O Comunicador

Fim da circulação do coronavírus depende da vacinação de 70% da população, estima Ministério da Saúde

Foto: fernando zhiminaicela/Pixabay

Segundo o plano nacional de imunização entregue neste sábado ao Supremo Tribunal Federal, o fim da circulação do coronavírus no Brasil depende de uma vacina “altamente eficaz” tomada por mais de 70% da população.

Como não há ampla disponibilidade de vacinas, o governo federal definiu grupos prioritários a fim de “contribuir para a redução de morbidade e mortalidade” pela Covid-19.

A população prioritária para vacinação na primeira fase serão: os trabalhadores de saúde; as pessoas com mais de 80 anos; as pessoas de 75 anos a 79 anos; pessoas de 60 anos ou mais “institucionalizadas” (que vivem em abrigos ou casas de repouso); e indígenas.

Nessa fase, o número de doses estimada é de 29,9 milhões.

Vale ressaltar que os grupos previstos são preliminares, passíveis de alteração a depender das indicações da vacina após aprovação da Anvisa, assim como as possíveis contraindicações“, diz o texto.

*O Antagonista

Postado em 13 de dezembro de 2020 - 8:54h

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *