O Comunicador

Maníaco da granja entra em pânico ao ver foto de vítimas mortas

O caseiro Carlos Alexandre de Andrade, de 38 anos, suspeito de ter matado e ocultado o corpo de duas mulheres, na cidade de Exremoz, entrou em pânico na tarde desta terça-feira (11), após ser submetido a mais um interrogatório realizado pelo delegado Raimundo Rolim Albuquerque, que investiga as duas mortes. Em um dado momento da oitiva forma mostradas a Carlos as fotos das duas vítimas já mortas provocando no suspeito uma reação de desespero. 

De acordo com o delegado Rolim o suspeito nega até hoje qualquer envolvimento com a menina Maria Eduarda, de 12 anos encontrada morta com sinais de violência no mês de Junho, no quintal de uma granja, em Genipabú. Indícios apontam Carlos como o autor do crime. “Tentei mostrar o quanto a garota havia sido torturada antes de ser morta e ele fugia das imagens como o diabo foge da cruz, mas quando apresentamos a ele a foto de outra mulher morta nas mesmas circunstâncias da garota, ele reagiu com extremo descontrole”, disse. 

A outra vítima citada pelo delegado é Lindomara Soares da Silva, que desaparecida desde 2008, o corpo dela foi encontrado enterrado nas mesmas circunstâncias da menina Maria Eduarda. Raimundo Rolim ainda informou que depois de ficar alterado com as imagens apresentadas pela polícia o suspeito voltou a negar os crimes, porém os elementos fortes contra Carlos poderão mantê-lo na cadeia.

Fonte: Portal BO

Postado em 12 de agosto de 2015 - 14:13h

0 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *