O Comunicador

Polícia Civil do RN esclarece prisão de tenente da PM suspeito de participação em homicídio

A equipe de delegados da Delegacia Especializada de Homicídios (DEHOM) esclareceu à imprensa na manhã desta sexta-feira (22) a prisão do tenente da Polícia Militar André Cícero de Oliveira Firmino, suspeito de participação no assassinato de Antônio Reinaldo Alves, ocorrido no ano passado.
De acordo com as investigações, o tenente Firmino teria sido o mandante do crime que vitimou Antônio. 

A motivação seria uma proposta feita pela vítima à uma mulher identificada como Maria Carolina, que tinha um relacionamento com o tenente.
Em depoimento à Polícia, Carolina disse ter conhecido Antônio Reinaldo através de uma rede social. Segundo ela, na época ele a ofereceu um emprego como prostituta, mas Carolina disse ter negado. 

Não satisfeito com a resposta dela, Antônio teria dito que compraria um celular no valor de R$800 para “presenteá-la” desde que ela se encontrasse com ele em um motel.
Inicialmente Carolina teria aceitado a proposta, porém depois desistiu de encontra-lo, a partir daí Antônio teria passado a ameaça-la dizendo que ia divulgar as conversas deles nas redes sociais. 

Maria Carolina afirmou que ao ser ameaçada procurou o tenente para que ele resolvesse a situação. Segundo ela, o tenente teria dito que ia mandar Tales “dar um susto” em Antônio. Dias depois Antônio Reinaldo apareceu morto.
O Tales a quem Maria Carolina se referiu é Francisco Tales de Oliveira Pinto, que foi preso em flagrante esta semana em São José do Campestre pela prática de estelionato. Já o tenente foi preso pela Polícia Civil nesta quinta-feira (21) por força de mandado de prisão temporária. 

A Polícia Civil agora tem 30 dias para a conclusão do inquérito, podendo ser prorrogado por mais 30 dias. 
 Blog do BG
Postado em 22 de maio de 2015 - 18:19h

0 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *