O Comunicador

Mundo: EUA prendem suspeito de matar 9 pessoas em igreja da comunidade negra

Dylann Roof, de 21 anos, em 26 de abril deste ano (Foto: EFE)

A polícia de Shleby, no norte da Califórnia, deteve nesta quinta-feira (18) o atirador suspeito de matar nove pessoas na Emanuel African Methodist Episcopal Church, em Charleston, Carolina do Sul, nos Estados Unidos.

O crime aconteceu quarta-feira (17) à noite. O suspeito tem 21 anos e se chama Dylann Storm Roof, de acordo com a polícia americana. Ele foi detido na cidade que fica a 395 km de Charleston com uma arma, que ainda não se sabe se foi a mesma usada no crime.

De acordo com um oficial da polícia entrevistado pela CNN, o jovem disse que foi ao local para matar pessoas negras. Em seu aniversário de 21 anos, Dylann ganhou uma pistola calibre 45. Em pronunciamento oficial, Barack Obama disse, segundo a CNN, que “nenhuma morte como esta é uma tragédia. Nenhuma morte envolvendo muitas vítimas é uma tragédia. E se existe uma coisa que corta o coração é saber que pesssoas foram mortas em um lugar onde vão buscar conforto, buscar paz”.

De acordo com os policiais ouvidos pela CNN, o suspeito passou uma hora assistindo ao culto junto de suas vítimas antes de agir. >> Homem branco mata 9 pessoas em igreja da comunidade negra nos EUA Segundo registros de cortes locais, de acordo com o G1, Dylann havia sido fichado por um crime relacionado a drogas e outro de invasão de propriedade em março e abril deste ano.

Ele vivia na região de Columbia, capital da Carolina do Sul. A polícia suspeita que se trata de um crime de ódio, sugerindo que há motivações racistas por trás do ocorrido. Em uma foto de sua página no Facebook, ele aparece com uma jaqueta estampada com a bandeira símbolo do regime do apartheid na África do Sul.

MS

Postado em 19 de junho de 2015 - 0:27h

0 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *