O Comunicador

Suspeito de atirar em ex-namorada aparece em foto com a vítima


Foto de suspeito de atirar na ex-namorada no hospital segurando a mão dela após o crime circula nas redes sociais. Foto: Redes Sociais

O suspeito de atirar no rosto da vendedora Renata Ranyelle, que morreu seis dias após o crime, foi fotografado no hospital depois do crime segurando a mão da vítima.

Paulo Roberto da Silva, 36 anos, ex-namorado de Renata, é apontado pela polícia como principal suspeito de ter simulado um assalto à loja onde ela trabalhava e ter baleado a ex-companheira no sábado (23), na cidade de São Miguel, a 433 quilômetros de distância de Natal.

A imagem do suspeito segurando a mão de Renata deitada em um maca e sendo atendida circula nas redes sociais desde sábado (30), um dia após ela ter morrido na UTI do Hospital Tarcísio Maia, em Mossoró, também no Oeste Potiguar.

Paulo Roberto teve a prisão temporária decretada na quinta-feira (28). De acordo com a Polícia Civil, o suspeito é ex-namorado de Renata Ranyelle e não aceitava o fim do relacionamento.

Eles eram namorados e tiveram uma filha, que completou um ano no sábado (30). O corpo de Renata foi liberado pelo Itep de Mossoró e está sendo velado na casa da família da vítima em São Miguel. O sepultamento acontece às 16h deste domingo (1) no cemitério do município.


Renata Ranielle foi baleada no rosto quando trabalhava em uma loja no município de São Miguel, Oeste Potiguar, no sábado (23). Foto: Reprodução/TV Ponta Negra
*G1 RN
Postado em 1 de dezembro de 2019 - 14:43h

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *