O Comunicador

Após dois meses, voluntários em vigília contra suicídios deixam Ponte Newton Navarro

O grupo de voluntários que trabalhava em vigília evitando suicídios na Ponte Newton Navarro, em Natal, deixou o acampamento no local nesta sexta-feira (5). Eles fizeram um ato na ponte para se despedirem nesta tarde e cobraram a atuação do poder público no espaço.

O protesto fechou uma das faixas da Ponte Newton Navarro. O grupo, que é formado por evangélicos, carregava faixas e gritava incentivos de valorização à vida e cobranças ao poder público. Eles pedem a instalação de uma grade na ponte e alegaram que não há mais condições de permanecerem com o acampamento, que atuava 24 horas por dia.

A caminhada tinha a intenção de seguir até a sede da Prefeitura do Natal, na Cidade Alta. Houve uma confusão em determinado momento, quando um motociclista, preso no trânsito, se irritou com os voluntários e agrediu uma mulher.

O acampamento foi montado por um grupo de evangélicos na cabeceira da Ponte Newton Navarro no fim do mês de abril. Eles começaram a revezar 24 horas por dia no local para impedir que pessoas cometessem suicídio. A ponte liga as regiões Leste e Norte da capital potiguar e passa por cima do encontro do Rio Potengi com o mar. A parte mais alta da estrutura tem 60m de distância até a água.

*G1

Postado em 6 de julho de 2019 - 7:18h

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *