O Comunicador

Dono da UTC diz que depositava propina da Petrobras diretamente na conta do PT

O empresário Ricardo Pessoa, dono da UTC Engenharia, afirmou em depoimento à Justiça ter depositado dinheiro de propina da Petrobras diretamente na conta do Partido dos Trabalhadores (PT). Segundo ele, as propinas da diretoria de Serviços da Petrobras eram pagas ao gerente Pedro Barusco, e o diretor de Serviços da Petrobras, Renato Duque, sempre o encaminhou a João Vaccari Neto, então tesoureiro do partido.
Pessoa afirmou que a cobrança de propina em contratos com a Petrobras começou com o deputado José Janene, do PP, quando Paulo Roberto Costa assumiu a diretoria de Abastecimento. 

Na diretoria de Serviços, o primeiro contato foi feito por Pedro Barusco e, depois, o diretor Renato Duque passou a pedir contribuições financeiras por meio de Vaccari.
O juiz Sérgio Moro quis saber se a contribuição ao PT era mesmo parte do acerto da propina, se essa relação ficava clara. 

PSDB 

O PSDB pedirá ao Tribunal Superior Eleitoral que requisite ao juiz Sérgio Moro cópia do depoimento prestado pelo delator Ricardo Pessoa. 

Dono da construtora UTC, ele declarou ter repassado ao PT propinas extraídas de contatos com a Petrobras. O magistrado quis saber se estava claro que o repasse ao partido era decorrente de propina. E o empresário: “Mais claro impossível, eu depositava oficialmente na conta do Partido dos Trabalhadores.”
Em petição a ser protocolada nesta sexta-feira (3), o tucanato pedirá ao TSE que junte esse depoimento a um processo que move contra Dilma Rousseff. Uma das acusações é a de que a campanha à reeleição da presidente foi financiada com verbas sujas provenientes da Petrobras. A probabilidade de a Justiça Eleitoral deferir o pedido do PSDB é grande. 
O globo
Postado em 4 de setembro de 2015 - 10:22h

0 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *