O Comunicador

Deputado do RN quer proibir homem que espancou cavalo de chegar perto do animal

O deputado estadual Sandro Pimentel (PSOL) defendeu nesta terça-feira, 26, que o homem preso em Touros, no litoral norte potiguar, após espancar um cavalo, seja proibido de se aproximar novamente do animal caso seja solto.

De acordo com o parlamentar, “casos assim não podem ficar impunes” e “é preciso que nossa sociedade avance na convivência com os animais, entendendo que estes são seres vivos, não objetos”.

A prisão do homem, que não teve a identidade revelada, aconteceu no último sábado, 23. Ele foi detido por maus tratos, com base no artigo 32 da Lei 9.605, de 1998, que trata sobre crimes ambientais, e também por porte ilegal de arma. Ele estava com uma espingarda no momento da prisão.

Um vídeo mostra o espancamento do animal. Nas imagens, o homem aparece maltratando o animal com um pedaço de madeira. As agressões só foram interrompidas após ele ser contido por populares que testemunharam a violência. O animal estava atirado ao chão e imobilizado por uma corda.

O homem foi levado para a Delegacia Municipal de Touros. A reportagem apura se ele continua detido.

Em publicação no Twitter, Sandro Pimentel disse que viu as imagens com “indignação”. “Já entrei em contato com a Polícia Civil em Touros e cobrei providências. Estou levando para a cidade uma equipe de veterinários para examinar o animal e analisar o que é necessário para a sua recuperação. Já recebi informações de que o agressor está detido, mas trabalho com minha equipe jurídica para que ele não possa ter acesso ao cavalo novamente”, escreveu o deputado.

“Casos assim não podem ficar impunes, é preciso que nossa sociedade avance na convivência com os animais entendendo que estes são seres vivos, não objetos. Chega de maus tratos”, complementou o parlamentar.

Postado em 26 de novembro de 2019 - 17:10h

0 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *