O Comunicador

Romário protocola requerimento para criação da CPI da CBF no Senado

Senador diz que vai ficar mais feliz quando Ricardo Teixeira também for preso 

BRASÍLIA – Nesta quarta-feira, o senador Romário (PSB-RJ) recolheu 52 assinaturas e protocolou o requerimento para a instalação no Senado de uma CPI para investigar as denúncias de corrupção na Confederação Brasileira de Futebol desde a presidência de Ricardo Teixeira, passando por José Maria Marin, preso nesta quarta-feira na Suíça, até a atual gestão de Marco Polo del Nero. Ele disse estar muito feliz com as prisões, mas falta ainda mais gente para ser presa.
Eu vou ficar mais feliz ainda quando o Ricardo Teixeira for preso, o que deve acontecer em breve. 

Todos se achavam intocáveis na CBF , diziam que era uma entidade privada e não tinham que ser investigados. Mas como dizem meus amigos, a casa vai cair para eles — comemorou Romário, que vai pedir ao presidente do Senado, Renan Calheiros, para ser o relator da CPI. 

O ex-craque da seleção de futebol disse que há anos vem batendo na mesma tecla, da necessidade de abrir a caixa preta da CBF, envolvendo dirigentes desde a gestão de Ricardo Teixeira.

— Até que enfim! O FBI e a polícia suíça fizeram as prisões mais rápido do que eu pensava. 


Se dependesse da nossa polícia essas prisões não aconteceriam. Com a CPI a caixa preta da CBF vai ser aberta para moralizar definitivamente nosso futebol — disse Romário.

O senador fluminense disse já ter indícios de que o esquema de corrupção que está sendo investigado pelo FBI vai respingar na Copa de 2014 no Brasil. 

Por Maria Lima/O globo
Postado em 28 de maio de 2015 - 21:27h

0 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *