O Comunicador

Vídeo mostra alagoana sendo morta a tiros pelo ex-marido em SP

Dois meses longe de casa tentando a vida no interior de São Paulo e um fim trágico: executada a tiros pelo ex-marido. Essa é a história de Maria Elitácia dos Santos, 22 anos, morta com tiros à queima-roupa em via pública na cidade de Dumont, para onde havia se mudado com o então marido e os quatro filhos em busca de emprego. O crime aconteceu na quarta-feira (10).

Imagens de uma câmera de segurança mostram o momento em que a vítima é abordada pelo homem enquanto caminhava pela calçada. Ela tenta se defender dos disparos, mas acaba caindo na calçada e, sem chances de defesa, é atingida por vários tiros. Maria Elitácia foi executada com pelo menos cinco disparos de arma de fogo. O suspeito corre depois de atirar e entra em um veículo prata.

Ele e o comparsa foram presos quando tentavam deixar a cidade. Um revólver calibre 38 com cinco munições deflagradas foi apreendido. Testemunhas disseram que o casal estava separado havia um mês, mas o homem não se conformava. Por esse motivo, o crime deve ser tratado como feminicídio. As identidades dos suspeitos não foram divulgadas.

Os filhos do casal têm entre um ano e meio e sete anos. Eles ainda não sabem que o pai matou a mãe e não há informações sobre quem estaria tomando conta das crianças.

A equipe de reportagem da TV Ponta Verde, uma emissora do Sistema Opinião, esteve na cidade de Porto Calvo nesta quinta-feira (11) e encontrou a mãe de Maria Elitácia, dona Maria Cícera dos Santos, que clama por justiça. “Eu quero justiça. Que ele pague pelo que fez com a minha filha. E eu quero que meus netos venham morar comigo”, disse, emocionada. O corpo da mulher e as crianças devem chegar a Alagoas no sábado (13).

*OP9

Postado em 11 de abril de 2019 - 19:40h

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *