O Comunicador

‘O que está por vir pode derrubar o capitão eleito’, diz Carlos Bolsonaro


Jair Bolsonaro e seu filho, o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ)

O vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) publicou em seu perfil no Twitter nesta 4ª feira (15.mai.2019) que “o que está por vir pode derrubar o capitão”, em referência ao seu pai, o presidente Jair Bolsonaro.

“Onde estão os caras feias, os identificadores de problemas, os escritores de cartas para aliados “desbocados”? O silêncio não tem nada a ver com a descoberta de seus devidos lugares. O que está por vir, pode derrubar o Capitão eleito. O que querem é claro!”, disse.

A mensagem enigmática foi publicada acompanhada de vídeo do youtuber Daniel Lopez que diz que “já está tudo engatilhado em Brasília para derrubar Bolsonaro”.

No vídeo, Daniel Lopez argumenta que os congressistas querem enfraquecer o governo. Fala dos riscos de uma ação coordenada no Congresso para tentar bloquear a votação da MP (Medida Provisória) da reforma administrativa, a MP 870, que trata sobre a reforma administrativa na estrutura dos ministérios do governo.

A medida provisória precisa ser votada até 3 de junho. Caso não seja aprovada, Bolsonaro terá que retornar a estrutura de governo de Michel Temer. Ou seja, a Esplanada pode voltar a ter 29 ministérios. São 22 atualmente.

“Se Bolsonaro voltar a ter [mais] 7 ministérios, ele vai ter muito mais gastos”, diz o youtuber.

O governo precisa também de crédito suplementar de R$ 248,9 bilhões para cumprir a regra de ouro, que impede endividamento para gastos de custeio. Se não for aprovado em pouco mais de 1 mês, a situação fiscal do Estado pode piorar.

Lopez alega que, caso os congressistas sabotem o governo, a gestão não cumprirá o Orçamento e a regra de ouro. Segundo ele, com isso, a gestão de Jair Bolsonaro seja enquadrado na Lei de Responsabilidade Fiscal.

*msn

Postado em 16 de maio de 2019 - 12:41h

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *