O Comunicador

Adolescentes são principais suspeitos de matar PM, diz delegado

Dois adolescentes de 16 e 18 anos são suspeitos de assassinar o policial militar Paulo Melo dos Santos de 43 anos, que foi baleado em frente a um restaurante em Capim Macio, na zona Sul de Natal, na noite de quarta-feira (17). De acordo com o delegado Alexandro Gomes da Delegacia Especializada de Homicídios (Dehom), o menor prestou depoimento na tarde de hoje (19) e outro – apontado como principal suspeito – encontra-se foragido.
A principal hipótese do delegado é de que os suspeitos foram ao restaurante para roubar a arma do policial militar, que, de acordo com Alexandro Gomes, pode ter sido morto por engano. “ Os adolescentes podem ter ido atrás da arma do policial militar que estaria no local, mas acabaram se deparando com outro PM”, disse.

Segundo o delegado, o menor apresentou um forte álibi em seu depoimento, mas que não pode ser revelado para não atrapalhar as investigações. Ele foi encaminhado para o Instituto Técnico-Científico do de Polícia do RN (ITEP) para fazer um exame residuográfico, que verifica se existem vestígios de chumbo. “A apreensão foi feita principalmente para tentar encontrar o outro suspeito”, explicou. 

De acordo com informações da Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas (Rocam), os suspeitos roubaram três veículos em bairros diferentes de Natal horas antes do incidente com o PM. Um dos veículos foi utilizado pelos adolescentes para ir ao restaurante onde o PM estava. Ainda de acordo com oficiais da Rocam, a dona do veículo identificou por meio de uma foto os adolescentes, que teriam roubado o seu carro. 


Desta maneira, oficiais da Rocam, juntamente com a 3ª DP realizaram diligências para localizar os suspeitos. O menor de 16 anos foi apreendido em uma via pública no bairro de Rosa dos Ventos, em Parnamirim, já o outro, que pode estar com a arma do PM, não foi localizado até o momento. Segundos os oficiais, os jovens residem no mesmo bairro e são suspeitos de outros roubos.
Tribuna do Norte
Postado em 19 de dezembro de 2014 - 23:32h

0 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *