O Comunicador

Policiais fazem campanha para ajudar colega que ficou tetraplégico em troca de tiros

Policiais militares do Rio Grande do Norte estão realizando uma campanha de arrecadação para ajudar um colega. O soldado PM Matias, que ficou tetraplégico há 14 anos em um tiroteio, atualmente tem 52 anos e vive 24 horas por dia ‘preso’ em casa, na cama.

Um vídeo mostrando a situação de Matias tem sido amplamente compartilhado nas redes sociais. O policial precisa adquirir uma cadeira de rodas motorizada que custa R$ 21 mil. Hoje, ele consegue movimentar apenas o braço direito.

“Os pais dele já estão na casa dos 80 anos de idade e têm dificuldade de locomoção, por isso a cadeira de rodas motorizada daria mobilidade e qualidade de vida”, explica o texto que circula junto ao vídeo.

“Isto posto, nós todos os policiais militares do Brasil, estamos nos cotizando para comprar uma cadeira com a finalidade de tirar Matias dessa prisão que hoje ele vive”, conclui.

De acordo com o texto, Matias serviu no Pelotão de Atividades Especiais (PAE), no BPCHOQUE e no 5º Batalhão de Polícia Militar. Quando estava em uma ação em Parnamirim, ele atingiu dois homens, mas foi atingido duas vezes na cabeça pelo terceiro, quando ficou tetraplégico.

Ajude:

Conta poupança do Banco do Brasil – 51
Francisco H R Barreto
Conta: 22.875-3
Agência: 1588-1

*Portal no Ar

Postado em 20 de setembro de 2019 - 14:35h

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *