O Comunicador

Assessora jurídica da Delegacia Geral de Polícia do RN é vítima de seqüestro relâmpago

Qualquer ação criminosa em Natal agora não é mais novidade, independente da classe social ou “prestígio” da vítima. Nesta sexta-feira (29), mais um caso daqueles clássicos que apresentam a realidade da total insegurança na capital potiguar. 

Na ocasião, a assessoria jurídica da Delegacia Geral de Polícia (Degepol) foi vítima de seqüestro relâmpago, ao ser surpreendida próximo ao Banco do Brasil, na altura do Ceasa.

Segundo informações preliminares, a assessora jurídica foi obrigada dirigir com a arma apontada na cabeça até as proximidades de Cidade da Esperança, na zona oeste, quando foi liberada.


 O mais importante em meio à tragédia no quesito insegurança em que vive Natal é que a vítima passe bem. O veículo e suspeitos são procurados pela Polícia. 
Fonte: BG
Postado em 29 de agosto de 2014 - 18:40h

0 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *