O Comunicador

Memoria: Escolástico, ajudou a construir Cerro Corá

A homenagem de hoje é para um dos primeiros construtores de Cerro Corá, que fez, por exemplo, açudes na zona rural e os calçamentos da praça Tomaz Pereira, da avenida São João e das ruas Monsenhor Paulo Herôncio de Melo e Sérvulo Pereira de Araújo, a qual, até os anos 80, chamava-se Vivaldo Pereira de Araújo.
Escolástico Eduardo de Azevedo era natural de Carnaúba dos Dantas, na região do Seridó. 

Ainda jovem, veio para Cerro Corá, onde residiu por 40 anos, tendo emigrado para Natal em 1993, onde faleceu, aos 87 anos de idade. Ao todo, são 20 filhos, dos quais, pelo menos três foram do primeiro casamento, mas vivo, ainda estão 15. 

Viúvo, em segunda núpcias casou com Maria de Lourdes Cândido, nascida em Angicos, mas que foi criada em Maxinaré, na zona rural de Currais Novos. Escolástico nasceu em 10 de fevereiro de 1914 e morreu em 24 de julho de 2001. A foto foi cedida, gentilmente, pelo seu 19º filho, Marcos Eduardo de Azevedo, que atualmente reside em Mossoró (RN). Escolástico deixou 41 netos e cinco bisnetos. 
Repostado do Cerrocoranews
Postado em 16 de setembro de 2015 - 19:23h

0 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *