O Comunicador

Morre a cantora Clemilda, a “Rainha do Forró”

Morreu na madrugada desta quarta-feira, 26, a cantora e compositora Clemilda, que enfrentava sérios problemas de saúde e estava internada em um hospital da rede privada desde o mês de julho, quando foi acometida por uma pneumonia.

A morte de Clemilda, segundo a cantora e compositora Amorosa, foi registrada por volta das 4 horas da madrugada no mesmo hospital, onde chegou na tarde do dia 11 de julho deste ano. O velório será realizado no velatório da rua Itaporanga, em Aracaju, e o sepultamento está previsto para às 16 horas, no cemitério São João Batista.
Clemilda era viúva do também forrozeiro Gerson Filho, falecido em 1994, e deixa dois filhos, entre eles Robertinho dos Oito Baixos, que herdou o talento musical. 

Nascida no Estado de Alagoas, Clemilda escolheu Sergipe para construir sua vida emocional e profissional. Em 50 anos de carreira, a musa do forró lançou 40 LPs e seis CDs, todos de forró. Ela também recebeu dois discos de ouro e dois de platina.
Entre os maiores sucessos que retratam a cultura nordestina, na voz de Clemilda, estão `Prenda o Tadeu´ e `Forró Cheiroso´. 
“Clemilda foi uma das mais importantes cantoras da história nordestina”, considerou Amorosa. “Clemilda esteve no mesmo patamar de Marinez e de Carmélia Alves, considerada a Rainha do Baião, e também de Anastácia. Uma das intérpretes que conseguiu popularizar a música nordestina”, ressaltou.
 Fonte: Click Sergipe
Postado em 26 de novembro de 2014 - 16:46h

0 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *