O Comunicador

CNT/MDA: Dilma tem 40,4%, Marina, 25,2%, e Aécio, 19,8%

A 123ª rodada da pesquisa CNT/MDA, divulgada nesta segunda-feira
(29) pela Confederação Nacional do Transporte, aponta novo crescimento de Dilma
Rousseff (PT). Assim, no primeiro turno, ela fica mais distante de Marina Silva
(PSB). Na pesquisa estimulada, a petista conta com 40,4% das intenções de voto,
4,4 pontos a mais que no levantamento divulgado na semana passada. Já a
socialista aparece com 25,2%, com redução de 2,2 pontos em relação ao
levantamento anterior. Aécio Neves (PSDB) aproximou-se de Marina, com 19,8% e
aumento de 2,2 pontos.
Luciana Genro (PSol) cresceu de 0,9% para 1,2%. Já Pastor
Everaldo (PSC) reduziu de 0,8% para 0,6%. Os outros candidatos aparecem com
0,5%, enquanto votos brancos e nulos somam 5,9%. Outros 6,4% não sabem ou não
responderam.
>> IstoÉ/Sensus: Dilma tem 35%, Marina, 25%, e Aécio,
20,7%
>> Datafolha: Dilma tem 40%, Marina, 27%, e Aécio, 18%
>> Vox Populi: Dilma tem 38% das intenções de voto;
Marina, 25% e Aécio, 17%
>> Ibope: Dilma tem 38%, Marina, 29%, e Aécio, 19%
Espontânea

A pesquisa espontânea também indica que, se a eleição fosse
hoje, Dilma Rousseff e Marina Silva disputariam o segundo turno. A candidata do
PT cresceu de 31,4% das intenções de voto para 36,7%, com variação de 5,3
pontos. Marina Silva permanece estável: nesta rodada, a socialista aparece com
22,5% das intenções, 0,5 ponto a menos que na pesquisa anterior. Aécio Neves
cresceu 3,1 pontos, alcançando a preferência de 17,5% dos eleitores. Luciana
Genro foi citada por 0,9% dos entrevistados e Pastor Everaldo por 0,5%. Outros
candidatos somam 0,7% e brancos e nulos totalizam 6,4%. Os eleitores que não
sabem ou não responderam são 14,8%.
Para 80,8% dos entrevistados, o voto já está definido.
Outros 18,5% admitem a possibilidade de mudar a preferência até o dia 5 de
outubro. Os eleitores de Dilma Rousseff são os que têm mais certeza sobre o
voto: 85,9% dizem que a opção é definitiva. No caso de Marina e de Aécio, o
percentual de definição é de 77,8%, em cada.
Segundo turno
Na simulação de segundo turno entre Dilma Rousseff e Marina
Silva, essa é a primeira vez que a petista aparece à frente da socialista. Com
vantagem de 9 pontos, Dilma tem 47,7% das intenções de voto, enquanto Marina
aparece com 38,7%. Na pesquisa divulgada semana passada, as duas estavam tecnicamente
empatadas. A candidata do PT tinha 42% das intenções enquanto a do PSB estava
com 41%.  
No cenário simulado entre Dilma Rousseff e Aécio Neves, ela
tem a preferência de 49,1% dos eleitores. O tucano aparece com 36,8%.
No terceiro cenário, que simula a disputa de segundo turno
entre Marina e Aécio, ela tem 41,1% das intenções de voto, contra 36% do
candidato do PSDB.
Favoritismo dos candidatos
Também cresceu o percentual de eleitores que acreditam que a
atual presidente será reeleita: de 51,2% para 61%. Já o total de entrevistados
que aposta na vitória de Marina caiu de 29,2% para 21,6% e o percentual
daqueles que acreditam que Aécio será eleito presidente passou de 7,7% para
8,3%. 
Dilma e Marina devem receber mais votos de indecisos
Dilma Rousseff e Marina Silva lideram a lista dos candidatos
com mais probabilidade de receberem votos de quem ainda não definiu a escolha.
Dos entrevistados que se declaram indecisos, 43,8% dizem que poderão votar na
petista; 40,6% citam Marina Silva; 28,9% poderão votar em Aécio; 2,3% em Eymael
(PSDC); 1,6% no Pastor Everaldo; 0,8% em Eduardo Jorge (PV) e 0,8% em Luciana
Genro. A resposta era de múltipla escolha.
Avaliação do governo
Na última semana, a avaliação positiva do governo cresceu.
Segundo a 123ª pesquisa CNT/MDA, 41% dos entrevistados o consideram ótimo ou
bom. Na rodada 122, o índice estava em 37,4%. A avaliação negativa passou de
25,1%, do levantamento anterior, para 23,5% no divulgado nesta segunda-feira.
Também com alta (de 4,2 pontos), a aprovação do desempenho
pessoal de Dilma Rousseff chegou a 55,6%. O total de eleitores que a desaprovam
caiu de 43,8% para 40,1%.
A pesquisa foi realizada entre os dias 27 e 28 de setembro
de 2014 e foram ouvidos 2002 eleitores. A margem de erro é de 2,2 pontos
percentuais e o registro foi feito no TSE sob o código BR-00892/2014.

Fonte: jb.com.br
Postado em 29 de setembro de 2014 - 20:21h

0 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *