Qual vacina será aplicada?

Por enquanto, duas vacinas foram aprovadas para uso emergencial no Brasil. A CoronaVac, desenvolvida pelo laboratório Sinovac em parceria com o Instituto Butantan chegou nesta terça-feira (19).

A vacina de Oxford, desenvolvida pela AstraZeneca e pela Universidade de Oxford, em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), ainda não está disponível.

Quantas pessoas serão vacinadas em cada município nessa primeira etapa?

  • Acari – 136
  • Assu – 421
  • Afonso Bezerra – 94
  • Água Nova – 50
  • Alexandria – 164
  • Almino Afonso – 95
  • Alto do Rodrigues – 120
  • Angicos -108
  • Antônio Martins – 91
  • Apodi – 313
  • Areia Branca – 209
  • Arês – 125
  • Augusto Severo – 73
  • Baía Formosa – 88
  • Baraúna – 144
  • Barcelona – 62
  • Bento Fernandes – 64
  • Bodó – 54
  • Bom Jesus – 138
  • Brejinho – 98
  • Caiçara do Norte – 67
  • Caiçara do Rio do Vento – 56
  • Caicó – 750
  • Campo Redondo – 97
  • Canguaretama – 258
  • Caraúbas – 189
  • Carnaúba dos Dantas – 127
  • Carnaubais – 92
  • Ceará-Mirim – 600
  • Cerro Corá – 104
  • Coronel Ezequiel – 68
  • Coronel João Pessoa – 76
  • Cruzeta – 100
  • Currais Novos – 495
  • Doutor Severiano – 64
  • Parnamirim – 2.800
  • Encanto – 77
  • Equador – 65
  • Espírito Santo – 94
  • Extremoz – 291
  • Felipe Guerra – 85
  • Fernando Pedroza – 52
  • Florânia – 89
  • Francisco Dantas – 62
  • Frutuoso Gomes – 72
  • Galinhos – 59
  • Goianinha – 194
  • Governador Dix-Sept Rosado – 108
  • Grossos – 90
  • Guamaré – 241
  • Ielmo Marinho – 102
  • Ipanguaçu – 135
  • Ipueira – 60
  • Itajá – 82
  • Itaú – 60
  • Jaçanã – 87
  • Jandaíra – 67
  • Janduís – 75
  • Januário Cicco – 103
  • Japi – 71
  • Jardim de Angicos – 62
  • Jardim de Piranhas – 97
  • Jardim do Seridó – 145
  • João Câmara – 240
  • João Dias – 52
  • José da Penha – 72
  • Jucurutu – 180
  • Jundiá – 64
  • Lagoa d’Anta – 99
  • Lagoa de Pedras – 72
  • Lagoa de Velhos – 54
  • Lagoa Nova – 108
  • Lagoa Salgada – 109
  • Lajes – 87
  • Lajes Pintadas – 65
  • Lucrécia – 70
  • Luís Gomes – 93
  • Macaíba – 572
  • Macau – 229
  • Major Sales – 65
  • Marcelino Vieira – 81
  • Martins – 85
  • Maxaranguape – 100
  • Messias Targino – 69
  • Montanhas – 88
  • Monte Alegre – 158
  • Monte das Gameleiras – 56
  • Mossoró – 3.981
  • Natal – 12.235
  • Nísia Floresta – 149
  • Nova Cruz – 289
  • Olho-d’Água do Borges – 83
  • Ouro Branco – 65
  • Paraná – 71
  • Paraú – 67
  • Parazinho – 74
  • Parelhas – 206
  • Rio do Fogo – 102
  • Passa e Fica – 121
  • Passagem – 64
  • Patu – 126
  • Santa Maria – 56
  • Pau dos Ferros – 410
  • Pedra Grande – 65
  • Pedra Preta – 57
  • Pedro Avelino – 74
  • Pedro Velho – 131
  • Pendências – 125
  • Pilões – 68
  • Poço Branco – 99
  • Portalegre – 103
  • Porto do Mangue – 80
  • Serra Caiada – 98
  • Pureza – 71
  • Rafael Fernandes – 64
  • Rafael Godeiro – 58
  • Riacho da Cruz – 59
  • Riacho de Santana – 53
  • Riachuelo – 73
  • Rodolfo Fernandes – 67
  • Tibau – 81
  • Ruy Barbosa – 58
  • Santa Cruz – 430
  • Santana do Matos – 120
  • Santana do Seridó – 54
  • Santo Antônio – 222
  • São Bento do Norte – 55
  • São Bento do Trairí – 73
  • São Fernando – 55
  • São Francisco do Oeste – 58
  • São Gonçalo do Amarante – 563
  • São João do Sabugi – 105
  • São José de Mipibu – 478
  • São José do Campestre – 127
  • São José do Seridó – 74
  • São Miguel – 222
  • São Miguel do Gostoso – 78
  • São Paulo do Potengi – 160
  • São Pedro – 61
  • São Rafael – 92
  • São Tomé – 141
  • São Vicente – 77
  • Senador Elói de Souza – 66
  • Senador Georgino Avelino – 54
  • Serra de São Bento – 75
  • Serra do Mel – 106
  • Serra Negra do Norte – 75
  • Serrinha – 73
  • Serrinha dos Pintos – 63
  • Severiano Melo – 93
  • Sítio Novo – 68
  • Taboleiro Grande – 63
  • Taipu – 120
  • Tangará – 131
  • Tenente Ananias – 97
  • Tenente Laurentino Cruz – 65
  • Tibau do Sul – 117
  • Timbaúba dos Batistas – 51
  • Touros – 219
  • Triunfo Potiguar – 64
  • Umarizal – 118
  • Upanema – 147
  • Várzea – 61
  • Venha-Ver – 61
  • Vera Cruz – 138
  • Viçosa – 56
  • Vila Flor – 62

Quais serão as fases de vacinação?

De acordo com o plano nacional de imunização, as três primeiras fases incluem os seguintes grupos:

  • Primeira fase: trabalhadores de saúde; pessoas de 75 anos ou mais; pessoas de 60 anos ou mais institucionalizadas; população indígena aldeado em terras demarcadas aldeada; povos e comunidades tradicionais ribeirinhas. No plano estadual, o governo também incluiu professores, trabalhadores da segurança e do sistema prisional e adolescente e jovens privados de liberdade.
  • Segunda fase: Pessoas de 60 a 74 anos.
  • Terceira fase: pessoas com comorbidades.
  • Ainda não está definido em qual fase serão inseridos os demais grupos prioritários. Segundo o governo, a decisão depende de aprovação das vacinas e disponibilidade.

Há seringas e agulhas suficientes?

O governo do estado afirma possuir 900 mil de seringas e agulhas em estoque para a vacinação, que seriam suficientes para a primeira etapa. O estado atua para comprar mais 2 milhões de seringas.

Quais são os pontos de vacinação?

No plano de vacinação, o estado informou que os municípios potiguares contam com 1.335 salas de vacinação. A Secretaria de Saúde recomendou que as prefeituras também estudassem possibilidade de fazer vacinações externas, em condomínio ou em drive thru, por exemplo.

Em Natal, a prefeitura informou que terá quatro pontos de drive thru para a primeira etapa de vacinação: Palácio dos Esportes, Ginásio Nélio Dias, Arena das Dunas e Shopping Via Direta.

Preciso levar algum documento ou me cadastrar em algum site?

Não. O governo do RN abriu cadastramento através do Sistema RN + Vacina, mas disse que mesmo pessoas que não se cadastrarem antes poderão ser registradas no local de vacinação e receberem imunização.

Nesta primeira etapa, porém, trabalhadores de saúde do RN deverão comprovar que atuam na linha de frente através de um desses documentos:

  • Carteira de trabalho que especifique local de trabalho;
  • Contrato de trabalho;
  • Contracheque;
  • Para os trabalhadores terceirizados ainda serão aceitas escalas de trabalho, acompanhadas de declarações advindas das empresas em papel timbrado, que comprove o local de trabalho em um serviço de saúde;
  • Publicação de nomeação em diário oficial e/ou ficha funcional do servidor público.

É verdade que o Ministério da Saúde está fazendo um agendamento para receber a vacina?

Não é verdade. Em nota, o Ministério da Saúde disse que não realiza agendamento para aplicação de nenhum tipo de vacina, e nem envia códigos para celular dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

Não sou grupo de risco, não sei quando serei vacinado pelo SUS. Poderei comprar a vacina em uma clínica particular?

Ainda não há uma previsão de quando as clínicas particulares conseguirão comprar lotes das vacinas contra a Covid-19 que forem aprovadas no Brasil.

A orientação dos órgão de saúde nacionais e internacionais é que todas as doses produzidas pelos laboratórios neste primeiro momento sejam direcionadas aos governos, com a finalidade de garantir que as pessoas dos grupos de risco sejam imunizadas o mais breve possível.

Quem já teve a Covid-19 deve se vacinar?

Sim. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde do RN, mesmo aquelas pessoas que testaram positivo para a doença devem tomar vacina contra o coronavírus. Para especialistas, a defesa que a vacina provoca parece ser de mais potência e qualidade diferente do que a infecção natural. As vacinações não devem excluir quem teve a doença, embora eles possam ficar mais pro fim da fila e dar lugar pra quem ainda não teve.

*G1 RN

Postado em 19 de janeiro de 2021 - 14:51h

0 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *