O Comunicador

Caseiro morre eletrocutado em cerca elétrica na Grande Natal

Francisco de Assis de Souza, de 65 anos, sofreu choque em uma cerca elétrica e faleceu na Grande Natal. — Foto: Cedida

Francisco de Assis de Souza, de 65 anos, sofreu choque em uma cerca elétrica e faleceu na Grande Natal. — Foto: Cedida

Um caseiro de 65 anos morreu eletrocutado na cerca elétrica de uma casa no distrito de Guajiru, em São Gonçalo do Amarante, região metropolitana de Natal. O caso aconteceu na noite desta segunda-feira (4). A suspeita é de que a instalação elétrica seja irregular.

O imóvel fica em uma travessa da avenida Ruy Pereira dos Santos, a via principal que leva ao Aeroporto de São Gonçalo do Amarante. A vítima foi identificada como Francisco de Assis de Souza, de 65 anos. O homem tinha 28 filhos criados em duas famílias.

De acordo com familiares, a vítima trabalhou cerca de seis meses para o proprietário da residência. Ele foi ao local, nesta segunda (4), para pegar um pagamento de R$ 600, mas não encontrou ninguém no local. O homem havia se mudado.

Um dos filhos afirmou que, ao perceber que o patrão havia ido embora sem pagar a quantia, Francisco resolveu pular o muro para pegar as suas coisas que estavam dentro do imóvel. Na saída, o facão com que andava na cintura bateu na cerca, provocando a descarga.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e enviou ambulâncias ao local, mas o homem já foi achado morto.

O facão foi encontrado ao lado do corpo. A perícia técnica foi acionada e policiais civis da Delegacia de Plantão da Zona Norte de Natal levantaram as primeiras informações sobre o incidente. Técnicos da companhia energética também foram acionados ao local e auxiliaram a polícia.

A corrente que fechava o portão foi aberta com auxílio de ferramentas, para que os investigadores tivessem acesso ao interior do imóvel. Se forem constatadas irregularidades na instalação da cerca elétrica, o morador poderá ser responsabilidade, segundo a polícia.

Preliminarmente, os técnicos da Cosern constataram que a cerca foi energizada direto do medidor de energia, o que é irregular. Também havia um arame amarrado no cadeado do portão.

*G1 RN

Postado em 5 de janeiro de 2021 - 12:03h

0 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *