O Comunicador

Ele saiu de Mossoró para fazer doutorado na Unicamp e hoje vive nas ruas de São Paulo

Um mestre da Universidade Federal do Rio Grande do Norte vive em situação de rua no interior de São Paulo. Procura-se a família de Antônio da Costa Bezerra, que é de Mossoró, e que foi para as terras paulistas em busca do doutorado em Engenharia Química na Universidade Estadual de Campinas, a Unicamp, uma das melhores instituições da América Latina.

A história de Antônio chegou ao PORTAL NO AR através do professor universitário Maurício Amaral, que mora em Campinas, e que conseguiu a confiança do homem que dorme pelos canteiros próximos da casa dele. “Comecei a conversar com ele diariamente e, nessas conversas, ele foi soltando alguma coisa”, contou.

“Antônio parece ter se envolvido com drogas. Ele deixou a Unicamp quando faltava uma disciplina para que se tornar doutor”, relatou Amaral sobre como o mossoroense passou a ser um morador de rua em Campinas.

Tudo o que o professor Maurício Amaral busca é que pessoas do Rio Grande do Norte que foram próximas de Antônio o ajudem a voltar para Mossoró. “Ele não tem contato com a família”, citou.

A reportagem conversou com Carlson de Souza, que foi professor de Antônio nos cursos de graduação e também na pós-graduação dele na UFRN. “Era estudioso e delicado. Brilhante” descreveu sobre o ex-aluno.

O professor, que soube da situação de Antônio nessa quinta-feira, 11, tenta falar com colegas de turma do homem. “Esse é o ponto de partida, pois esses amigos podem ter contatos da família dele”, enfatizou.

“Brilhante”

O adjetivo usado pelo professor Carlson de Souza para o ex-aluno fica comprovado pelo Currículo Lattes de Antônio. São vários trabalhos publicados. O mestre em Engenharia Química é fluente em Inglês e Espanhol. Na última atualização, em 25 de agosto de 2005, o doutorado na Unicamp estava em andamento.

Se você tem alguma pista que possa nos levar à família de Antônio da Costa Bezerra pode ligar para o telefone 2020-1200.

*Portal no Ar

Postado em 12 de julho de 2019 - 15:41h

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *