O Comunicador

Além de Bolsonaro, secretários de Saúde pressionavam Nelson Teich

Além da pressão de Jair Bolsonaro para flexibilizar o uso da cloroquina, Nelson Teich sofria também com a insatisfação de secretários estaduais e municipais de Saúde, que reclamavam da falta de clareza do ministro a respeito do isolamento social, informa Helena Mader na Crusoé.

Teich ficou menos de um mês no cargo – ele foi empossado no dia 18 de abril e pediu demissão nesta sexta-feira.

Na última quarta-feira, os conselhos de secretários estaduais e municipais de Saúde divulgaram uma nota conjunta para criticar o então ministro por não se posicionar explicitamente em defesa da quarentena, justamente no momento de pico da doença. “A mensagem sobre o isolamento social deve ser clara e objetiva. Gerar dúvidas na sociedade sobre sua importância ou mesmo relativizá-la nos parece inadequado”, afirmaram as entidades.

*O Antagonista

Postado em 15 de maio de 2020 - 14:29h

0 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *