O Comunicador

Padre é detido embriagado após atropelar e matar ciclista

Um padre de 37 anos foi preso nesta segunda-feira, no Pará, após atropelar e matar um ciclista no acostamento de uma rodovia. Teste de bafômetro comprovou que George Miranda Gomes, padre há dez anos, tinha bebido. Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal, o acidente ocorreu no acostamento da BR-316, em Castanhal, e o religioso deixou o local sem prestar socorro ao ciclista, identificado como José Hilton das Neves Conceição, de 52 anos. 

Após o acidente, o padre fugiu. Mas testemunhas anotaram a placa do carro, que pertence à Diocese de Bragança. O carro foi interceptado por policiais e o padre foi detido. Eram visíveis os sinais de embriaguez, segundo os policiais.
A prisão aconteceu uma hora depois do atropelamento. O padre ia para São Miguel do Guamá. 

Ele chegou a dizer que era repórter de uma emissora de TV local. Depois, confessou ser padre da diocese do município de Bragança e tomar conta da Paróquia de São Miguel do Guamá. O padre ainda teria confessado ter passado a noite bebendo cerveja na casa de amigos em Castanhal.
Ele foi autuado por crime de trânsito, desobediência e homicídio culposo. 

A pena pode ser agravada pela omissão de socorro e dirigir embriagado. A Diocese de Bragança disse que vai aguardar a apuração dos fatos para se manifestar.
O carro ficava à disposição do padre para uso pessoal. Ele foi levado para a delegacia de Polícia Civil em Castanhal.
 
O Globo
Postado em 24 de março de 2015 - 18:59h

0 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *