O Comunicador

Desembargador proíbe cultos da igreja de Malafaia no Rio de Janeiro

Rodrigues Pozzebom/VEJA.com

O desembargador Agostinho Teixeira, do TJ-RJ, proibiu os cultos da igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo, do pastor Silas Malafaia, no estado do Rio, informa Fausto Macedo.

A decisão acolhe recurso do Ministério Público fluminense e impõe multa de R$ 10 mil para cada dia de descumprimento.

Em sua sentença, Teixeira argumentou que, “desde o início da pandemia [do novo coronavírus], todos os museus, cinemas, teatros, bibliotecas, pinacotecas e casas de espetáculo estão interditados”.

“Penso que, nesse estado de crise sem precedentes, as igrejas também devam suspender as suas atividades presenciais, resguardando assim a saúde e o direito fundamental à vida”, acrescenta o desembargador.

*O Antagonista

Postado em 10 de abril de 2020 - 20:14h

0 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *