O Comunicador

Novo coronavírus pode ser transportado pelos sapatos, aponta estudo

(Foto: Pexels)

Um relatório do Centro para Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC) indica que os sapatos podem ser responsáveis por levar o novo coronavírus de um lugar para o outro. A conclusão foi baseada em estudos já publicados sobre a transmissão pelo ar do microrganismo causador da Covid-19.

Para determinar até que ponto o Sars-CoV-2 pode se espalhar, pesquisadores do Hospital Huoshenshan em Wuhan, China, testaram amostras de ar e superfície em uma unidade de terapia intensiva (UTI) e em uma enfermaria geral. As amostras foram coletadas a partir de objetos que poderiam ter sido contaminados, bem como do ar e do sistema de ventilação.

De acordo com os cientistas, as amostras retiradas do piso (mesmo de locais em que não havia pacientes internados) e aquelas extraídas da sola do sapato dos médicos testaram positivo para o vírus. Os especialistas acreditam que isso tenha ocorrido por conta da gravidade, que faz com que gotículas infectadas pelo microrganismo caiam no chão.

Uma grande quantidade do Sars-CoV-2 também foi encontrada em itens de uso frequente, como mouses de computador, latas de lixo, corrimãos de leitos da enfermaria e maçanetas. “A capacidade de transmissão extremamente rápida do coronavírus causador da síndrome respiratória aguda grave (Sars-CoV-2) desperta preocupação com suas várias rotas de transmissão”, escreveram os porta-vozes da CDC em comunicado.

Entretanto, os pesquisadores fazem questão de ressaltar que o estudo tem suas limitações. Primeiro, os testes econtraram a presença do vírus, mas não determinaram se ele ainda conseguiria infectar os seres humanos. Segundo, não ficou clarou se a quantidade de microrganismos presentes na amostra era o suficiente para contaminar alguém.

*Galileu

Postado em 15 de abril de 2020 - 11:49h

0 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *