O Comunicador

Sem alimentação há 5 dias, servidores do Walfredo Gurgel fazem protesto

Servidores do Walfredo Gurgel seguraram marmitas em protesto

Servidores do Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, maior unidade pública de saúde do Rio Grande do Norte, fizeram um protesto nesta quarta-feira (12) depois de 5 dias sem alimentação. Na frente da unidade, em Natal, os funcionários seguraram marmitas em manifestação.

Apenas os pacientes estavam recebendo as refeições. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do estado (Sindsaúde-RN), os profissionais de saúde e os acompanhantes dos pacientes passaram os últimos 5 dias sem alimentação. “E essa situação é recorrente. Desde o ano passado, o caso se repete”, disse Elizabeth Carrasco, diretora do sindicato.

Além do Walfredo Gurgel, servidores do Hospital Regional Doutor Deoclécio Marques de Lucena, em Parnamirim, também estavam sem alimentação.

Em nota, a Secretaria Estadual da Saúde Pública (Sesap) informou que a empresa terceirizada responsável pelo fornecimento da alimentação, a JMT Service, havia paralisado o serviço. “A Coordenação Financeira (COF) da Secretaria de Estado da Saúde (Sesap) informa que o pagamento referente ao mês de novembro de 2019 às empresas terceirizadas foi feito nesta terça-feira (11). A empresa JMT informou que o pagamento aos seus funcionários está sendo creditado nesta quarta (12). Já a quitação dos meses seguintes está em negociação junto a Secretaria de Planejamento (SEPLAN)”.

Recursos

No dia 4 de fevereiro, o governo estadual liberou cerca de R$ 40 milhões para a Sesap. Os recursos seriam destinados ao pagamento de dívidas com fornecedores, hospitais privados e manutenção e custeio das unidades hospitalares da rede estadual de saúde.

Os recursos fazem parte dos repasses orçamentários obrigatórios para a saúde. São recursos do Orçamento Geral do Estado de 2020, mas que só seriam liberados com a abertura orçamentária, prevista para acontecer apenas em março.

*Agora RN

Postado em 12 de fevereiro de 2020 - 17:32h

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *