O Comunicador

Sargento da reserva da PM é assassinado durante assalto em Natal

Policial Militar da reserva foi assassinado a tiros durante assalto na Zona Norte de Natal, segundo a Polícia Civil — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

Policial Militar da reserva foi assassinado a tiros durante assalto na Zona Norte de Natal, segundo a Polícia Civil — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

Um sargento da reserva da Polícia Militar do Rio Grande do Norte foi assassinado a tiros na noite desta sexta-feira (21) em Natal. A vítima foi identificada como Kerginaldo Moura Barbosa, de 65 anos. Para a Polícia Civil, ele foi baleado durante uma tentativa de assalto – os bandidos queriam a moto dele.

O crime foi registrado por volta das 19h45 entre a avenida Itapetinga e a rua Itororó, na Zona Norte da capital potiguar. Segundo a Polícia Civil, Kerginaldo tinha saído para ir comprar um remédio para a esposa, quando foi abordado por um bandido que tentou tomar a moto da vítima e atirou duas vezes. A vítima morreu antes da chegada de qualquer socorro.

De acordo com o delegado Ernane Júnior, da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), a suspeita é de que o sargento foi abordado por um criminoso, mas haveria outro dando cobertura à ação, um pouco mais distante.

PM da reserva foi assassinado a tiros na Zona Norte de Natal — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

PM da reserva foi assassinado a tiros na Zona Norte de Natal — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

No mesmo quarteirão, na hora do crime, acontecia uma festa de carnaval. O local estava movimentado.

A moto do sargento não foi levada. Após o crime, os bandidos fugiram. A Polícia Militar fez buscas na região, porém nenhum suspeito foi preso até a manhã deste sábado (22).

Segundo o delegado da DHPP, o caso será tratado como latrocínio – roubo seguido de morte – mesmo que a moto não tenha sido levada, mas outras hipóteses poderão ser consideradas no decorrer das investigações.

*G1 RN

Postado em 22 de fevereiro de 2020 - 14:39h

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *